Publicidade
Risco

Por precaução, 170 moradores são retirados de casas em área de barragem da Vale

(Foto: Reprodução Youtube)

Cerca de 170 pessoas foram obrigadas a deixar suas casas por precaução com barragens B3 e B2, da Mar Azul, da Vale, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

De acordo com a Defesa Civil, auditores que fazem a leitura da barragem atestaram para instabilidade. Ela tem aproximadamente 3 milhões de m³ de rejeito. A estrutura é a montante, mesmo modelo das de Brumadinho e de Mariana.

As barragens estão entre as dez que a Vale prometeu desativar. A mineradora ainda não se manifestou sobre o caso. Elas têm a mesma classificação da barragem que se rompeu em Brumadinho: baixo risco de ocorrência de acidente, mas alto risco de dano potencial.

Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil e Polícia Militar foram acionados. Segundo moradores, as pessoas estão sendo levadas de ônibus e táxis para um centro comunitário.

No dia 8 de fevereiro, moradores de Barão de Cocais, na Região Central de Minas Gerais, e de Itatiaiuçu, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, tiveram de sair de suas casas por causa de risco de rompimento de barragens.

DESTAQUES DOS EDITORES