Pandemia

Com decreto laranja, veja o que pode e o que não pode em Curitiba

(Foto: Reprodução )

Curitiba está em bandeira laranja, medida que restringe o funcionamento de algumas atividades consideradas não essenciais na cidade durante a pandemia de Covid-19. O motivo é o aumento de casos de coronavírus na cidade, que ficou em bandeira amarela nas últimas três semanas. O decreto para mudança de bandeira foi publicado nesta sexta-feira (4) e vale por 14 dias.

Segundo o decreto, o retorno gradativo das atividades e os critérios para funcionamento ficarão condicionados aos indicadores epidemiológicos e assistenciais da cidade e serão disciplinados por meio de atos normativos.

Além disso, o funcionamento dos parques e praças fica condicionado ao cumprimento de protocolo específico. Nos parques abertos, fica permitida exclusivamente a prática de atividades físicas individuais, desde que com uso de máscaras.

O QUE PODE E O QUE NÂO PODE NA BANDEIRA LARANJA

ATIVIDADES SUSPENSAS

Estabelecimentos destinados ao entretenimento ou a eventos sociais, com ou sem música, como casas de festas, de eventos ou recepções, circos, teatros, cinemas e atividades correlatas

Feiras técnicas ou de varejo, mostras comerciais, congressos e convenções

Bares e atividades correlatas.

ATIVIDADES COM RESTRIÇÃO DE HORÁRIO

Comércio de rua: de segunda a sábado, das 10 às 20 horas; aos domingos, apenas delivery

Escritórios emgeral, salões de beleza, barbearias, atividades de estética, academias de ginástica, serviços de banho, tosa e estética de animais: sem restrição de horário, de segunda a sábado, com proibição de abertura aos domingos

Shopping centers: de segunda a sábado, das 12 às 22 horas; aos domingos, apenas delivery

Galerias e centros comerciais: de segunda a sábado, das 10 às 20 horas; aos domingos, apenas delivery

Restaurantes e lanchonetes: de segunda a sábado até as 23 horas; após esse horário e aos domingos, apenas delivery

Panificadoras, padarias e confeitarias: de segunda a sábado até as 23 horas. Aos domingos, das 6 às 18 horas, ficando proibido o consumo no local;

Comércio varejista de hortifrutigranjeiros, quitandas, mercearias, distribuidoras de bebidas, peixarias e açougues: de segunda a sábado sem restrição de horário. Fecha aos domingos

Mercados, supermercados e hipermercados: de segunda a sábado sem restrição de horário. Fecha aos domingos

Lojas de material de construção: de segunda a sábado sem restrição de horário; aos domingos, apenas delivery

Comércio de produtos e alimentos para animais: de segunda a sábado sem restrição de horário; aos domingos, apenas delivery e drive thru

Feiras livres e de artesanato: de segunda a sábado sem restrição de horário. Fecha aos domingos

Concessionárias de veículos em geral: de segunda a sábado sem restrição de horário> Fecha aos domingos

SERVIÇOS QUE PODEM FUNCIONAR COM ATÉ 50% DE CAPACIDADE DE PÚBLICO

Hotéis, resorts, pousadas e hostels.

SERVIÇOS QUE PODEM FUNCIONAR COM ATÉ 50% DE CAPACIDADE DE OPERAÇÃO

Serviços de call center e telemarketing, exceto aqueles vinculados aos serviços de saúde ou executados em home office.