IPCA

Curitiba registra Inflação de 0,52% em setembro; 'vilões' são alimentos e bebidas

(Foto: Isabella Mayer/SMCS)

Em setembro, a inflação em Curitiba ficou em 0,52% – sendo que a maior alta foi nos alimentos e nas bebidas (1,51%), seguido de artigos de residência (1,26%). Segundo pesquisa do  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o índice na capital paranaense ficou acima da média nacional, que foi de 0,45%,  a maior para o mês de setembro desde 2012. De acordo com a pesquisa, no acumulado do ano, a inflação na capital paranaense está em 0,66%, enquanto a média nacional é de 1,35%.

Os itens que registraram maior alta tanto nos itens de alimentação como em todos os grupos neste mês foram óleo (19,11%), arroz, feijão e cereais (7,14%), frutas (4,16%), leite e derivados (4,12%). E os que tiveram as maiores quedas de preços são: raízes e legumes (- 6,95%), Hortaliças e verduras:(-6,13%), Sal e condimentos (-4,11%).

No grupo Habitação, só o item Aluguel e taxas teve queda de preços (-0,18%) e a maior alta foi Reparos (1,93%). Em artigos de residência, todos os itens tiveram aumento na capital paranaense: mobiliário (0,84%), utensílios e enfeites (1,68%), Cama, Mesa e Banho (2,18%), Eletrodomésticos e Equipamentos (0,88%), TV, som e informática (0,66%) e consertos e manutenção (0,22%). No vestuário, as maiores altas foram Joias e bijuterias (2,77%) e Tecidos e Armarinhos (1,78%) e somente roupa feminina teve discreta baixa de preço (-0,10%).No quesito Transporte, o preço dos combustíveis subiu 22,29 e o transporte público, 1,02%, enquanto gastos com veículos próprios caíram 0,15%).

Aumento de agosto para setembro por grupos em Curitiba


Alimentação e bebidas 1,51%
Artigos de residência 1,26%
Transportes 0,62%
Vestuário 0,49%
Habitação 0,30%
Comunicação 0,18%
Despesas pessoais 0,03%
Educação 0,02%
Saúde e cuidados pessoais -0,66%