Combate à Pandemia

Curitiba completa um ano de vacinação contra a Covid-19; chega a vez de crianças sem comorbidades

A enfermeira Silvana Maria Bora foi a 1ª a receber a vacina em Curitiba
A enfermeira Silvana Maria Bora foi a 1ª a receber a vacina em Curitiba (Foto: Frankin de Freitas)

Curitiba completa, nesta quinta-feira (20), um ano desde que a primeira pessoa da cidade foi vacinada pela Prefeitura contra a Covid-19. De lá para cá, a cidade já aplicou mais de 3,5 milhões de doses do imunizante que está efetivamente protegendo o curitibano: até esta quarta-feira (19), 89,5% da população com 12 anos ou mais já está totalmente vacinada. Agora, é a vez dos curitibinhas de 5 a 11 anos também receberem suas doses de proteção.

Curitiba vacina primeiro grupo de crianças sem comorbidades nesta quinta. Veja os convocados

Na terça-feira passada, foi o Estado que completou um ano desde o início da campanha de vacinação contra o novo coronavírus. Desde então, mais de 8,3 milhões de paranaenses já foram imunizados com a primeira e a segunda doses ou dose única, dos quais mais de 1,6 milhão têm até a dose de reforço, aprovada ao longo do caminho.

O resultado positivo no avanço da imunização foi visto a partir de setembro de 2021, quando o número de novos casos e de internamentos pela doença começaram a cair na cidade, no momento em que mais de 70% da população vacinável (12 anos ou mais) tinha recebido pelo menos uma aplicação e mais de 30% havia completado o esquema vacinal.

A nova alta no número de casos pela circulação da variante ômicron (com maior potencial de transmissão), neste mês de janeiro, não contradiz o efeito da vacina. Ao contrário: comprova a eficiência na proteção. A maioria dos casos tem se mostrado com sintomas leves, com baixa proporção de internamentos por situações graves (UTI) e com poucas mortes pela doença (média inferior a uma morte/dia).

Boletins

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba registrou, nesta quarta-feira (19), 2.357 novos casos de Covid-19 e três óbitos de moradores da cidade. As novas vítimas foram dois homens e uma mulher com idades entre 72 e 86 anos.

Até o momento foram contabilizadas 7.835 mortes e 327.680 casos na Capital. Eram até ontem 10.935 casos ativos na cidade.

Paraná — A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quarta-feira (19) mais 17.485 casos confirmados e 10 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados mostram que o Paraná soma 1.734.489 casos confirmados e 40.727 mortos.

Brasil — O Brasil registrou nesta quarta-feira (19) 204.854 novos casos de Covid, recorde na pandemia em um único dia. Foram também 338 mortes. O total foi para 23.416.748 de casos e 621.855 óbitos, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Paraná confirma mais oito casos da variante Ômicron e total vai a 100

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) recebeu ontem a confirmação de mais oito casos da variante Ômicron no Paraná. Agora, o Estado soma 100 casos e nenhum óbito registrado. Os resultados foram apresentados em um novo sequenciamento genômico do relatório de circulação das linhagens do vírus Sars-Cov-2, responsável pela Covid-19, realizado pela Fundação Oswaldo Cruz do Rio de Janeiro.

Os novos casos tratam-se de seis mulheres e dois homens com idades que variam de 22 a 63 anos, residentes em Curitiba (3), Pinhais (1), São José dos Pinhais (1), Castro (1), Maringá (1) e Londrina (1).

O primeiro caso da variante Ômicron foi confirmado no Paraná no último dia 12, um paciente de 24 anos residente em Curitiba, com caso confirmado para a Covid-19 em dezembro. Depois disso, no último sábado, a Fiocruz Paraná enviou um relatório com mais 91 casos da cepa, além da confirmação da predominância da Ômicron no Estado.

“Cada relatório tem confirmado o que já vínhamos falando desde dezembro, sobre a presença e a alta transmissão da Ômicron, reforçando a necessidade da retomada dos cuidados não farmacológicos e acima de tudo, a vacinação contra a Covid-19 para que estes casos não se transformem em perdas humanas”, alertou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.