Publicidade
Sedã da Volkswagen

Chegou o Virtus, um carro com muitas virtudes

Segundo a VW primeiro carro com inteligência artificial, mas como opcional.
Chegou o Virtus, um carro com muitas virtudes

Diferentemente dos dois últimos anos quando iniciaram apostando na briga acirrada entre os SUVs, 2018 o foco foi para os sedãs médios. Fiat e Volksvagem apressadamente lançam as versões três volumes dos seus últimos bem-sucedidos lançamentos de Hatches, o Argo e o novo Polo, A Fiat foi mais lerda e o Cronos deve chegar somente perto do carnaval, e a Volkswagen já colocou nas lojas o Virtus. O foi construído em cima da mesma plataforma modular do hacth que já é um dos carros mais vendidos do Brasil, mas promete ser mais do que simplesmente um Polo mais espaçoso. É que o Virtus alia o típico design alemão a conforto, potência e, sobretudo, tecnologia. Este promete ser, por sinal, o primeiro carro brasileiro a usar a inteligência artificial para auxiliar o motorista. Produzido em São Bernardo do Campo, o Virtus deve ocupar a lacuna que havia entre o Voyage e o Jetta no portfólio de sedãs da Volkswagen. Mas, apesar de ser um sedã compacto, não deixa a desejar em termos de espaço com os seus 4,48 metros. É que o modelo tem a mesma dianteira espaçosa do Novo Polo, mas aposta em um design mais alongado na traseira. Por isso, tem 2,65 metros de entre-eixos - a mesma dimensão do Jetta. E o porta-malas também é maior: comporta 521 litros, ao invés dos 510 do Jetta.
O Virtus chega em três versões. A de entrada vem com o motor 1.6 MSI com 117 cavalos de potência e combinado com um câmbio manual de cinco marchas. Já as versões superiores, Comfortline e Highline, vêm o motor 1.0 TSI turbinado. Este propulsor chega a 128 cavalos de potência e 20,4 kgfm de torque, mesmo com um câmbio automático de seis velocidades.
O novo sedã da Volkswagen ainda se destaca pela tecnologia, na sua versão mais completa, tem um painel bastante conectado. Com oito polegadas, a central multimídia (Discover Media) é sensível ao toque e se conecta rapidamente tanto ao celular do motorista quanto ao quadro de instrumentos do veículo, que também é digital. O Virtus será o primeiro carro fabricado no país com tecnologia de inteligência artificial. O recurso, que utiliza a plataforma Watson, da IBM, conversará com o condutor sobre dados do Manual do Proprietários e possíveis problemas. O assistente inteligente poderá responder de forma simples e rápida questões eventuais questões sobre o carro. O aplicativo Meu Volkswagen responde em português e espanhol. O Virtus começa a ser vendido em R$ 59.990, mas este valor sobe para R$ 73.490 na versão Comfortline e para R$ 79.990 na Highline. E este preço ainda pode subir devido aos pacotes adicionais, que incluem itens como o Discover Media e a câmera de ré.

Publicidade

DESTAQUES DOS EDITORES