Publicidade

Ex-premiê David Cameron faz mea culpa e lamenta consequências do Brexit

Primeiro-ministro do Reino Unido em 2016, quando houve o plebiscito para o Brexit, David Cameron disse em entrevista ao jornal The Timesque "lamenta" as divisões do país após a votação em que o divórcio da União Europeia foi vencedor.

O conservador disse que pensa nas consequências do Brexit "todos os dias" e que se preocupa "desesperadamente" com o que acontecerá no futuro.

"Lamento profundamente o resultado e aceito que minha abordagem falhou", disse ele. "As decisões que tomei contribuíram para esse fracasso. Eu falhei."

Apesar de ter convocado o plebiscito, Cameron apoiou a permanência do Reino Unido na UE e renunciou na manhã seguinte à votação, ficando desde então fora da política eleitoral e em grande parte fora dos olhos do público. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES