Publicidade
Primeiro trimestre

Puxado pela agricultura, PIB do Paraná recua 1,61% no período

Clima prejudicou a safra de soja neste ano: queda de 15,8%
Clima prejudicou a safra de soja neste ano: queda de 15,8% (Foto: Cleverson Beje/Faep/Arquivo ANPr)

O Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná caiu 1,61% no 1º trimestre de 2019 na comparação com o mesmo período de 2018. Segundo o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), entre os três grandes setores que compõem a economia regional, a agropecuária apresentou o pior resultado (-7,26%), provocado pela redução de 15,8% na safra de verão da soja, mas houve queda em todos os índices. No comparativo com o último trimestre de 2018, a diminuição foi de 1,2%.

No mesmo sentido, ontem o Banco Central (BC) voltou a reduzir a estimativa do crescimento do PIB brasileiro. É o que mostra o boletim Focus, resultado de pesquisa semanal a instituições financeiras, feita pelo Banco Central e divulgada às segundas-feiras, em Brasília. A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) desta vez foi reduzida de 0,93% para 0,87%. Essa foi a 17ª redução consecutiva.

O pesquisador Julio Suzuki Júnior, diretor do Centro de Pesquisa do Ipardes, explica que o resultado paranaense leva em conta fatores que escapam do controle dos agentes públicos locais, como problemas climáticos e retomada lenta dos investimentos em nível federal. “A estiagem deste ano levou a dois fatores preponderantes para este resultado: queda na produção agrícola da soja, principal item do PIB agropecuário, e baixa produção de energia, com níveis fracos nos reservatórios”, afirmou.

Apesar das quedas, o economista do Ipardes indica que há tendências positivas para os próximos meses em função da retomada do emprego no Paraná.

DESTAQUES DOS EDITORES