Campeonato Paranaense

Coritiba quer evitar vexame e espantar a crise contra o Rio Branco, que luta para não cair

(Foto: Valquir Aureliano)

O Coritiba, mais uma vez, desce a serra e ruma para o litoral paranaense. Depois de empatar jogando como mandante no meio de semana contra o Cianorte em Paranaguá (o gramado do Couto Pereira passa por reforma), o time curitibano volta a jogar no Estádio Estradinha neste sábado, às 11h30, desta vez na condição de visitante contra o Rio Branco. A partida, válida pela 11ª e última rodada do Campeonato Paranaense, vale muito para os dois times: o Coxa tenta encerrar um jejum de vitórias (três derrotas e um empate nos últimos quatro jogos) e se garantir no mata-mata da competição, evitando uma eliminação precoce que seria vexaminosa; enquanto o Leão da Estradinha tenta escapar desesperadamente do rebaixamento.

Com 14 pontos em 10 rodadas (quatro vitórias e dois empates), o clube do Alto da Glória aparece na sexta colocação do Estadual, seguido por Athletico (7º com 13), Cianorte (8º com 13) e Maringá (9º com 12). O time do norte paranaense, no entando, pode acabar vencendo por W.O. contra o Cascavel CR, que foi punido pelo TJD-PR, saltando para 15 pontos e jogando o Coxa para a sétima colocação. Ainda assim, apenas um empate já seria suficiente para a equipe da capital superar a do interior e se garantir no mata-mata do Campeonato Paranaense sem ter de depender de outros resultados, uma vez que o Coritiba soma mais vitórias do que o Maringá. 

O Rio Branco, por sua vez, tem apenas uma vitória e cinco empates em dez jogos. Com oito pontos, aparece na décima primeira colocação, na zona de rebaixamento. Para não cair, precisa primeiramente torcer para que o Toledo não vença o Athletico. 

Para o jogo de amanhã, o técnico Gustavo Morínigo contará com reforços importantes, com os retornos do zagueiro Luciano Castán e do lateral-esquerdo Romário, que estiveram suspensos na última partida. Seguem fora da equipe, porém, o meia Rafinha e o ponta Cerutti, que se lesionaram no clássico atletiba. Quanto ao onze inicial, a dúvida é entre o volante Matheus Sales e o atacante Igor Paixão.

No meio de semana, depois do jogo contra o Cianorte, o campo da Estradinha foi alvo de críticas. “Não tem condições de jogo, infelizmente. Só chutão para o alto, briga pelo alto”, disparou o meia Rafinha, para emendar uma crítica à organização do Estadual. “A gente é obrigado a jogar porque não tem data para os jogos. E tem que jogar num campo nessas condições. Isso só prejudica os atletas”.

FICHA TÉCNICA

Rio Branco x CORITIBA

Rio Branco: Lucas Macanhan (Juninho); Igor, Renato Oliveira, Jacy (Pedro Botelho) e Higor; Arroyo, Alex Mineiro e Zezinho; Marcelinho, Demethryus e Douglas. Técnico: Victor Annes
Coritiba: Wilson; Igor; Wellington Carvalho, Luciano Castán e Romário; Val, Willian Farias e Rafinha; Igor Paixão (Matheus Sales), Waguininho e Léo Gamalho. Técnico: Gustavo Morínigo
Árbitro: José Mendonça da Silva Jr
Local: Estádio Estradinha, em Paranaguá, sábado às 11h30