Publicidade
Caso vai ao MPPR

Mais uma criança tem a perna `rasgada`na mesma escada rolante em shopping de Curitiba

Corte na perna de criança de três anos
Corte na perna de criança de três anos (Foto: Colaboração)

Dois meses após um menino de quatro anos levar 13 pontos na perna após um acidente na escada rolante do Shopping Ventura, no Portão, em Curitiba, na última quinta (9) uma menina de três anos sofreu um acidente no mesmo lugar, passou por uma cirurgia e teve que levar 20 pontos. A criança ficou internada durante quatro dias no Hospital do Trabalhador por causa do procedimento. 'No caso anterior eu já demonstrava grande preocupação com novos acidentes envolvendo crianças nesta escada rolante. É lamentável que tenha acontecido outro caso grave, exatamente da mesma forma, o que evidencia que o shopping nada fez para garantir a segurança dos seus clientes", disse o advogado João Carlos Farracha de Castro, que representa as duas famílias. Outros dois acidentes em escadas rolantes do mesmo shopping foram reportados para ele durante 2019. Nestes dois meses e mesmo com quatro acidentes registrados, a escada não foi interditada. 

De acordo com a família da vítima da última quinta, a escada parou repetinamente, quando a criança, que estava ao lado da mãe começou a chorar e gritar e o corte na perna foi percebido. A família alega ainda que não tinha nenhum segurança perto da escada e que teve que correr pelo shopping em busca de ajuda. Assim que soube da ocorrência, uma ambulância do Siate foi chamada e a criança levada ao Hospital do Trabalhador. 

Nesta segunda (13), o advogado vai entrar com nova denúncia no Ministério Público do Paraná (MPPR), desta vez sobre o caso do dia 9 de janeiro, como fez com o caso de novembro."O MPPR já tem o laudo técnico da escada rolante. Esperamos que o promotor peça a interdição permanente da escada", disse Castro. 

Outro caso

Em 9 de novembro, um menino de 5 anos estava na escada, acompanhado da mãe e da avó, quando cortou a perna na escada rolante do shopping Ventura. Assim, como no caso da semana passada, a mãe demorou para entender o que tinha acontecido e causado o corte enorme na perna. Na época, a administração do shopping insistiu que não tinha nada errado com a escada e ainda alegou que o menino estava pisando na faixa amarela.  Em imagens feitas por familiares da primeira vítima no dia seguinte do episódio na escada rolante, é possível perceber que a lateral da escada não possui .

Resposta do Shopping

Em nota, o  Ventura Shopping lamenta o incidente ocorrido na última quinta-feira (9/1) e esclarece que atendeu imediatamente a situação e está prestando assistência à família: "Embora tenha sido emitido um laudo, no dia 12 de novembro de 2019, pela empresa responsável pelo equipamento Escarol Comércio e Manutenção de Equipamentos Ltda, que comprova as manutenções em dia e atesta as perfeitas condições de uso da escada rolante e os padrões de segurança exigidos pelas normas técnicas da ABNT, o shopping está solicitando nova avaliação técnica.”

.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES