Vasco 2 x 1 Coritiba

Morínigo convoca a torcida coxa-branca para reta final do campeonato: 'Necessitamos de todos'

(Foto: Reprodução/ YouTube do Coritiba)

Depois da derrota por 2 a 1 diante do Vasco da Gama, o técnico Gustavo Morínigo lamentou mais um tropeço do Coritiba na Série B do Campeonato Brasileiro. Sem vencer há quatro jogos, a equipe coxa-branca fez um péssimo primeiro tempo em São Januário e saiu atrás no placar. Na segunda etapa, chegou a empatar o jogo com apenas 16 segundos de bola rolando, mas aos dois minutos cedeu o segundo gol ao adversário, marcado por Nenê.

LEIA MAIS:Coxa perde para o Vasco e amarga quatro jogos sem vitória na Série B

LEIA MAIS: Wilson comete falha fatal e aposta de Morínigo dá errado; confira as atuações do Coritiba

“Poderíamos ter empatado no primeiro tempo, com uma atitude diferente de correr, pressionar”, disse o treinador paraguaio, que também tentou explicar a decisão de começar a partida com o meia-atacante Rafinha no banco de reservas para a entrada do jovem lateral-direito Matheus Alexandre no time titular, jogando mais adiantado.

A ideia era utilizar a velocidade com [Igor] Paixão e [Matheus] Alexandre. Como não pudemos fazer isso, fomos muito pressionados e tivemos de jogar com muitas bolas longas e não soubemos ficar com a posse de bola no ataque, tivemos de mudar a estratégia. Trocamos o Alexandre, o Johnny [Douglas], para colocar gente com bom pé. Empatamos e voltamos a deixar que fizessem um gol e a partir daí foi muito difícil de jogar, embora tenhamos feito bem, pressionado no campo deles. Mas a ideia era não ficar atrás, e sim retroceder para pressionar e sair em velocidade”, disse Morínigo, reforçando em seguida que seu time está sempre ‘obrigado a vencer’ e que ‘nunca’ joga para ‘empatar ou perder um jogo’.

‘Jogo contra o Sampaio é uma final’

Na próxima terça-feira o Coritiba volta a campo para enfrentar o Sampaio Corrêa, no Couto Pereira. Nas palavras de Gustavo Morínigo, será uma final para a equipe alviverde, que precisará sentir o apoio dos torcedores nessa reta final da luta pelo acesso

O jogo contra o Sampaio é uma final, onde necessitamos sentir o apoio dos torcedores nessa caminhada para chegar ao acesso”, afirmou o treinador. “Estamos tendo problemas na zona defensiva, éramos muito mais sólidos, mas isso está acontecendo com todos os times, as equipes estão evoluindo. Há que tomar consciência, assumir a responsabilidade, cada um de nós, e ir todos juntos cada jogo para poder ganhar, é a única maneira de conseguir. E repito, necessitamos de todos.”