Brasileirão

Coritiba volta a campo desfalcado, reformulado e sob nova direção

O auxiliar Júlio Sérgio: ele comanda o time do Coritiba contra o Goiás
O auxiliar Júlio Sérgio: ele comanda o time do Coritiba contra o Goiás (Foto: Divulgação/Coritiba)

O Coritiba enfrenta o Goiás, nesta quarta-feira (dia 6) às 20h30, no Couto Pereira, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Desde a última vez que entrou em campo, há dez dias, o clube paranaense passou por uma reformulação.

No dia 29 de dezembro, Renato Follador foi eleito presidente e substituiu Samir Namur. Em seguida, o departamento do futebol teve sua estrutura reformulada, com novos cargos. Com o resultado da eleição, o diretor de futebol Paulo Pelaipe deixou o clube. O técnico Pachequinho foi afastado pela nova diretoria e tem futuro indefinido.

O clube agora passa a contar com um diretor geral, que será José Carlos Brunoro (ex-Cruzeiro e Palmeiras). A nova diretoria criou o cargo de ‘coordenador de preparação esportiva’, que será ocupado por Paulo Thomaz de Aquino — ele já havia trabalhado no clube na gestão de Vilson Ribeiro de Andrade.

O ex-goleiro Júlio Sérgio Bertagnol foi contratado para ser o auxiliar da comissão técnica permanente e comanda o time interinamente contra o Goiás. O novo técnico, o paraguaio Gustavo Morínigo, assume o comando na quinta-feira.

ESCALAÇÃO
Júlio Sérgio tem três desfalques para definir a escalação. Ele não conta com o médio-centro Galdezani, que sofreu uma lesão na panturrilha. Outras baixas são o volante Matheus Sales (joelho) e o meia/lateral Mattheus Oliveira (lesão muscular).

O técnico interino volta a contar com três jogadores que não enfrentaram o Atlético-MG, na última rodada: os volantes Nathan Silva e Ramón Martínez e o lateral-direito Maílton.

Para o lugar de Giovanni Augusto, que deixou o clube e vinha jogando como centroavante, as opções são Ricardo Oliveira e Pablo Thomaz. Os pontas Robson e Cerutti também já atuaram improvisados como centroavante e são alternativas.

CRISE
O Coritiba é o time em pior fase no Brasileirão 2020, com oito rodadas seguidas sem vencer — o segundo pior é o Bahia, com seis partidas sem vitórias. Já o Goiás começou uma reação e tem a 12ª melhor campanha do returno, com três vitórias, dois empates e três derrotas nas últimas oito rodadas. O time goiano ainda está na zona de rebaixamento, com 23 pontos, dois pontos acima do lanterna Coritiba.

ADVERSÁRIO
O Goiás não terá o centroavante Fernandão, 33 anos, que está suspenso. O jogador tem 4 gols em 14 jogos no Brasileirão 2020. Ele atuou pelo Athletico-PR em 2012 e foi vendido em 2015 por 3,4 milhões de euros ao Fenerbahce, onde atuou com o holandês Van Persie, hoje com 37 anos.

O zagueiro Chico, 33 anos, ex-Coritiba e Athletico-PR, testou positivo para Covid-19 na semana passada e já foi liberado.

O técnico Augusto Cesar vem armando o time no 5-3-2, com dois centroavantes: Fernandão e Rafael Moura (37 anos, artilheiro do time na Série A, com 5 gols em 21 jogos). Sem Fernandão, ele deve escalar Vinícius (21 anos), que divide a artilharia do time, com 5 gols em 18 partidas.

CORITIBA x GOIÁS
Coritiba: Wilson, Maílton, Rhodolfo, Sabino e Jonathan; Hugo Moura, Ramón Martínez (Nathan Silva) e Matheus Bueno; Rafinha, Pablo Thomaz (Robsou ou Ricardo Oliveira) e Neilton. Técnico: Júlio Sérgio
Goiás: Tadeu; Shaylon, David Duarte, Fábio Sanches, Heron e Jefferson; Ariel Cabral, Breno e Douglas Baggio; Vinícius e Rafael Moura. Técnico: Augusto Cesar
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Local: Couto Pereira, quarta-feira 20h30