Publicidade
Em Criciúma

Polícia Militar explica ação contra jornalistas em jogo do Paraná Clube

Policiais abordam o repórter Jairo Silva Junior, da rádio Transamérica
Policiais abordam o repórter Jairo Silva Junior, da rádio Transamérica (Foto: Reprodução/Twitter/vídeo)

A Polícia Militar de Santa Catarina divulgou nota explicando a ação contra dois jornalistas na terça-feira (dia 19), durante jogo do Paraná Clube em Criciúma. Toda a confusão foi filmada e pode ser assistida no twitter do jornalista Pedro Ivo Almeida – clique aqui para ver.

Veja a nota da PM de Santa Catarina sobre o ocorrido: 

“DATA: 19/11/2019
HORA: 21:00
LOCAL: Criciúma.
Durante a noite do dia 19.11.2019, no Estádio Heriberto Hülse, durante partida entre Criciúma X Paraná, um supervisor da CFB solicitou apoio da Policia Militar para auxiliar na retirada de um membro da comissão técnica do Paraná Clube que estaria em local proibido. Realizada a intervenção, o membro da comissão técnica negou-se a sair do local, mesmo após pedidos do supervisor CBF, tumultuando os trabalhos no local. Assim, contra ele foi confeccionado um Termo Circunstanciado.
Ainda na mesma ocorrência, um jornalista, mesmo ciente de que não poderia realizar filmagens no interior do Estádio, passou a realizar imagens, sendo este fato também apontado pelo supervisor da CBF como irregular.
Os celulares dos envolvidos foram apreendidos no Termo Circunstanciado, os quais servirão futuramente como meio de prova, por conta das imagens neles arquivadas.
Após lavrado o Termo Circunstanciado, os envolvidos foram liberados no local.
Fonte: PMSC – 6ª RPM – 9° BPM”

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES