Publicidade
Carreira & Cia.

Marcelo Gleiser recebe título de Doutor da PUCPR e fala sobre a nova espiritualidade

A Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) concederá, no dia 24 de outubro, a concessão do título Doutor Honoris Causa a Marcelo Gleiser. A solenidade de outorga será realizada na Biblioteca Central da PUCPR, no período da manhã, e reservada para autoridades convidadas. O evento faz parte das comemorações dos 60 anos da Universidade.

Seis décadas de história
Com 60 anos de história, a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) se consolida como uma das principais instituições de ensino do Paraná e caminha para um futuro de inovação e integração cada vez maior entre todas as partes da comunidade universitária. “Tenho a sensação bastante tranquila de que esses 60 anos representam uma caminhada muito profissional, dedicada e que houve o cumprimento de uma missão nesse período”, diz o reitor da PUCPR, Waldemiro Gremski. “A PUCPR se consolidou durante esses 60 anos porque sabemos para onde ir, e como projetaremos os próximos 60 anos.” As bases para o futuro da PUCPR estão na sua identidade: de um lado, a universidade que visa oferecer formação profissional de qualidade; do outro, uma instituição marista voltada para a formação humanista. “Esse é nosso diferencial, além de formar profissionais competentes, torná-los cidadãos, pessoas conscientes, éticas”, diz Gremski. “Com isto fechamos as exigências de uma universidade católica, de uma universidade marista, que tem a vocação de educar e que ama educar.”

Palestra magna
Como parte dos festejos, a PUCPR promove ainda a palestra magna “Em busca de uma nova espiritualidade”, do físico e astrônomo Marcelo Gleiser, que acontece na Biblioteca Central da PUCPR no dia 24 de outubro, às 19h30. A palestra é aberta ao público, com vagas limitadas, e com transmissão ao vivo pela página da PUCPR no Facebook. As inscrições podem ser feitas pelo link http://abre.ai/alAQ.

Ciência e fé
Um dos nomes mais proeminentes do estudo de ciência e fé, Gleiser contribuiu com uma série de estudos que convergem ciência, filosofia e espiritualidade. “Não há problema em abraçar o mistério; a essência fundamental do apetite humano é essa curiosidade pelo saber”, afirma Gleiser.

Reconhecimento
O título não é o primeiro reconhecimento de Gleiser na área. Em 1998, o pesquisador recebeu o Prêmio Jabuti pelo livro “A Dança do Universo” e em 2002 por “O Fim da Terra e do Céu”. Em 2007, foi eleito membro da Academia Brasileira de Filosofia. Em 2019, foi o primeiro latino-americano a ganhar o Prêmio Templeton, considerado o “Nobel da espiritualidade” – o prêmio reconhece profissionais que tenham feito “uma contribuição excepcional para afirmar a dimensão espiritual da vida, seja por insights, descoberta ou trabalhos práticos”. “Ele é um dos principais proponentes da visão que ciência, filosofia e espiritualidade são expressões complementares que a humanidade precisa para abraçar o mistério e explorar o desconhecido”, diz Heather Templeton Dill, presidente da fundação John Templeton, que organiza o Prêmio Templeton. Gleiser vive atualmente nos Estados Unidos, onde ensina física e astronomia no Dartmouth College, em Hanover, New Hampshire. Em 2016, Gleiser fundou o ICE (Instituto de Engajamento à Interdisciplinariedade) em Dartmouth, com o objetivo de promover o diálogo entre as ciências naturais e humanas. O Instituto tem apoio da fundação John Templeton.

Nobel da espiritualidade
O cientista já teve mais de 100 artigos revisados e publicados, incluindo sobre o comportamento de campos quânticos e partículas elementares e a formação inicial do universo, a astrobiologia e as novas medidas fundamentais de entropia e complexidade baseadas em teoria da informação. “Minha missão é trazer para a ciência e para os interessados na ciência o apego ao mistério. Fazer o público entender que ciência é apenas mais uma maneira de entendermos quem somos”, diz Gleiser.


Curtas:

* Livro: “Em que creem os que não creem?”. Por Umberto Eco (Autor), Maria Martini, Carlo (Autor), Eliana Aguiar (Tradutor). A correspondência trocada por Umberto Eco e o cardeal Carlo Maria Martini através das páginas do jornal italiano Liberal, entre março de 1995 e março de 1996. Nas oito cartas desse debate público, um importante membro da Igreja e um prócer da cultura laica discutem, com liberdade dialética, os valores fundamentais do homem contemporâneo, a perspectiva do apocalipse, as tradições religiosas e o senso comum, além das restrições impostas às mulheres. Debatem, enfim, a fé. Ao acalorado diálogo entre Eco e Martini se somam as vozes de um coro variado e curiosamente harmônico, composto por Emanuele Severino, Manlio Sgalambro, Eugenio Scalfari, Indro Montanelli, Vittorio Foa e Claudio Martelli. E a todos responde, árduo e sereno, o arcebispo de Milão.

* Filme: “Sully - O Herói do Rio Hudson - O fator humano” Em 15 de janeiro de 2009, logo após decolar do aeroporto de LaGuardia, em Nova York, uma revoada de pássaros atinge as turbinas do avião pilotado por Chesley "Sully" Sullenberger (Tom Hanks). Com o avião seriamente danificado, Sully não vê outra alternativa senão fazer um pouso forçado em pleno rio Hudson. A iniciativa é bem sucedida, com todos os 150 passageiros a bordo sendo salvos. Tal situação logo transforma Sully em um grande herói nacional, o que não o isenta de enfrentar um rigoroso julgamento interno coordenado pela agência de regulação aérea nos Estados Unidos.

* Evento da ONU reúne exemplos inovadores de Curitiba - Curitiba integra o Circuito Urbano 2019 - Cidades Inovadoras e Inclusivas, uma iniciativa da *ONU-Habitat* que tem por objetivo abordar inovações sociais, tecnológicas e de políticas públicas. A DePropósito Comunicação de Causas e o Instituto Aurora foram selecionados para realizar a atividade, com a proposta Cidade + Humana: um encontro de pessoas que inovam para pessoas. São seis cases curitibanos que se destacam por realizar inovação com foco no alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, os ODS. O evento aberto ao público é no Engenho da Inovação - Vale do Pinhão, 24/10, quinta-feira, às 19 horas.

* O Brasil é um país que ocupa o segundo lugar no mundo em população pet. É um dos segmentos que mais cresce e a inovação é algo muito presente. Com este pensamento, os empreendedores Vilson e Cristina resolveram inovar na criação da loja Emporium Puppy Pets. Venda de ração à granel diversifica para: Cães, gatos, pássaros, roedores, lagomorgos (coelhos). A Emporium Puppy Pets também oferece: Banho, tosa, vacinas, vermifugos, vitaminas, guias, coleiras, roupas, citydoguber(táxi), translado de animais e acessórios.  Em breve farão atendimento Veterinário.  Rua Santa Catarina, 1002 | Água Verde-41-99620-8812 3076-0330 mailto:Email%3Aemporiumpuppypets@gmail.com  www.facebook.com/EmporiumPuppyPets 


Frase:

"Só há uma coisa pior que formar colaboradores e eles partirem...É não os formar e eles permanecerem"

(Henry Ford)


Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES