Publicidade
O dia deles

Em dez anos, número de engenheiros cresce 35% no Paraná

(Foto: Divulgação)

Pesquisa do Confea/Crea aponta que profissão é uma das mais versáteis da atualidade, presente em 102 segmentos do Brasil. Em 10 anos, número de engenheiros aumentou 35% no Paraná. A maior demanda é na Engenharia Civil e inovação é uma das tendências do setor para 2019“É dos engenheiros que o mundo precisa para evitar a destruição da biodiversidade, a catástrofe climática e o alastramento da pobreza”. A afirmação é de Jeffrey Sachs, professor da Universidade de Columbia (EUA) e uma das forças motrizes por trás da criação dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU). A profissão, inclusive, tem crescido no Paraná. Levantamento do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado (Crea-PR) aponta que o número de profissionais registrados no Conselho, em dez anos, passou de 55 mil para 83 mil, representando um aumento de 35%. No mesmo período, a pesquisa ainda aponta um aumento do número de engenheiros civis: de quase 17 mil para mais de 32 mil profissionais.

Para o presidente da instituição, Engenheiro Civil Ricardo Rocha de Oliveira, a Engenharia está no caminho do desenvolvimento sustentável, já que algumas das grandes transformações apontadas como essenciais pela ONU - como descarbonização da energia, uso sustentável do solo e desenvolvimento de cidades sustentáveis - são do seu campo de estudo. “Lidar com os escassos recursos naturais, por meio de soluções que vêm da área de eficiência energética; propor soluções para processos e projetos, adotando conceitos de utilização racional dos insumos; além de soluções urbanas, preparando as cidades para receber bilhões de novos moradores; são alguns dos exemplos onde a Engenharia tem e terá papel fundamental”, avalia. 

Na esteira da construção sustentável, o uso de materiais “inteligentes” e softwares para evitar desperdícios são as fortes tendências da Engenharia Civil para 2019. “Tijolos feitos com material reciclável; uso de drones, para levantamento topográfico e construção de modelos 3D de edifícios; impressões 3D, usadas no aproveitamento de materiais recicláveis; sistemas informatizados, para gestão e a integração de projetos; além de softwares de gestão, para controlar as variáveis da construção por meio de dados; são promessas interessantes para o ramo no futuro. As construtoras que desejam entregar experiências positivas para seus clientes, devem estar atentas”, destaca o presidente do Crea-PR.

Dia do Engenheiro
Comemorado nesta terça-feira (11 de dezembro), o Dia do Engenheiro surgiu a partir do Decreto de Lei nº 23.569, de 11 de dezembro de 1933, que regulamenta e oficializa a profissão, responsável pelo maior número de títulos do Brasil. Ao todo, são 102, de acordo com o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea). 

Para exercer a profissão no Paraná, o engenheiro deve ser registrado no Crea, que é subordinado ao Confea, órgãos responsáveis pela fiscalização do exercício da engenharia.

 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES