Série C

Paraná Clube perde em casa, fica na ZR e completa 470 minutos sem marcar gols

(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)

O Paraná Clube perdeu por 1 a 0 para o Botafogo-SP, nesse sábado (dia 5) à noite, Vila Capanema, pela segunda rodada da Série C do Brasileiro. Com o resultado, o time paranaense ficou em 9º (e penúltimo) lugar do Grupo B, sem pontos. A equipe paulista está na 3ª colocação, com 6 pontos. A primeira fase é disputada em turno e returno (18 rodadas). Os quatro primeiros de cada grupo avançam para a próxima fase. Os dois últimos de cada grupo são rebaixados. Clique aqui para ver a classificação, no site Srgoool.

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES — notas para os jogadores do Paraná.

JEJUM DE GOLS
O time de Maurilio completou cinco jogos sem marcar gols. O último ocorreu aos 21 minutos do 2º tempo, na vitória contra contra o Cascavel CR. Com isso, o jejum chega agora a 474 minutos sem balançar as redes adversárias.

JEJUM DE VITÓRIAS
O Paraná não vence desde 8 de maio, quando aplicou 2 a 1 no Cascavel CR. Depois, sofreu quatro derrotas (para Operário, Athletico, Ypiranga e Botafogo-SP) e amargou um empate (Azuriz).

FATOR CAMPO
Na temporada 2021, o Paraná jogou 7 vezes na Vila Capanema e venceu apenas uma (2 a 0 sobre o Rio Branco). No mais, 2 empates e 4 derrotas.

REFORÇO
A partida marcou a estreia do volante Adriano Junior (ex-Atlético-MG e Criciúma), que entrou no segundo tempo.

ESCALAÇÃO
O técnico Maurilio fez duas mudanças em relação ao último jogo, com as entradas do volante Meneses (ex-Marcílio Dias-SC) e do meia Maxi Rodríguez, nos lugares do volante Lucas Abreu e do extremo Thiago Alves. Com isso, Juninho voltou a jogar como extremo. O esquema tático foi o 4-2-3-1 de sempre, com Juninho (direita), Maxi Rodríguez (centro) e Gustavinho (esquerda) na linha de três. O trio teve bastante liberdade de movimentação, com troca frequente entre as posições.

PRIMEIRO TEMPO
O Botafogo ficou recuado, mostrou boa organização defensiva e esperou falhas do adversário para atacar. O Paraná teve a posse de bola e o domínio do meio-campo, mas não conseguiu criar jogadas o ofensivas. Até levou perigo em três momentos, quando sofreu três faltas próximas à área. No entanto, só uma cobrança de Juninho apresentou qualidade. Maxi e Pedro Costa desperdiçaram as outras duas. O time paulista abriu o placar em contra-ataque, aos 24. Maxi tentou o drible, foi desarmado e a defesa entrou em pane. Xuxa disparou e tocou para Neto Pessôa, livre na área, chutar e marcar: 1 a 0.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo foi mais disputado no meio-campo. O Paraná levou a melhor na maioria dos duelos e chegou mais ao ataque. Em 15 minutos, exigiu três boas defesas do goleiro Igor Bohn. Aos 20, Maurilio deixou o time mais ofensivo, com a saída do volante Moisés Gaúcho para a entrada do ponta Gustavo França. Juninho recuou e virou volante, mantendo isso o 4-2-3-1. Aos 27, entraram o meia Gabriel Pires e o volante Adriano Junior. Depois disso, o jogo ficou morno, quase sem jogadas ofensivas e com muitos erros. Aos 40, saiu Gustavinho e entrou o meia-atacante Lucas Sene.

PARANÁ 0X1 BOTAFOGO-SP
Paraná: Bruno Grassi; Pedro Costa, Micael, Hurtado e Bryan; Moisés Gaúcho (Gustavo França) e Meneses (Adriano Junior); Gustavinho (Lucas Sene), Maxi Rodríguez e Juninho (Gabriel Pires); Reis. Técnico: Maurilio
Botafogo-SP: Igor Bohn; Rodrigo, Fabão, Matheus Santos e Pará; John (Victor Bolt) e Emerson; Luketa (Marlon), Gustavo Xuxa (Rafael Tavares) e Bruno Michel (Martinelli); Neto Pessôa. Técnico: Argel Fuchs.
Gol: Neto Pessôa (24-1º)
Cartões amarelos: Moisés Gaúcho, Gustavinho, Micael (P). Xuxa, John, Luketa (B).
Árbitro: Diego da Silva Castro (PI)
Local: Vila Capanema, em Curitiba

PRINCIPAIS LANCES
6 – Maxi lança. A zaga corta mal. A bola sobra na entrada da área para Gustavinho, que chuta fraco. Bohn defende.
21 – Falta de média distância. Juninho cobra sobre o gol. A bola passa perto.
24 – Gol do Botafogo. Xuxa puxa contra-ataque pela esquerda e dá bom passe para Neto Pessôa, livre na área. Ele chuta no canto.

Segundo tempo
1 – Gustavinho cruza da direita. Reis tenta o cabeceio, mas a bola bate antes no ombro do zagueiro e vai para o gol. Bohn defende.
11 – Gustavinho rola para Juninho, que chuta de fora da área. A bola vai para fora.
12 – Reis protege a bola e rola para Gustavinho, que chuta de fora da área. Bohn defende no canto.
14 – Reis ganha na força, invade a área e chuta cruzado. Bohn espalma para escanteio.
37 – Lançamento para Reis, na área. A bola bate no braço de Fabão. O árbitro chega a apontar para a marca do pênalti, mas vê o bandeirinha sinalizando e anota impedimento.

47 - Maxi Rodriguez aciona Reis, que chuta de fora da área. Bohn espalma no canto.