Série B

Paraná Clube tem três baixas, mas ganha dois 'reforços' para o próximo jogo

Higor Meritão e Biteco
Higor Meritão e Biteco (Foto: Divulgação/Paraná Clube/Rui Santos)

O Paraná Clube volta a jogar na próxima sexta-feira (dia 13), quando visita o Avaí, em Florianópolis, pela Série B do Campeonato Brasileiro. O técnico Rogério Micale segue sem contrar com três jogadores: os zagueiros Fabrício e Roberto e o meia Vitinho. Os 'reforços' para o próximo jogo são os volantes Higor Meritão e Jhony Douglas.

Meritão e Jhony Douglas cumpriram suspensão automática na última rodada — empate com o Confiança — e voltam ao time na sexta-feira.

Fabrício sofreu uma lesão em 18 de outubro e só volta a jogar no final de novembro. A previsão é que retorne contra o Guarani, em 24 de novembro.

Roberto teve grave contusão no joelho e não atua mais nessa temporada – clique aqui para saber mais.

O meia Vitinho testou positivo para Covid-19 na semana passada e vai ficar dez dias em isolamento.

ESCALAÇÃO E ESQUEMA TÁTICO
Na sua reestreia como técnico do Paraná, na última sexta-feira, Micale escalou Salazar e Philipe Maia na zaga. O treinador anterior, Allan Aal, vinha usando o 4-2-3-1, com dois volantes (Meritão e Jhony). A linha de três do setor ofensivo tinhe Renan Bressan centralizado e dois jogadores pelos lados do campo (Andrey e Thiago Alves, por exemplo).

Micale usou o 4-1-4-1, com Luan como único volante. A linha de quatro tinha Bressan e Karl centralizados. Marcelo (direita) e Thiago Alves (esquerda) jogaram pelos lados do campo.

Bressan atuou nessa posição mais recuada, como médio-centro, em parte da carreira no futebol europeu. Ele também foi utilizado nessa posição por Allan Aal, quando o treinador usou o 4-1-4-1 no Campeonato Paranaense.

Micale não deu pistas se vai manter o 4-1-4-1 ou se pretende usar o 4-2-3-1 na próxima partida. A provável escalação, por enquanto, é Alisson; Paulo Henrique, Philipe Maia, Salazar e Jean Victor; Jhony Douglas; Marcelo (Andrey), Higor Meritão, Renan Bressan e Thiago Alves; Bruno Gomes.