Publicidade
Corrupção e fraude

Prefeito que obrigou servidores a irem no show de sua noiva é preso

(Foto: Reprodução/ WhatsApp)

Demóstenes Meira (PTB), prefeito de Camaragibe, município localizado na regiãometropolitana de Recife, em Pernambuco, foi preso nesta quinta-feira (20 de junho) durante a realização de uma operação do Departamento de Repressão ao Crime Organizado. Ele, que é investigado pelos crimes de fraude em licitação, corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, já foi afastado do cargo.

A Operação Harpalo, iniciada em dezembro do ano passado, investiga o superfaturamento de contratados feitos pelo município. As investigações apontam que o rombo, apenas num contrato de R$ 1,2 milhão para a manutenção de escolas municipais, pode chegar a R$ 117 mil - ou seja, 10% do valor contratado seria para pagamentos ilegais referentesao contrato, pelo qual houve dispensa de licitação.

A prisão preventiva do político e seu afastamento cautelar do cargo foram determinados pelo desembargador Mauro Alencar, do Tribunal de Justiça de Pernambuco. Além de Meira, também foram presos dois empresários e suas esposas. As prisões, segundo a delegada Pollyane Farias, foram necessárias para interromper as ações criminosas.

Show da noiva

Em fevereiro deste ano, quando já era investigado pelo Draco, o prefeito Demóstenes Meira já havia virado notícia no país por exigir que servidores comissionados participassem de um show de sua noiva, a cantora Taty Dantas.

Na época,o político encaminhou uma mensagem aos servidores dizendo querer ver "todos os comissionados para dar força ao evento", prometendo ainda "filmar e contar" a quantidade de funcionários presentes.

O caso já foi levado ao Ministério Público de Pernambuco, que apura possíveis atos de improbidade administrativa.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES