Publicidade
2 a 0

Em jogo brigado (fora de campo), Paraná vence fácil o Coritiba na Vila Capanema

Uma partida brigada. Mas não dentro de campo. Assim foi o Paratiba disputado neste sábado (05 de outubro), na Vila Capanema, em duelo válido pela 26ª rodada da Série B. Vencedor da partida, o Paraná Clube teve um grande início de partida e abriu 2 a 0 no placar em apenas 13 minutos, com Jenison e Bruno Rodrigues (em cobrança de pênalti). Depois do bom início paranista, contudo, foi vez da torcida do Coxa roubar a cena nas arquibancadas, com uma grande confusão entre os próprios torcedores, intervenção da Polícia Militar com bombas de efeito moral e necessidade de paralisação do jogo, que esteve perto de ser suspenso.

Com a vitória, o Paraná mantém a invencibilidade de nove anos dentro de casa contra o Coritiba. A última derrota na Vila Capanema num clássico contra o rival do Alto da Glória aconteceu em 2010. Além disso, o clássico também registrou o maior público do clube na atual edição da Segundona, com um total de 11.630 torcedores no estádio.

Agora com 38 pontos, a equipe comandada por Matheus Costa sobe quatro posições na tabela e agora ocupa o sétimo lugar, apenas um ponto atrás do Botafogo-SP, quarto colocado. Já o Coritiba estaciona nos 37 pontos e cai três posições, aparecendo agora na oitava colocação.

ESCALAÇÕES

O técnico Matheus Costa pôde repetir o time pela terceira vez consecutiva. O meia Matheus Anjos, o volante Luan e o lateral-direito Sueliton foram os desfalques, todos em recuperação no Departamento Médico.

No Coritiba, as principais ausências foram o meia-atacante Rafinha, de 36 anos, e o goleiro Alex Muralha, suspenso por cartões amarelos. Jorginho armou a equipe novamnte no 4-2-3-1, com Kelvin (direita), Giovanni (centro) e Robson (esquerda) na linha de três. Os dois volantes foram Matheus Sales e Juan Alano. No gol, Rafael Martins ganhou uma oportunidade. Há 13 anos no Coxa, o jogador de 27 anos soma apenas duas vitórias em oito partidas como profissional. Sofreu 16 gols – média de dois por jogo.

O JOGO

O Paraná teve um início arrasador, aproveitando-se da desatenção do Coritiba. Logo aos 10 minutos, o meia Vitinho caiu pela direita e acertou um precioso cruzamento na cabeça de Jenison, que não desperdiçou e fez 1 a 0, mandando a bola no contrapé do goleiro Rafael Martins.

O Coxa ainda tentava juntar os cacos para voltar ao jogo quando sofreu mais um golpe pesado. Aos 12 minutos, em mais uma jogada pela direita do ataque paranista, a bola foi cruzada na área e Romércio derrubou Jenison. Pênalti que Bruno Rodrigues não desperdiçou, ampliando a vantagem dos donos da casa.

A partir daí, porém, quase não teve mais futebol no primeiro tempo. Com a parte destinada aos torcedores visitantes lotadas, os torcedores do Coritiba começaram a brigar entre si. Foram registrados pelo menos seis focos de confusão até a intervenção da Polícia Militar (PM), que utilizou bombas de efeito moral. Cinco torcedores passaram mal e dois precisaram ser encaminhados ao hospital. Como as duas ambulâncias tiveram de deixar do estádio, a partida precisou ser paralisada.

O primeiro tempo acabou tendo uma duração superior a uma hora. Houve até quem pedisse a suspensão do confronto, mas os times conseguiram encerrar a etapa inicial e voltaram para a disputa na segunda etapa. E logo de cara, Jorginho promoveu duas mudanças no Coxa, com o centroavante Igor Jesus e o meia Thiago Lopes nas vagas do meia Giovanni e do ponta Kelvin, respectivamente. O alviverde deixava e lado o 4-2-3-1 e adotava o 4-4-2 na busca por um milagre.

O Coritiba até melhorou no confronto e passou a controlar mais tempo a posse de bola, mas era uma posse estéril, sem criatividade. Assim, sequer foi possível aos visitantes ao menos esboçarem uma reação e o placar permaneceu inalterado, para alegria paranista.

FICHA TÉCNICA

PARANÁ 2 x 0 CORITIBA
Paraná: Thiago Rodrigues; Éder Sciola, Rodolfo, Leandro Almeida e Guilherme Santos; Luiz Otávio e Fernando Neto; Judivan (Raphael Alemão), Vitinho (Itaqui) e Bruno Rodrigues (João Pedro); Jenison. Técnico: Matheus Costa
Coritiba: Rafael Martins; Diogo Mateus, Romércio, Sabino e Patrick Brey; Matheus Sales e Alano; Kelvin (Thiago Lopes), Giovanni (Igor Jesus) e Robson; Rodrigão (Rafinha). Técnico: Jorginho
Gols: Jenison (10-1º) e Bruno Rodrigues (13-1º)
Cartões amarelos: Igor Jesus, Rodrigão (C); Judivan (P)
Árbitro: Lucas Paulo Torezin (PR)
Público: 11.215 pagantes (11.630 total)
Renda: R$ 208.005,00
Local: Vila Capanema, sábado às 16h30 

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

10 - Gol do Paraná! Vitinho avança pela direita e cruza com perfeição para a área. Jenison sobe mais que a zaga e cabeceia no contrapé do goleiro Rafael Martins.

12 - Pênalti para o Paraná! Mais uma descida do Paraná pela direita do ataque, Jenison disputa com Romércio, é segurado e vai ao chão.

13 - Gol do Paraná! Bruno Rodrigues corre para bola na cobrança penal, dá uma paradinha e chuta rasteiro, deslocando o goleiro.

23 – Cobrança de escanteio do Paraná. Bruno Rodrigues manda para a área e Eder Sciola cabeceia perto do gol.

Segundo tempo

16 - Cruzamento de Diogo Mateus e Rodolfo tira para escanteio. Na cobrança, Sabino cabeceia e Thiago Rodrigues defende com segurança.

18 - Jenison recebe no meio, ajeita para a perna esquerda e chuta forte da entrada da área. A bola desvia em Sabin e sai pela linha de fundo.

38 - Cobrança de escanteio de Diogo Mateus, Romércio desvia de cabeça e Robson aproveita a sobra para finalizar. A bola desvia e sai em novo escanteio.

42 - Mais um escanteio cobrado por Diogo Mateus. Robson cabeceia dentro da área e Eder Sciola salva em cima da linha!

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES