Publicidade
Estrago

'Ciclone bomba' deixa um terço das casas de Curitiba sem energia elétrica

(Foto: Franklin de Freitas)

A tempestade com ventos de até 97 km/h que atingiu Curitiba deixou até as 18h30 desta terça (30) 193 mil unidades consumidoras sem energia elétrica, ou seja 30% dos clientes da Copel na cidade. A companhia mobilizou 208 equipes de eletricistas para atender desligamentos de energia em Curitiba, Região Metropolitana e no Litoral, onde 525 mil unidades consumidoras foram desligadas ao todo.

Veja o momento em que o ciclone atinge condomínio em Curitiba

Os consumidores reclamam porque não conseguem contato com a companhia nem ao menos para avisar que estão sem energia. Nem o telefone, nem o site e nem o aplicativo funcionam. No Twitter, foram centenas de reclamações contra o atendimento da companhia. 

A Copel Telecom, que oferece internet por fibra ótica, aparecia por volta das 20h30 como uma das campeãs de reclamações no site Downdetector, que mede a qualidade de serviços de operadoras, sites e aplicativos. 

Estragos em toda a cidade

Chuva forte, granizo e ventos de até 97 km/h atingiram Curitiba e região na tarde desta terça (30). Praticamente todos os bairros  da capital foram atingidos, além de cidades da Região Metropolitana. O dia virou noite e há árvores caídas, placas derrubadas e casas destelhadas.  Segundo o Simepar, a tempestade é resultado de ciclone extratropical intenso, também conhecido como "ciclone bomba", que passa pela Região Sul do País.

Até as 18h desta terça-feira (30/6), a Prefeitura registrou 321 solicitações de ocorrências com quedas de árvores ou galhos, em vias públicas e terrenos particulares via sistema Central 156 - muitas delas para um mesmo endereço. Não houve registro de feridos, desalojados ou desabrigados. 

Houve registro de 30 destelhamentos provocados pelas fortes rajadas de vento, que de acordo com o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), ultrapassaram 74 km/h. Uma dessas ocorrências foi no Conjunto Residencial Vila Velha, no Campo Comprido

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES