Frio

Primeiro fim de semana de operação inverno acolhe 2.276 moradores de rua em Curitiba

(Foto: Daniel Castellano / SMCS)

A Prefeitura de Curitiba acolheu, por noite, 1.138 pessoas em situação de rua, neste sábado (15/5) e domingo (16/5), primeiro fim de semana da Ação Inverno - Curitiba que Acolhe de 2021. A busca espontânea pelo serviço foi feita por 541 pessoas que decidiram procurar os abrigos por conta própria para fazer a higiene, se alimentar e dormir protegidos.

As demais pessoas são atendidas permanentemente nas unidades de acolhimento institucional e hotéis sociais do município ou da rede parceria, onde moram até que consigam a autonomia necessária para deixar as ruas.

Prefeitura de Curitiba inicia Operação Inverno sem ter vacinado servidores da FAS contra Covid-19

O presidente da FAS, Fabiano Vilaruel, explica que como as temperaturas se mantiveram acima de 10ºC, a Fundação de Ação Social (FAS) não precisou ampliar o número de equipes para localizar e oferecer acolhimento para pessoas que estavam nas ruas.

Durante as duas noites, a FAS realizou 132 abordagens sociais a pessoas em situação de rua, com base em solicitações que chegaram à Central 156. As equipes percorrem ainda 12 roteiros para buscar pessoas que estavam desprotegidas nas ruas.

Em 21 situações, os educadores sociais estiveram no endereço indicado, mas já não havia ninguém no local.

De todos que foram abordados, 82 aceitaram acolhimento e 37 não quiseram seguir com as equipes para os abrigos, onde podem dormir em camas, tomar banho quente, receber roupas limpas e se alimentar.

Em função do estado de saúde, a FAS encaminhou quatro pessoas para unidades de pronto atendimento (UPAs). Por apresentarem sintomas de gripe, outras duas pessoas foram acolhidas em unidade de isolamento da FAS.

Depois de conversar com os educadores sociais, quatro pessoas decidiram voltar para suas famílias e outras três que já são acolhidas pelo município foram encontradas nas ruas e levadas para os abrigos.

População pode ajudar
A população também pode ajudar a proteger a população em situação de rua. A FAS orienta que quem vir uma pessoa nesta condição entre em contato por meio da Central 156 ou pelo aplicativo Curitiba 156.