No bico do corvo, Coritiba vê rivais diretos ascenderem

Décimo sexto colocado do Brasileirão com 34 pontos, o Coritiba está no bico do corvo, cada vez mais assombrado pelo "fantasma do rebaixamento". Na próxima rodada, na quarta-feira (16), a equipe paranaense faz um jogo de seis pontos na luta pela manutenção na elite do futebol brasileiro e encara a Ponte Preta, 19ª colocada com 26 pontos, no Moisés Lucarelli. Até mesmo se empatar a equipe coxa-branca pode encerrar a rodada na zona de rebaixamento – Criciúma ou Vasco, que jogam em casa, precisariam ganhar.

Pesa ainda contra o Coritiba o momento atual. Lanterna do segundo turno, a equipe alviverde vem na descendente e somou apenas seis pontos em nove rodadas. Desde a primeira derrota no Brasileirão, no dia 3 de agosto, por 1 a 0 contra o Cruzeiro, a equipe coxa-branca disputou 17 partidas pelo nacional, conseguindo apenas três vitórias, cinco empates e sendo derrotado em nove ocasiões.

Para piorar, enquanto o time do Alto da Glória vem na descendente, rivais diretos na luta contra o descenso iniciam a recuperação no campeonato. O São Paulo e a Portuguesa são os time que mais se destacam nisso.

O Tricolor Paulista fechou o 1º turno na 18ª colocação com apenas 18 pontos. No returno, contudo, a equipe é detentora da 4ª melhor campanha, com 16 pontos em nove rodadas – praticamente dobrou a pontuação. E o Coritiba ainda terá de enfrentar o São Paulo na última rodada do Brasileiro, no dia 8 de dezembro, no Morumbi.

Já a Portuguesa, 17ª colocada do primeiro turno com 19 pontos, também iniciou uma arrancada no returno e conseguiu deixar a zona de rebaixamento. Nas últimas nove rodadas foram 15 pontos conquistados, 5ª melhor campanha do segundo turno. E assim como o São Paulo, o Coxa ainda terá de enfrentar a Lusa fora de casa, no dia 9 de novembro.

Com a recuperação no returno, os dois times paulista chegaram aos 34 pontos e já estão à frente do Coritiba na tabela: o São Paulo aparece na 15ª colocação e a Portuguesa na 14ª.

Já o Criciúma e o Vasco da Gama não fazem campanha tão impressionante no returno, mas mesmo assim possuem um retrospecto recente que pode dar esperança aos torcedores. As duas equipes, inclusive, podem passar o Coritiba na classificação ao fim da rodada.

O Criciúma venceu no domingo (13) o Vasco no Heriberto Hulse por 3 a 2. Com o resultado, a equipe saltou para a 17ª colocação, com 32 pontos. A equipe catarinense, que chegou a ser a lanterna do returno, já aparece na 16ª colocação do segundo turno. Nas últimas quatro rodadas foram duas vitórias, contra Grêmio e Vasco, e dois empates, contra Goiás e Atlético-MG. É o único dos quatro rivais citados que o Coxa ainda encara em casa, no dia 17 de novembro.

Já o Vasco é o adversário do Coritiba na luta contra o rebaixamento que vive situação mais preocupante. Décimo primeiro colocado do 1º turno com 24 pontos, a equipe carioca fez apenas oito pontos no returno, conquistando duas vitórias e dois empates. Se na última rodada perdeu para o Criciúma, antes havia conseguido uma boa pontuação na sequência de clássicos contra Flamengo e Fluminense: contra o arquirrival rubro-negro conquistou um empate fora de casa e contra o atual campeão brasileiro, jogando em São Januário, conseguiu os três pontos com uma vitória por 1 a 0. O Cruz-Maltino medirá forças com o Coritiba no dia três de novembro, em São Januário.