Publicidade
Preparação

Estudar idiomas na infância estimula o desenvolvimento

Atingir a fluência de um segundo idioma é um desejo de mais da metade da população. Um levantamento do Conselho Britânico revelou que apenas 1% dos brasileiros é verdadeiramente fluente em inglês e outros 4% se relacionam com a língua em vários estágios inferiores ao da fluência plena. Uma outra pesquisa, desta vez desenvolvida pela Catho, site de busca de emprego, mostrou que os salários de profissionais que dominam a língua podem chegar até a 61% a mais.
É diante deste cenário que escolas de idiomas crescem no Brasil, com o objetivo de estimular o aprendizado de uma nova língua ainda antes da alfabetização. O contato com um idioma desde a primeira infância é o mais indicado e, se feito de maneira adequada e natural, faz bastante diferença no processo de aprendizado, pois é capaz de envolver a criança de maneira que ela aprenda com mais facilidade, criando gosto pela língua.

O cérebro infantil, por estar em formação, possui uma elasticidade e uma facilidade na absorção das informações. A capacidade de adaptação do sistema nervoso e a desinibição das crianças tendem a ser maior do que dos adultos.
De acordo com Sylvia de Moraes Barros, CEO da The Kids Club, rede de escolas de inglês para crianças, quando o indivíduo aprende um segundo idioma desde a primeira infância, torna-se também um agente ativo da sua aprendizagem e capaz de desenvolver outras habilidades, como a melhora no raciocínio, na capacidade de memorização e até no uso da sua própria língua materna.

Já em nível pessoal, o contato com outras culturas desde bem pequeno estimula o comportamento tolerante com as diferenças, fazendo com que o indivíduo tenha maior consciência da parcialidade de sua própria cultura.
Há diversos métodos disponíveis hoje no mercado, mas segundo Sylvia, a ludicidade e as brincadeiras são o melhor caminho. “Dos 18 meses até os três anos de idade, utilizar músicas e histórias infantis para apresentar sons e palavras aos pequenos é uma excelente alternativa. Conforme vão se desenvolvendo, o desafio pode aumentar, utilizando recursos mais divertidos e prazerosos para que o aluno vá se envolvendo cada vez mais com a nova língua e passe a se relacionar com o idioma como algo fácil e divertido. Dessa forma, nunca mais vai parar de aprender”, destaca Sylvia.

Com a ascensão da tecnologia, independentemente da escola, as crianças têm contato com o inglês cada vez mais cedo, pois celulares e tablets com acesso à internet fazem com que elas se deparem com o idioma por meio de jogos e vídeos disponíveis na rede. Isso pode ser um facilitador na hora do aprendizado e algo, inclusive, estimulado pelos pais.
Atualmente se tem fácil acesso a aplicativos que trazem uma diversidade de maneiras para instigar as crianças através do aparelho celular, da televisão ou do tablet. Há aplicativos com músicas apropriadas para a faixa etária das crianças com os quais podemos apresentar a canção e deixá-la ouvir e cantar junto.

Ouvir e reproduzir a canção ajuda aabsorver a pronúncia naturalmente. Em alguns casos isso acontece de uma maneira tão rápida que chega a surpreender os adultos. Esse é um ganho tanto cognitivo quanto físico. Cognitivo, pois através da canção a criança capta palavras e expressões, bem como seus significados, e físico, pois cantar atua na articulação de músculos da face e da mandíbula, resultando em uma pronúncia mais clara e natural.
Outra atividade muito estimulante é contar histórias. Identificar a história favorita da criança e apresentá-la a versão em inglês é muito interessante. No Youtube é possível encontrar diversas delas, principalmente as clássicas. Basta colocar o título da história em inglês (por exemplo, Chapeuzinho Vermelho se torna Little RedRiding Hood).

Em geral, a linguagem é simples e clara para esse público infantil e, como a criança já sabe a história, passa a assimilar as palavras de cada passagem na língua estrangeira.Também existem desenhos como, por exemplo, a Dora Aventureira, que trazem palavras e expressões em inglês para mostraràs crianças que existe outra forma de falar o que elas já sabem.

Vantagens de aprender um idioma desde cedo

  • Aproveitamento escolar
  • Aprendizado rápido
  • Fluência na vida adulta
  • Diminui a timidez
  • Ser um cidadão global
  • Melhores oportunidades no mercado de trabalho
Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES