Publicidade
Campeonato Paranaense

Coritiba quer WO no Atletiba e TJD pede portões fechados. Decisão fica para quarta

A Arena da Baixada
A Arena da Baixada (Foto: Geraldo Bubniak)

O Coritiba entrou com um pedido de WO do clássico contra o Athletico Paranaense, marcado para esta quarta-feira (dia 30) às 21h30, na Arena da Baixada, pela quarta rodada do Campeonato Paranaense. As informações são do site UOL. Se o pedido for aceito pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR), o Coxa será declarado vencedor da partida, que não será disputada. A alegação do Coritiba é que o Athletico não respeitou decisão do TJD-PR relativa aos ingressos do jogo.

Na segunda-feira, o Athletico comunicou que vai manter o projeto “Torcida Humana”, ou seja, sem espaço específico para a torcida visitante dentro da Arena. E proibindo o torcedor de entrar no estádio com camisa do clube visitante.

O Coritiba não concordou com essa medida e entrou com um pedido no TJD-PR. A procuradoria do TJD-PR também entrou com ação semelhante, contra as medidas do Athletico. Na noite da segunda-feira (dia 28), o presidente do TJD-PR, Adelson Batista, concordou com a reclamação da procuradoria e determinou que o clube rubro-negro reserve espaço separado para a torcida do Coritiba, além da garantia de entrar no estádio com camisas verdes e alviverdes.

A decisão do TJD-PR também determinava que o Athletico iniciasse a venda dos ingressos até às 12 horas (meio-dia) dessa terça-feira (29), em cinco pontos físicos e pela internet. O clube rubro-negro não respeitou a decisão (os ingressos para visitantes não foram colocados à venda) e se pronunciou por volta das 17h30 dessa terça-feira - clique aqui para ler nota divulgada no site oficial do Athletico.

Em reação ao desrespeito do Athletico à decisão do TJD-PR, o Coritiba entrou com a ação pedindo o WO e a interdição do estádio atleticano.

A reação da procuradoria do TJD-PR foi diferente: um pedido para que o clássico seja jogado com portões fechados, sem a presença de torcedores.

Em seguida, o presidente do TJD-PR, Adelson Batista de Souza, deu ao Athletico prazo até às 21 horas dessa terça-feira para cumprir as determinações sobre vendas de ingressos. Se não obedecer, o Tribunal vai decidir se a partida será com portões fechados ou se vai determinar o WO do jogo. O Athletico não se manifestou até às 21 horas e o TJD-PR deixou para definir nesta quarta-feira o que vai acontecer no Atletiba.

DESTAQUES DOS EDITORES