Assine e navegue sem anúncios [+]
Curitiba de Graça

Festival de Folclore e as cartas que distribuem amor

(Foto: Divulgação)

Uma trupe de palhaços distribui cartinhas afetuosas para profissionais da saúde. Agora, os artistas convidam a população para também escrever as suas cartinhas. Veja como participar e as outras notícias do Curitiba de Graça para os leitores do Bem Paraná.


Semeando Cartas

Reprodução/Facebook

Semeando Cartas é a campanha do grupo que quer deixar a rotina dos profissionais de saúde mais leve.

O Projeto Semeando Amor, desenvolvido por uma trupe de palhaços e que existe desde 2013, que antes da pandemia levava arte e alegria a pacientes em hospitais, criou uma nova campanha para o momento atual. A trupe lançou a campanha Semeando Cartas para levar alento aos profissionais de saúde. Para isso, o grupo pede que as pessoas enviem recadinhos carinhosos e de encorajamento por e-mail para que eles possam colocar em uma carta e endereçar aos trabalhadores dos mais variados setores de dentro de hospitais. A intenção é deixar mais leve o dia desses profissionais, que estão na linha de frente no combate ao coronavírus.

Para participar, basta enviar a mensagem para o e-mail: contato@projetosemeandoamor.com.br. 


Museu da Farmácia

Reprodução/Site

Museu on-line tem várias edições na íntegra do Almanaque do Botânico.

O Museu do Universo da Farmácia (Mufa) abriu seu conteúdo on-line, que pode ser acessado gratuitamente. Seu acervo retrata marcos importantes da história da farmácia e da saúde mundial, desde 4.000 a.C. até os tempos modernos.

O site tem cinco espaços de visitação: Linha do Tempo, que apresenta um panorama da história da farmácia no mundo de forma cronológica; Vídeos, que retratam importantes momentos da farmácia mundial; Coleções, com documentos relacionados à história da saúde, como fotografias inéditas, publicações educativas e almanaques; Moléculas da Natureza, que traz as principais moléculas utilizadas em medicamentos ao longo da história; e Exposição, uma mostra interativa de farmácias em diversos anos, como 1820, 1910 e nos idos de 1950.

Para fazer a visita virtual, basta acessar museudouniversodafarmacia.com.br. 


Parabéns ao Mercado Municipal

Pedro Ribas/SMCS

Bolo comemorativo do aniversário do Mercado Municipal de Curitiba entregue na sede da prefeitura. A Associação dos Comerciantes Estabelecidos no Mercado Municipal de Curitiba (Ascesme) vai promover no dia 16 de agosto um show itinerante para celebrar os 62 anos do local. Durante a ação “Som do Mercado”, o grupo Conjunto Choro e Seresta vai se apresentar em um caminhão palco, percorrendo os bairros Centro, Batel, Bigorrilho e Campo Comprido, entre 12h e 16h.


Banquete Cultural

Divulgação

Cartaz do filme “Mãezinha”.

Durante todo o mês de agosto, a Cia Banquete Cultural oferece de graça, pelo seu canal (https://www.youtube.com/watch?v=ANN3NkdR7e4&feature=youtu.be) o filme brasileiro Mãezinha, terceira parte da Trilogia do Afeto, criado pelo cineasta Jean Mendonça como uma forma de reflexão sobre o período de isolamento social imposta pela pandemia da covid-19.

De acordo com o cineasta, o filme é um exemplo de como a alegria de viver está nas pequenas coisas, especialmente para os idosos que estão separados de suas famílias e precisam aprender novas formas de se relacionar com a vida e com as tecnologias.

Para quem prefere longa metragem, o Cine Passeio está com a nova programação que vai até o dia 12 de agosto. Entre as atrações, diversas opções gratuitas para o público que deseja conhecer mais o cinema local e brasileiro. Para conferir a programação completa, basta acessar o site www.cinepasseio.org.

Na sala Cine Vitória, entre as atrações, está o drama egípcio Carta Registrada, de Hisham Saqr, que conta a história de uma mulher após a prisão, e o brasileiro Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de João Salaviza e Renée Nader Messora, mostrando a aldeia do povo Krahô, no interior pouco conhecido do Brasil. 


Festival Folclórico

Bruno Covello

Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro Santa Felicidade é um dos participantes. 

