Publicidade
Série B

Paraná Clube celebra fim de jejuns e se vê no páreo pelo acesso

Matheus Costa, técnico do Paraná Clube
Matheus Costa, técnico do Paraná Clube (Foto: Geraldo Bubniak / AGb)

Após bater o Coritiba por 2 a 0, na Vila Capanema, no último sábado (5), o técnico do Paraná Clube, Matheus Costa, festejou o fim de jejuns e vitórias dentro de casa. E disse que o time está no páreo para uma das quatro vagas na primeira divisão nacional em 2020. O clássico entre Paraná e Coritiba era válido pela 26ª rodada da Série B.

Com a vitória, o Paraná foi a 38 pontos, em 7º lugar. Está um ponto abaixo do Botafogo-SP, o atual 4º colocado. “Isso é importante e mostra que estamos no páreo e vamos continuar buscando o que a gente procura”, disse Matheus Costa, em entrevista coletiva após a partida. “Sabíamos que uma vitória nos colocaria muito próximo do G4. Nosso ímpeto em campo demonstrou nossa vontade de vencer e a torcida nos ajudou com a sua energia. Temos muito trabalho pela frente, mas estamos focados para entrar no G4”.

O resultado de 2 a 0 ainda quebrou jejuns do Paraná Clube. O time não vencia em casa havia sete rodadas e, nesse período, fez apenas dois gols na Vila Capanema – o mesmo número de gols vistos no sábado na Vila Capanema. Em 12 jogos em casa, o time marcou dois ou mais gols em apenas duas vezes, sendo uma contra o Coritiba e outra contra o Bragantino (vitória por 2 a 1).

“Sei que estava devendo ao torcedor e dedico hoje essa vitória a eles. Sou muito feliz no Paraná e sei da grandeza desse clube”, afirmou Costa, que deu os méritos aos jogadores. “Foi um grande jogo e mérito da equipe que começou com vontade de querer vencer”.

Costa elogiou em especial o atacante Jenison, que marcou um gol e sofreu o pênalti que resultou em outro gol. “Ele envolve a defesa do adversário de forma excepcional. É um jogador que se doa muito, se cobra muito e sabia que estava devendo”, disse o treinador. “Não só hoje, mas nas últimas partidas ele tem correspondido bem”.

O Paraná Clube volta a campo nesta terça-feira (8), às 19h15, quando enfrenta o Operário em Ponta Grossa.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES