Publicidade
Vale do Pinhão

Cadastro on-line leva inovação aos clientes dos Armazéns da Família

Cadastro on-line leva inovação aos clientes dos Armazéns da Família

O conceito do Vale do Pinhão, movimento do município para incentivar ainda mais o ambiente de inovação da cidade, chega agora aos Armazéns da Família. A Prefeitura lança, nesta quinta-feira (18/10), o cadastro on-line para o ingresso no programa municipal, que garante uma economia, em média, de 30% nas compras de gêneros alimentícios e itens de higiene e limpeza.

Com a implantação do cadastro on-line, a população beneficiada pelos Armazéns da Família não vai mais precisar ir aos Núcleos da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab), nas Ruas da Cidadania, para formalizar o ingresso no programa. Tudo poderá ser feito por computador ou pelo smartphone. “É a revolução 4.0 chegando aos Armazéns da Família, pois tudo será feito via internet, de casa, inclusive o envio da documentação exigida, caso a pessoa esteja fazendo o primeiro cadastro”, explica o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Luiz Gusi.

O secretário avalia que a implantação do cadastro on-line deverá refletir em todo o processo de trabalho das equipes dos Armazéns da Família. “Com o uso da tecnologia, haverá redução nos gastos com papel e outros materiais de escritório, ajudando a diminuir a possibilidade de desperdício e os impactos ambientais. Por outro lado, boa parte das equipes que até agora se dedicava a fazer o cadastro nos Núcleos será redirecionada para a melhoria dos serviços de toda a secretaria”, salienta Gusi.

Ele ressalta, no entanto, que ainda serão mantidos funcionários para o cadastro presencial nas Ruas da Cidadania para atender às famílias que não têm acesso à internet em casa.

Gusi lembra ainda que a implantação do cadastro on-line segue a determinação do prefeito Rafael Greca de levar a inovação para todas as áreas da Prefeitura. “Através do uso de soluções inovadoras será possível gerar inteligência, integração e bancos de dados, valiosas ferramentas para, cada vez mais, melhorarmos este programa que completou este ano 29 anos”, reforça o secretário.

Na hora de fazer as compras nos Armazéns da Família, outra inovação: basta a pessoa cadastrada ir na unidade de preferência (confira no link com os locais) e apresentar um documento com foto e CPF. Deixam de ser emitidas as antigas carteirinhas. Até o fim do ano, todos os armazéns deverão ganhar equipamentos de identificação biométrica dos usuários.

Para fazer o cadastro on-line nos Armazéns da Família, veja o passo a passo. O prazo de validade do cadastro é de um ano (a renovação on-line será pedida automaticamente via internet).

Programa

O programa Armazém da Família é formado por 33 unidades fixas de abastecimento instaladas em pontos estratégicos da periferia de Curitiba, bairros e terminais de ônibus, onde é feita a comercialização de gêneros alimentícios e produtos de higiene e limpeza com preços, em média, 30% mais baratos que no varejo.

Na capital, apenas moradores com renda familiar de até cinco salários mínimos e com cartão de acesso, podem comprar nos locais. De janeiro a junho deste ano, a economia das famílias da capital que fizeram compras nos armazéns chegou a R$ 31,8 milhões.

Ao todo, 260 mil famílias curitibanas podem fazer compras nos armazéns, mas programa não se limita à capital. Na Região Metropolitana de Curitiba, 58,1 mil famílias têm acesso aos produtos mais baratos dos Armazéns da Família. Entre as dez cidades da Grande Curitiba conveniadas ao programa, Almirante Tamandaré, Pinhais, São José dos Pinhais, Bocaiúva do Sul, Agudos do Sul e Mandirituba contam com unidades conveniadas próprias (administradas pelos municípios). Já os moradores de Campo Magro, Quatro Barras, Fazenda Rio Grande e Campo Largo podem fazer compras nas 33 unidades de Curitiba.

DESTAQUES DOS EDITORES