Assassin´s Creed

Curitibano é contratado pela Ubisoft, gigante mundial dos games

Hermann Henning Rauth na Ubisoft Blue Byte, em Düsseldorf
Hermann Henning Rauth na Ubisoft Blue Byte, em Düsseldorf (Foto: Arquivo pessoal/Hermann Henning Rauth)

O curitibano Hermann Henning Rauth, 47 anos, é o mais novo reforço do time de gênios da Ubisoft, a gigante mundial dos games. Formado em Análise de Sistemas pela PUC-PR, o paranaense já começou a trabalhar na unidade da Ubisoft Blue Byte em Düsseldorf, na Alemanha.

Hermann vai trabalhar com efeitos sonoros dos games da Ubisoft, famosa pelas séries Assassin´s Creed, Far Cry, Rocksmith, Tom Clancy´s e Just Dance. “Aqui eu sou 'Senior Audio Designer'. Faço sound design de efeitos sonoros e a implementação disso no jogo, na engine de áudio”, conta o curitibano. “E coordeno uma equipe de 'audio designers' , 'sound designers' e 'foley artists'”, explica o curitibano.

A contratação de Hermann ocorreu por processo seletivo. Ele se inscreveu para a vaga, que foi divulgada via internet. “Fui entrevistado pelo RH e depois passei por uma sabatina técnica feita pela equipe”, afirma.

Bisneto de alemães, Hermann nasceu em Curitiba em 1973 e morou a maior parte do tempo no bairro Barreirinha. Filho dos paranaenses Marli Henning Rauth, nascida em Rio Negro, e Silvio Rauth, nascido em Campo do Tenente, ele teve o primeiro contato com games eletrônicos no início dos anos 80, quando a família comprou um TK-85, a versão brasileira do Sinclair ZX81, um computador que não tinha gráficos, nem cores e funcionava com o sistema operacional BASIC com apenas 48 kb de memória. Também foi usuário de um videogame Atari e de computadores como TK-90X, Apple e Timex Sinclair, antes de ter o primeiro contato com o sistema operacional Windows, nos anos 90.

Depois das aventuras como gamer, Hermann estudou na PUC, fez cursos e leu livros sobre o tema. “Estudei sozinho áudio e sound design”, conta. Nos anos 90, o sonho dele era ser músico profissional. Um dos projetos foi a banda LIFO, em Curitiba, misturando som eletrônico com rock pesado. “Fiquei frustrado com um estúdio, que perdeu nosso material de gravação, e decidi ter meu próprio estúdio”, lembra. O aprendizado levou a novos desafios. “Fui chamado por um amigo para fazer a trilha sonora e efeitos sonoros de um filme curitibano. E ele me elogiou pelos efeitos. Demorei anos para perceber que eu era melhor em efeitos sonoros do que com música. Em 2004, larguei a música. Decidi não fazer mais profissionalmente e daí foquei no sound design”, conta.

Nos anos seguintes, ele trabalhou na Sonic Valley, um grupo de sound designers espalhados pelo mundo, que se comunicava online e trabalhava em projetos de novos games. Em 2011 entrou para a Euphonious, empresa escocesa de áudio para games, fundada por Raymond Usher, ganhador de dois BAFTAS e ex-diretor da Rockstar, famosa pelas séries de games Grand Theft Auto e Red Dead Redemption. Nesse período, o paranaense trabalhou no Lego Piratas do Caribe. “Foi meu primeiro grande título internacional”, lembra. Em 2017, foi contratado pelo SIDIA – Samsung Instituto de Desenvolvimento de Informática e se mudou para Manaus. Lá trabalhou em inúmeros projetos de realidade virtual que despertaram o interesse da Ubisoft, já que agora a empresa investe nessa nova área dos games, como no projeto em que Hermann trabalha atualmente, 'Assassin's Creed VR'.