Sem frio intenso

Mesmo com inverno ameno, setor de turismo bateu recordes em julho em Curitiba

(Foto: Hully Paiva/SMCS)

Julho foi um mês de recordes para o setor de Turismo em Curitiba. Depois de dois anos de queda do movimento de visitantes por conta da pandemia, os números voltaram a crescer e até mesmo superaram os de 2019, antes da chegada da covid-19.

Hotéis, centros de eventos, agências e empresas de receptivos e que prestam serviços na área comemoram a retomada e já preveem um desempenho excepcional também para o Natal desse ano na capital.

O avanço da vacinação, a diminuição das restrições de circulação por conta da covid-19 e a programação Inverno Curitiba 2022, da Prefeitura, explicam o crescimento do número de turistas na capital.

“Julho superou todas as previsões, mostrando que o trabalho que a Prefeitura vem fazendo para promover a cidade como um destino turístico está dando certo. Tivemos uma aceitação muito grande do Inverno Curitiba, que trouxe uma série de atrações e contribuiu para ampliar a permanência do visitante na cidade”, diz Tatiana Turra, presidente do Instituto Municipal de Turismo

Ela destaca que os preparativos para a programação de fim de ano já começaram. “Estamos elaborando, com muita dedicação, uma ampla programação para o Natal, que deve trazer, mais uma vez, uma experiência inesquecível para os nossos visitantes”, afirma.

Curitiba vem se consolidando como um dos principais destinos de Inverno do País e está entre os dez mais procurados por turistas estrangeiros.

O Inverno Curitiba 2022, realizado entre 15 de junho e 31 de julho, contou com mais de 45 dias de atrações nas áreas de gastronomia, música, arte e lazer. A 39ª Oficina de Música de Curitiba foi realizada, pela primeira vez, no inverno e foi um dos destaques da temporada.


Centro Histórico
Sondagem realizada pela Rede Empresarial do Centro Histórico – que reúne lojas, bares e restaurantes da região – mostra que o volume de turistas cresceu 35%, representando 42% do público desses locais em julho. “O faturamento cresceu 70% em relação a 2021 e 40% na comparação com 2019, que é a nossa referência de normalidade”, diz Jorge Tonatto, presidente da rede.

Na rede de hoteis Mabu, a média de ocupação foi de 85%. “Foi um resultado espetacular, superamos nossa meta em 144%, graças não apenas aos turistas de lazer, mas também aos de business, com mais de 29 eventos corporativos”, afirma Luciano Motta, diretor de vendas da rede.

Passeios
A Linha Turismo, que percorre 26 atrativos turísticos da cidade, teve 25.003 passageiros pagantes em julho, 33% mais do que os 18.761 registrados em julho de 2019.

A Serra Verde Express, que opera trens na Serra do Mar, registrou recorde de passageiros no mês, segundo o diretor da empresa, Adonai Aires de Arruda Filho. “Tivemos o melhor mês da história, superando em 17% o recorde anterior, que havia sido em janeiro de 2019”, afirmou ele. Foram 36 mil passageiros no mês, que utilizaram os trens da empresa para viajar entre Curitiba e Morretes.

“A cidade está muito bem cuidada e o turista tem tido uma experiência muito favorável. O clima em julho ajudou e tivemos resultados muito bons, com reserva antecipada em 75% dos casos”, completou Bernardino Silva Fuentes, da Andes Operadora de Viagens e Turismo e a da Tur e JulyTur Agência de Turismo e Receptivo.