Brasileirão

Coritiba faz 1º tempo ruim e acaba derrotado pelo Bragantino no interior de SP

(Foto: Felipe Dalke / Coritiba)

O Coritiba perdeu para o Bragantino por 4 a 2, na noite desta quarta-feira (15), em Bragança Paulista. A partida era válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time paranaense poupou jogadores com vistas ao clássico Atletiba de domingo e somou mais uma derrota no Brasileirão.

Após 12 rodadas, com seis partidas atuando como visitante, o Coritiba passou a ser o único time que ainda não venceu fora de casa neste Brasileirão. Na abertura da rodada, o Santos, que também estava de jejum, derrotou o Juventude por 2 a 1 em Caxias do Sul (RS) na terça-feira.

ATUAÇÕES: Veja quem jogou bem e quem jogou mal pelo Coritiba contra o Bragantino

Além disso, o time paranaense somou o 4º jogo seguido sem vencer – acumulava empates contra Ceará (1 a 1) e São Paulo (1 a 1) e uma derrota para o Palmeiras (2 a 0). Pela primeira vez neste Brasileirão, o time coxa-branca levou mais de dois gols em uma partida – foram três apenas no primeiro tempo.

No Brasileirão, o Coritiba ficou com 15 pontos e foi ultrapassado pelo Bragantino, que chegou a 17. O time paranaense caiu para a 11ª posição.

TABELA

O Coritiba volta a campo neste domingo (19), quando recebe o Athletico no Couto Pereira, pela 13ª rodada do Brasileirão. A partida terá torcida única – no caso, apenas os coxas-brancas – na tentativa de evitar confrontos entre torcedores dentro do estádio ou no entorno, como ocorreu no último domingo (12). Na ocasião, torcedores de Coritiba e Palmeiras brigaram no lado de fora do estádio e foram contidos pela PM. Mas o gás de pimenta utilizado na ação policial foi para dentro do estádio e causou irritação em outros torcedores.

ESCALAÇÃO

De olho no Atletiba de domingo, o Coritiba poupou vários jogadores. Em relação ao último jogo, a derrota de 2 a 0 para o Palmeiras, o time coxa-branca tinha diversas mudanças, incluindo as escalações inéditas do lateral-esquerdo Diego Porfírio, do volante Galarza e do meia-atacante Neilton como titulares. Foram poupados o zagueiro Henrique, o lateral Egídio, o meia Robinho e os extremos Alef Manga e Igor Paixão. O volante Willian Farias, o lateral Matheus Alexandre e o atacante Leo Gamalho ficaram de fora, por lesão. E Thonny Anderson cumpria suspensão, por ter sido expulso diante do Palmeiras. do Por outro lado, o goleiro Alex Muralha se recuperou de lesão na mão e voltou. O time entrou no 4-2-3-1 de sempre. A linha de três no meio-de-campo tinha Fabrício Daniel (lado direito), Régis (centralizado) e Neílton (esquerdo).

PRIMEIRO TEMPO

Fora de casa, o Coritiba tentou apostar em passes curtos, mas esbarrou na marcação do Bragantino, que dominou o meio-de-campo. Para piorar, o time paranaense levou um gol logo a 7 minutos, com Hyoran, de falta – Alex Muralha saltou certo na bola, mas permitiu que ela escapasse. Depois do golpe, o time coxa-branca tentou jogar de forma mais incisiva, principalmente pelos lados do campo. Contudo, os jogadores erravam muitos passes quando chegavam perto da área adversária e finalizavam pouco. O goleiro do Bragantino só preciso fazer uma defesa, em chute de Fabrício Daniel. Para piorar, o time paulista chegou ao segundo gol aos 34 minutos, num chute de Artur que desviou em Guillermo e entrou. Aos 36, Hyoran puxou jogada pelo meio, tabelou com Sorriso e marcou 3 a 0 para o Bragantino.

SEGUNDO TEMPO

Para a etapa final, o técnico Gustavo Morínigo fez quatro alterações de uma vez só. Saíram o volante Bernardo, os extremos Fabrício Daniel e Neílton e o meia Régis. Os respectivos substitutos foram o atacante Adrian Martinez, os extremos Alef Manga e Igor Paixão e o meia Robinho. O time passou a jogar num 4-4-2. Aos 6 minutos, Igor Paixão diminuiu para 3 a 1. Alef Manga quase marcou o 2º gol, aos 12 minutos.  Mas, aos 15, Robinho sentiu uma lesão muscular e foi substituído pelo volante Biel.

Após a saída de Robinho, o Coritiba esfriou a reação; ainda teve uma chance para descontar, com Clayton, mas o chute bateu no travessão. E o Bragantino ampliou aos 30 minutos, com Natan, de cabeça. A partir daí, o time paranaense não teve mais forças. Contudo, aos 48 minutos, o goleiro Cleiton falhou e deu uma forcinha para os coxas-brancas: Adrian Martinez diminuiu para 4 a 2.

ESTATÍSTICAS

Ao fim do jogo, o Coritiba somou 16 finalizações (5 certas), 48% de posse de bola, 81% de passes certos e 5 escanteios. O Bragantino obteve 19 finalizações (6 certas), 52% de posse de bola, 81% de passes certos e 4 escanteios. Os números são do site Sofascore.

BRAGANTINO 4 x 1 CORITIBA

Bragantino: Cleiton; Andrés Hurtado, Léo Ortiz, Natan e Luan Cândido; Raul (Jadsom), Lucas Evangelista e Hyoran (Eric Ramires); Artur (Praxedes), Ytalo (Jan Hurtado) e Sorriso (Bruno Tubarão). Técnico: Claudio Maldonado (interino)
Coritiba: Alex Muralha; Natanael, Guillermo, Luciano Castan e Diego Porfírio; Bernardo (Adrian Martinez) e Galarza; Fabrício Daniel (Alef Manga), Régis (Robinho, depois Biel) e Neilton (Igor Paixão); Clayton. Técnico: Gustavo Morínigo
Gols: Hyoran (7-1º), Artur (34-1º), Hyoran (36-1º), Igor Paixão (6-2º), Natan (30-2º), Adrian Martinez (48-2º)
Cartões amarelos: Leo Ortiz, Jadsom, Galarza
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba, quarta-feira

LANCES DO JOGO

PRIMEIRO TEMPO

4 – Hyoran arremata de fora da área e manda por cima do gol

5 – Raul arremata de fora da área e manda por cima do gol

7 – Gol do Bragantino. Bernardo derruba Raul a 30 metros do gol. Hyoran cobra a falta. Alex Muralha salta no canto direito, mas deixa a bola escapar

13 – Fabrício Daniel dribla um marcador e finaliza do bico da área. Cleiton cai no canto esquerdo e pega

16 – Bernardo bate de fora da área. A bola desvia em Lucas Evangelista e sai em escanteio

18 – Neilton cobra falta para a área. Diego Porfírio desvia de cabeça e manda longe do gol

22 – Arthur rola para Lucas Evangelista, que arremata de primeira, de fora da área, e manda por cima do gol

25 – Luan Cândido cobra falta de longe e manda por cima do gol

30 – Sorriso cruza. Luan Cândido cabeceia por cima do gol

34 – Gol do Bragantino. Hyoran lança Arthur na direita. Ele entra na área e chuta torto. A bola desvia em Guillermo e entra no ângulo direito. O gol é dado para Artur

36 – Gol do Bragantino. Hyoran puxa jogada pelo meio e toca para Sorriso. Ele cruza rasteiro. Hyoran finaliza de primeira e coloca à esquerda do goleiro

42 – Regis recebe de Bernardo e aciona Clayton, que gira e chuta com perigo, mas para fora

43 – Fabrício Daniel cruza. Diego Porfirio cabeceia à direita do gol

46 – Fabrício Daniel arrisca de longe. A bola sai rente ao travessão

SEGUNDO TEMPO

6 – Gol do Coritiba. Natanael puxa jogada pela direita, tabela com Alef Manga, recebe e cruza. Igor Paixão domina e bate a gol. A bola toca a trave e entra

9 – Após bate-rebate na área, Sorriso finaliza. Guilllermo trava na hora H

12 – Clayton ergue a bola para a área. Alef Manga bate de primeira, no alto do gol. Cleiton faz grande defesa

13 – Sorriso puxa jogada pelo meio e serve Hyoran, que entra na área e bate a gol. Alex Muralha defende

18 – Jan Hurtado cobra falta direto a gol. Alex Muralha faz boa defesa e espalma para escanteio

22 – Sorriso cruza. A bola desvia na defesa. Alex Muralha afasta mal pelo alto. A bola cai com Hyoran, que finaliza. Muralha defende

24 – Galarza aciona Igor Paixão na direita. Ele cruza rasteiro. Clayton finaliza e acerta o travessão

30 – Gol do Bragantino. Artur cobra falta para a área. Natan ganha pelo alto e cabeceia para dentro

39 – Alef Manga recebe na meia-lua, gira e bate a gol. Cleiton pega

48 – Gol do Coritiba. Igor Paixão ergue a bola para a área. Cleiton sai mal pelo alto e dá a bola no pé de Adrian Martinez, fora da área. Ele bate por cobertura