Publicidade
Brasileirão

Paraná lota estádio e mostra ousadia, mas é goleado pelo Corinthians

Jhonny Lucas domina a bola na partida contra o Corinthians
Jhonny Lucas domina a bola na partida contra o Corinthians (Foto: Franklin de Freitas)

O Paraná Clube perdeu por 4 a 0 para Corinthians, nesse domingo (dia 22) pela manhã, na Vila Capanema, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time paranaense ficou em último lugar, sem nenhum ponto. A equipe paulista lidera a competição, com 6 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

A Vila Capanema estava lotada. Foram vendidos 15.714 dos 16.772 ingressos disponíveis (94%) para esse jogo.

Clique aqui para ver a galeria de fotos do jogo.

Em relação ao desempenho, o Paraná mostrou bom futebol em parte do jogo. E impressionou nos 20 minutos iniciais, sufocando o adversário. Teve a ousadia de tentar enfrentar de igual para igual o atual campeão brasileiro. No entanto, o Corinthians de Fabio Carille é famoso pela frieza e eficiência. É uma equipe que não precisa de muito espaço e da posse de bola para vencer uma partida. E foi o que ocorreu na Vila Capanema. O time paulista fez dois gols (um aos 24 minutos do 1º tempo e outro aos 26 do 1º) e atordoou o adversário. O Tricolor também viveu bons momentos na 2ª etapa, mas acabou levando o 3º gol aos 34, em um dos raros ataques do adversário. Mesmo assim, no total dos 90 minutos, o time paranaense teve mais finalizações que o Corinthians (15 a 7).

Clique aqui para ler uma análise do desempenho individual dos jogadores do Paraná.

“O resultado não condiz com o que foi a partida. Quem viu a partida sabe”, disse o lateral Alemão, o Paraná. 

PROTESTOS
Depois do quarto gol, parte da torcida do Paraná protestou com vaias e xingamentos. “Time sem vergonha” foi um dos gritos utilizados. Outros eram direcionados ao executivo de futebol, Rodrigo Pastana. Depois do jogo, o técnico Rogério Micale comentou sobre o jogo e sobre os protestos.

MICALE
O técnico Rogério Micale completou oito jogos pelo Paraná, agora com quatro vitórias, dois empates e duas derrotas.

RETROSPECTO
Esses dois times já se enfrentaram 26 vezes. Foram 4 vitórias do Paraná, 14 do Corinthians e 8 empates.

ESCALAÇÃO DO PARANÁ
Micale não tinha Carlos Eduardo, Charles e Biteco, em recuperação. As novidades foram as estreias do centroavante Carlos (ex-Atlético-MG) e do ponta Raphael Alemão (ex-Foz). Na estreia no Brasileirão, o treinador usou o esquema tático 4-1-4-1. Dessa vez, mudou para o 4-2-3-1, com três meias ofensivos (Silvinho na esquerda, Caio Henrique centralizado e Raphael Alemão na direita). 

ESCALAÇÃO DO CORINTHIANS
O técnico Fábio Carille decidiu tirar Ralf, Maycon e Clayson por desgaste físico. O esquema tático era o exótico 4-2-4-0 (dois volantes, quatro meias e nenhum atacante). 

PRIMEIRO TEMPO
O Paraná aplicou uma intensidade física absurda no início do jogo. O time marcava forte e em bloco alto, sufocando a saída de bola do adversário. O Corinthians, uma equipe de impecável organização tática, sentiu a pressão e teve dificuldades para jogar. No entanto, o time paulista mostrou novamente sua marca registrada: a frieza para liquidar jogos. Aos 24, após boa troca de passes, Sidcley (ex-Atlético-PR) cruzou rasteiro e Rodriguinho completou dentro do gol: 1 a 0. Aos 26, em contra-ataque, Sidcley passou por dois, invadiu a área e chutou no canto: 2 a 0. A partir daí, domínio do Corinthians . O Paraná já não tinha fôlego para pressionar com tanta intensidade e teve que ver o adversário trocar passes por todo o campo.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, saiu o goleiro Richard, lesionado. Entrou Luís Carlos. O jogo ficou equilibrado. O Corinthians trocava passes e esperava uma brecha para atacar. O Paraná apostava na velocidade pelas pontas para atacar. Aos 16, saiu o volante Wesley Dias e entrou o meia Matheus Pereira. Aos 24, saiu o meia Jadson e entrou o meia-atacante Clayson. Aos 26, troca na ponta-direita: saiu Raphael Alemão e entrou Vitor Feijão. O time da casa seguia incomodando com jogadas pelas pontas, mas sem criar chances reais. O Corinthians valorizava a posse de bola e aproveitou uma falha aos aos 34 para liquidar o jogo. Fagner cruzou rasteiro e encontrou Clayson livre na área: 3 a 0. Aos 40, o quarto gol: Clayson tocou para Gabriel chutar no canto.

ESTATÍSTICAS
Ao final dos 90 minutos, o Paraná somou 49% de posse de bola, 16 finalizações (7 certas), 90% de precisão nos passes e 5 escanteios. O Corinthians teve 51% de posse de bola, 7 arremates (4 certos), 92% nos passes e 2 escanteios. Os dados dão do Footstats.

PARANÁ 0 x 4 CORINTHIANS
Paraná Clube: Richard (Luís Carlos); Alemão, Jesiel, Rayan e Mansur; Wesley Dias (Matheus Pereira), Jhonny Lucas, Raphael Alemão (Vitor Feijão), Caio Henrique e Silvinho; Carlos. Técnico: Rogério Micale
Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel, Renê Júnior; Jadson (Clayson), Rodriguinho e Mateus Vital (Pedrinho); Romero (Marquinhos Gabriel). Técnico: Fabio Carille
Gols: Rodriguinho (24-1º), Sidcley (26-1º), Clayson (34-2º) e Gabriel (40-2º)
Cartões amarelos: Jhonny Lucas (P). Romero (C).
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (PE) 
Público: 15.714 pagantes (16.772 total)
Renda: R$ 632.120,00
Local: Vila Capanema

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo

9 – Jhonny Lucas rouba a bola no ataque e chuta de fora da área. A bola passa perto.
15 – Carlos toca para Raphael Alemão, que tenta um drible de efeito, gira e chuta cruzado. Cássio espalma.
16 – Carlos cai na área ao dividir com Balbuena e pede pênalti.
24 – Gol do Corinthians. Troca de passes. Na direita, Vital enfia para Sidcley, na área. Ele cruza rasteiro e Rodriguinho finaliza dentro do gol.
26 - Gol do Corinthians. Contra-ataque. Sidcley parte do campo de defesa, passa por dois, invade a árae e chuta na saída de Richard.
41 – Jadson enfia nas costas da defesa. Rodriguinho entra livre, na cara do gol, e toca sobre a trave.
43 – Caio Henrique chuta de fora da área. Cássio segura.

Segundo tempo
12 – Jadson cobra escanteio. Romero cabeceia ao lado.
16 – Matheus Pereira toca para Alemão, que chuta de fora da área. A bola vai na rede, por fora.
34 – Gol do Corinthians. Fagner cruza rasteiro, da direita. Na segunda trave, Clayson entra livre e completa.
40 – Gol do Corinthians. Clayson faz a jogada pela esquerda e rola para Gabriel, na área, chutar no canto.
43 – Mansur faz boa jogada individual e chuta no ângulo. Cássio espalma.
47 – Mansur chuta de fora da área. A bola bate na trave.
 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES