Publicidade
Política em Debate

Fora do páreo

Fora do páreo
(Foto: Franklin de Freitas)

O ex-secretário de Infraestrutura e Logística, José Pepe Richa, irmão do ex-governador Beto Richa (PSDB), teria desistido de disputar a eleição deste ano como deputado federal. A imformação foi levantada na primeira vez durante a festa de aniversário do deputado Pedro Lupion (PP), líder do governo Cida Borghetti (PP) na Assembleia Legislativa. 

Pedágio
No evento, em Santo Antonio da Platina, a desistência já era dada como possível. José Richa Filho, conhecido como Pepe, pediu exonoração do cargo de secretário dentro do prazo de desincompatibilização exigido pela legislação eleitoral, justamente para concorrer neste ano. O motivo seria o desgaste eleitoral causado por denúncias recentes contra o ex-governador e sua família. O nome de Pepe é citado na delação do ex-diretor do DER, Nelson Leal Jr, delator da Operação Integração, que investiga contratos de concessionárias de pedágio.

Lixo
Com 33 votos favoráveis, a Câmara Municipal de Curitiba aprovou, ontem, projeto do prefeito Rafael Greca (PMN) que isenta pessoas de baixa renda da taxa da coleta de lixo (TCL), cobrança que em dezembro do ano passado foi desvinculada do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU). A proposta, que tramita em regime de urgência, passou em primeiro turno e precisará ser confirmada pelos vereadores, na sessão da próxima segunda-feira.

Isenção
No ano passado, Greca propôs – dentro do pacote de ajuste fiscal – projeto que estabeleceu que imóveis com acabamento simples, de até 70 m² de área e valor venal máximo de R$ 140 mil teriam 50% de desconto na taxa de lixo. Agora, segundo o novo projeto, serão isentas as pessoas inscritas no cadastro único da Fundação de Ação Social (FAS) ou que se encontrem em situação de vulnerabilidade social, conforme regulamentação da prefeitura. A matéria também autoriza aos contribuintes que se enquadrarem nesses critérios a remissão (perdão) da taxa da coleta de lixo de 2018. O pedido para a isenção deverá ser feito anualmente. A prefeitura afirma que abrirá mão de uma receita de R$ 343.291,50 com a medida.

Aumento
Em postura oposicionista clara, o ex-senador Osmar Dias (PDT), pré-candidato ao governo do Paraná, gravou vídeo, divulgado ontem na internet, para criticar o aumento de 15,06% na conta de energia elétrica no Estado. Segundo o pedetista, o aumento é resultado de “falta de competência para governar”. O aumento na conta de luz para consumidores residenciais atendidos pela Companhia Paranaense de Energia (Copel) passa a valer a partir de 24 de junho. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o aumento nessa terç-feira. A conta média ficará R$ 17 mais cara, passando para R$ 143. A Copel garante que do total do aumento autorizado pela Aneel apenas 0,31% corresponde ao custo operacional da empresa. 

Gestão
Na manhã de ontem, o pré-candidato ao governo, Ratinho Junior (PSD), conversou com funcionários e diretores da Eletrofrio, uma empresa paranaense e que está no mercado de refrigeração há mais de 70 anos. O deputado destacou a gestão da Eletrofrio, “uma empresa que está no mercado há mais de meio século precisa de um planejamento e gestão muito bem estruturados. Esse é um exemplo de adaptação da empresa por vários ciclos da economia e que hoje usa a tecnologia em sua linha de produção”, disse Ratinho Junior. O trabalho de gestão privado deve ser implantado na gestão pública, segundo Ratinho Junior, “ a controladoria, planejamento estratégico, auditorias periódicas, controle de gastos já é um procedimento que eu adoto nas minhas empresas e não vou medir esforços para aplicar na gestão pública”, finalizou.

DESTAQUES DOS EDITORES