Publicidade
Polêmica

Grevista é agredido por segurança de Núcleo de Educação; SEED diz que ele tentou invadir

(Foto: Colaboração)

Um professor foi agredido pelo segurança do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Curitiba nesta manhã de sexta-feira, 12, conforme mostram as fotos enviadas à redação do Bem Paraná. As informações da APP-Sindicato dão conta de que a agressão teria ocorrido no momento em que o professor fazia a panfletagem da calçada sobre a paralisação da categoria, a exemplo do que estaria ocorrendo em todos os demais Núcleos  Regionais de Educação.

Procurada a Secretaria Estadual de Educação (SEED) o enviou uma nota, informando que o professor teria tentado invadir o prédio público, no qual funcionam tanto o NRE quanto a Paranaprevidência. Ainda conforme a nota, o segurança de uma empresa terceirizada, que faz a guarda patrimonial do local, teria tentado impedir essa invasão.

Em nota, a SEED reitera que o NRE de Curitiba disponibilizou ao diálogo com o grupo, garantindo a entrada de uma comissão  para conversar como chefe do Núcleo e os demais funcionários.  "Por fim, a Secretaria infirma que acompanha a apuração dos fatos e repudia qualquer tentativa de agressão e de invasão, priorizando o diálogo."

Os professores, assim como os servidores estaduais, estão em greve por tempo indeterminado desde o dia 26 de junho. Eles reivindicam a reposição salarial da data-base de 4,95%, referente a inflação dos últimos 12 meses e renegociação dos atrasados..

O governdo do Estado diz que não tem caixa para dar o reajuste pedido pelos servidores e ofereceu 5,09% parcelado até 2022.

Confira a nota na íntegra:

Em relação ao episódio citado, a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte do Paraná esclarece que: 
- Informações iniciais apuradas junto ao Núcleo Regional de Educação de Curitiba apontam que houve uma tentativa de invasão do prédio público no qual estão instalados tanto o NRE quanto a Paranaprevidência. 
- O segurança da empresa terceirizada que realiza a guarda patrimonial do local tentou evitar a tentativa de invasão. 
- Importante esclarecer que o NRE de Curitiba se disponibilizou ao diálogo com o grupo de manifestantes que tentaram invadir o prédio e garantiu a entrada de uma comissão, que pôde não só conversar com a chefe do Núcleo como também com os demais funcionários do Núcleo.
- Por fim, a Secretaria informa que acompanha a apuração dos fatos e repudia qualquer tentativa de agressão e de invasão, priorizando o diálogo.
Assessoria da Comunicação
Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES