Covid-19

Quatro integrantes da delegação do Athletico ficam em quarentena no Uruguai

Jogadores do Athletico no aeroporto
Jogadores do Athletico no aeroporto (Foto: Divulgação/Athletico.com.br/Fabio Wosniak)

Quatro integrantes da delegação do Athletico Paranaense terão que cumprir uma quarentena de sete dias no Uruguai. Eles testaram positivo para Covid-19 antes do jogo contra o Peñarol, na terça-feira (dia 20), e ficaram de fora da partida, em Montevidéu. São dois jogadores (o zagueiro Lucas Halter e o centroavante Walter), um médico e um funcionário.

Pelo protocolo de segurança do governo uruguaio, os quatro terão que cumprir uma quarenta obrigatória de pelo menos sete dias. Dessa forma, eles não poderão participar das partidas contra o Grêmio (domingo às 18h15, pelo Brasileirão) e contra o Flamengo (quarta-feira às 21h30, pela Copa do Brasil). Os dois jogos serão na Arena da Baixada.

Os demais integrantes da deleção do Athletico já retornaram para Curitiba na manhã dessa quarta-feira (dia 21). Nesta sexta-feira às 12 horas, a Conmebol sorteio os confrontos das oitavas de final da Libertadores. Por ter terminado em segundo lugar do Grupo C, o time paranaense vai enfrentar uma equipe que terminar na primeira posição de um dos grupos.

Os confrontos das oitavas de final serão entre 24 de novembro e 3 de dezembro.

WALTER
Nas redes sociais, Walter contou que já testou positivo para Covid-19 por três vezes. “Fala, gente. Falar pra vocês... Quem fez o teste e caiu três vezes nesse teste que a gente faz do Covid, a gente pede música também no Fantástico?”, declarou. No final de setembro, ele foi diagnosticado com Covid-19 e ficou em tratamento por duas semanas.