Câmara

Greca ataca oposição em entrega de novos ônibus: 'tarifa não é ativo político'

Greca: "É demagógico, cretino e muito contrário ao interesse público da cidade se insurgir contra o preço da tarifa"
Greca: "É demagógico, cretino e muito contrário ao interesse público da cidade se insurgir contra o preço da tarifa" (Foto: Pedro Ribas/SMCS)

O prefeito Rafael Greca (PMN) garantiu hoje, durante cerimônia de entrega de seis novos ônibus do transporte coletivo de Curitiba, na Câmara Municipal, que em 15 dias serão apresentados os resultados de uma auditoria no sistema de bilhetagem eletrônica do sistema. “Não há caixa-preta na Urbs”, assegurou Greca, que aproveitou para criticar duramente parlamentares de oposição que pediram na Justiça a suspensão do aumento da tarifa de R$ 4,25 para R$ 4,50.

“A tarifa não é um ativo político. É demagógico, cretino e muito contrário ao interesse público da cidade se insurgir contra o preço da tarifa, não há caixa-preta na Urbs, está tudo na internet”, atacou ele. “O gesto do deputado Goura (e ex-vereador pelo PDT) de pedir a um juiz federal que anunciasse pela (rádio) CBN a suspensão do aumento da tarifa, nos deu um prejuízo no Fundo de Urbanização de Curitiba de R$ 317 mil. É dinheiro suficiente para pagar a troca da plataforma de mais um terminal”, disse o prefeito, sobre a ação na Justiça de Goura e da vereadora Professora Josete (PT) contra o aumento.

Leia mais no blog Política em Debate