Neste ano, o tradicional Festival Folclórico de Etnias – Folclorize, que está em sua 59ª edição, acontecerá pela primeira vez no formato on-line devido à pandemia. Entre 15 e 30 de agosto, o público poderá assistir versões inéditas de 16 apresentações de danças típicas realizadas nos últimos três anos, celebrando os países da Alemanha, Áustria, Bolívia, Brasil, Espanha, Grécia, Holanda, Itália, Japão, Polônia, Suíça e Ucrânia. As transmissões serão sempre às 20h, no https://www.facebook.com/festivalfolcloricodoparana/https://www.youtube.com/channel/UC6sUJmXPzLUkx_INxl6vFww/.

A edição virtual ainda terá uma novidade: o Desafio Folclorize – Toca Cultural no Festival Folclórico de Etnias 2020. A proposta é que um grupo folclórico desafie o outro a enviar um vídeo de 30 segundos executando um passo típico de dança. O resultado será divulgado nas redes oficiais do festival no dia 15 de agosto.

Idealizado e organizado por grupos folclóricos, o Festival Folclórico de Etnias do Paraná acontece desde 1958. Em 1974, esses grupos formaram a Associação Interétnica do Paraná (Aintepar), que realiza o evento, com produção da ONG Unicultura, além de fomentar o trabalho dos grupos étnicos no estado. O evento fez parte do roteiro de reinauguração do Teatro Guaíra, depois do incêndio de 1970. Na década de 1980, o Governo do Paraná inseriu o festival no calendário oficial do Estado. 


Cuidado com seu Colesterol

Guto Lavigne

Cardiologista Rodrigo Cerci

O colesterol em níveis elevados é um dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, cerca de 40% da população tem colesterol alto, que pode se acumular e obstruir vasos sanguíneos, levando à formação da aterosclerose. “A aterosclerose é silenciosa, leva a obstrução dos vasos sanguineos e é uma das maiores causas de morte do mundo. Muitas vezes, o primeiro sintoma que aparece já é fatal, como AVC (Acidente Vascular Cerebral), chamado de “derrame”, ou infarto agudo do miocárdio conhecido como “ataque cardíaco”, alerta o cardiologista Dr. João Vítola, diretor geral da Quanta Diagnóstico por Imagem.

O colesterol é produzido pelo fígado e circula em nosso sangue. Existem dois tipos principais de colesterol: o LDL, chamado colesterol “ruim”, ou seja, é aquele que quando está em níveis altos, se acumula nos vasos e pode levar a um infarto ou AVC. Já o HDL, chamado de “bom” colesterol, é capaz de remover o LDL do organismo e, quando alto, reduz o risco de AVC e infarto.

O diagnóstico dos níveis de colesterol é feito somente por testes laboratoriais. Em alguns casos, conforme o histórico e risco de cada pessoa, também podem ser indicados exames mais detalhados. “Se um paciente tem baixíssimo risco de apresentar uma doença cardíaca, não precisa, necessariamente, fazer nenhum exame complementar, somente mudar hábitos. Se há um risco moderado ou intermediário, aí é possível a indicação, por exemplo, do Escore de Cálcio, que detecta aterosclerose no coração, e assim por diante, para ajudar na escolha do tratamento mais adequado”,  explica Dr. Rodrigo Cerci (foto), cardiologista e diretor de Pesquisa e Inovação e do Serviço de Angiotomografia Cardíaca da Quanta Diagnóstico por Imagem.

Segundo Dr. Cerci, os níveis recomendados de colesterol mudam conforme cada caso, por isso é fundamental uma avaliação médica regular. “O normal do colesterol hoje, por exemplo, depende do risco de cada um. Se eu tenho 40 anos, não tenho aterosclerose ou fator de risco, eu tenho um risco baixo de infarto. Neste caso um valor de LDL de até 160 pode ser tolerado. Se eu tenho 40 anos e já infartei, o meu risco é muito alto. Então, esse mesmo LDL tem que ser menor que 50”, esclarece.

Cultivar bons hábitos de vida é uma das maneiras mais eficazes para a prevenção, como praticar exercícios físicos, não fumar e evitar o consumo excessivo de álcool. Adotar uma dieta mais saudável é um dos fatores principais, pois 30% do colesterol do nosso organismo é proveniente dos alimentos. Os médicos orientam não exagerar na quantidade de sal no preparo dos alimentos, evitar o excesso no consumo de carnes e laticínios gordurosos, alimentos industrializados e frituras, incluir dez porções de frutas, verduras e vegetais na alimentação diária e beber bastante água todos os dias.

Para saber mais notícias culturais, de entretenimento e utilidade pública, acesse: www.curitibadegraca.com.br .

Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK