Mesmo na pandemia

Curitibanos vão às compras a na véspera do Dia das Mães. Veja quem pode abrir no domingo

(Foto: Colaboração)

Na véspera do Dia das Mães, os curitibanos foram as compras nos shoppings e lojas de rua da cidade em busca de presentes neste sábado (8). Mesmo em bandeira laranja de alerta para a pandemia do Covid-19, o Comitê de Técnica e Ética Médica da Secretaria Municipal da Saúde abriu uma exceção e algumas atividades, como o comércio, poderão funcionar neste domingo de Dia das Mães (veja a lista abaixo).

Sondagem realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) e divulgada ainda no final de abril, revelou que 80,2% dos paranaenses pretendiam presentear neste Dia das Mães. A intenção de compras para a data é 18% maior do que em 2020, quando 68,0% dos consumidores planejavam comprar presentes para as mães. Segundo projeção da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC)/Fecomércio PR, o Dia das Mães de 2021 promete ser mais promissor para o varejo brasileiro e deve movimentar R$ 12 bilhões em todo o país. No Paraná, a estimativa é de que a segunda data mais importante do comércio injetará R$ 820 milhões na economia do estado.

Casos de Covid-19 em Curitiba voltam a subir e Saúde alerta para cuidados no Dia das Mães

Uma foto encaminhada à redação do Bem Paraná mostra a praça de alimentação do ParkshoppigBarigui cheia na tarde deste sábado (8). Questionada, a assessoria de imprensa do estabelecimento encaminhou à redação do Bem Paraná a seguinte nota: "O ParkShoppingBarigui esclarece que o distanciamento das mesas da praça de alimentação está respeitando todas as orientações de segurança da vigilância sanitária".

Restaurantes - Tradicionalmente, o Dia das Mães é uma das datas mais movimentadas para a gastronomia paranaense, competindo com outras celebrações como o Dia dos Namorados e o Reveillon. Neste ano, porém, diante da necessidade de distanciamento social e da imposição de limite de pessoas nos estabelecimentos (uma pessoa para cada 9m² em Curitiba e 50% da lotação máxima nos municípios metropolitanos), alguns cuidados estão sendo tomados. Mesmo assim, o setor espera neste domingo compensar as perdas acumuladas durante a bandeira vermelha na capital.

Principais serviços que poderão abrir excepcionalmente no domingo de Dia das Mães

  • Atividades comerciais de rua não essenciais, galerias e centros comerciais: das 9 às 19 horas
  • Atividades de prestação de serviços não essenciais, escritórios em geral, salões de beleza, barbearias, atividades de estética, serviços de banho, tosa e estética de animais e imobiliárias: das 9 às 22 horas
  • Academias de ginástica para práticas esportivas individuais: das 6 às 23 horas
  • Shopping centers: das 11 às 22 horas
  • Restaurantes: das 10 às 23 horas
  • Lanchonetes: das 6 às 23 horas
  • Panificadoras, padarias e confeitarias de rua: das 7 às 18 horas
  • Comércio varejista de hortifrutigranjeiros, quitandas, mercearias, distribuidoras de bebidas, peixarias e açougues: das 6 às 23 horas
  • Mercados, supermercados e hipermercados: das 6 às 23 horas
  • Lojas de conveniência em postos de combustíveis: das 6 às 23 horas
  • Comércio de produtos e alimentos para animais: das 6 às 23 horas
  • Lojas de material de construção: 6 às 23 horas
  • Comércio ambulante de rua: das 6 às 23 horas