Pandemia

CMEI é fechada em Curitiba com casos de covid no primeiro dia de aulas presenciais

(Foto: Google Maps)

O retorno presencial das atividades da rede municipal de educação mal começou e um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) já foi fechado por causa da contaminação por covid-19.  O CMEI Marechal Rondon II, na regional CIC, foi fechado seguindo orientação das autoridades de saúde  após a confirmação de dois casos de coronavírus entre servidores. Segundo informações da Prefeitura de Curitiba, o local  passará por sanitização (desinfecção com amônia quaternária) antes de ser reaberto novamente.

Ao confirmar os casos no CMEI, a direção avisou o Núcleo Regional da Educação que comunicou o Distrito Sanitário. O fechamento é por uma semana. A direção ainda informou que os servidores do local que se sentirem preocupados, mesmo sem sintomas, devem procurar uma unidade de saúde para realizar o teste para verificar se foram contaminados ou não.

Começaram nesta segunda-feira (22) as aulas para o primeiro grupo de aula presencial nas escolas para educação infantil e Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) da rede municipal de Curitiba. O segundo grupo começa na segunda-feira da próxima semana seguinte. Quem esteve no presencial na primeira semana assistirá às videoaulas em casa. O ano letivo teve início na quinta-feira passada, mas com atividades de acolhimento de pais e responsáveis nas unidades para esclarecer dúvidas e também apresentar as unidades. As aulas presenciais estão suspensas há quase um ano.

Sindicato espera o pior

Para o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sismuc), a situação no CMEI Marechal Rondon II é um exemplo do risco que os sindicatos vêm alertando. "Os casos de Covid-19 devem aumentar com o retorno das atividades presenciais nos equipamentos da educação, sem protocolo eficiente e sem vacinação dos trabalhadores", diz nota do sindicato.  O sindicato alerta aos servidores que identificarem alguma situação de risco no seu local de trabalho deve fazer uma denúncia pelo WhatsApp da Educação (41) 99988-2680. As situações podem ser desde falta de ventilação ou falta de espaço adequado para o distanciamento social, descumprimento do número de alunos por sala, e até mesmo casos de crianças ou trabalhadores com sintomas que não foram isolados. Se a sua escola ou CMEI se manteve aberto mesmo depois de ter um caso confirmado que esteve na unidade antes do diagnóstico, a chefia direta deverá avisar o Núcleo Regional. O NR precisa entrar em contato com o Distrito Sanitário para tomar as medidas necessárias em cada caso. 

Casos na rede estadual

Mesmo antes da retomada das aulas híbridas, marcada para o dia 1º de março, alguns colégios estaduais já registram surtos de Covid-19. Segundo a APP-Sindicato, que representa professores e funcionários da rede estadual de ensino, a contaminação aconteceu durante a semana pedagógica.  Na Grande Curitiba, o sindicato identificou surtos que em quatro colégios: o Colégio Estadual Professor Julio Szymanskie o Colégio Estadual da Colônia Murici, em São José dos Pinhais,  o Colégio Olindamir Merlin Cardoso, em Fazenda Rio Grande, além do Colégio Estadual do Campo Eunice Borges da Rocha, em Araucária.