Turismo Metropolitano

Que tal um passeio ‘bate-volta’? Não falta opção perto de Curitiba

Caminho do Vinho, em São José dos Pinhais
Caminho do Vinho, em São José dos Pinhais (Foto: Franklin de Freitas)

Aproveitar o dia com a família, com direito a um banquete diverso e comidas típicas (da Polônia, da Alemanha, do próprio Paraná). Depois ou antes da refeição, caminhar por entre parreirais ou morangueiras e colher uvas ou morangos direto da planta, descansar numa rede e ainda fazer trilha, jogar mini golf, passear a cavalo ou andar de trenzinho. E para fazer tudo isso (e muito mais), nem é preciso ir para muito longe de capital paranaense.

Na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), as opções para se fazer um “bate-volta” num final de semana são muitas. Há cidades históricas, Mata Atlântica, colônia de imigrantes, parque aquático e, é claro, o já tradicionalíssimo turismo enológico.

Por conta da pandemia, contudo, algumas das atrações estão temporariamente fechadas. Por isso, a reportagem focou nos estabelecimentos/espaços que estão atendendo neste momento. Na tabela que acompanha o texto, por outro lado, são apresentadas ainda outras atrações que devem vir a ser reabertas em breve, como a Cave Colinas de Pedra, em Piraquara, e a Estância Ouro Fino, em Campo Largo.

Vinho, minigolfe, trenzinho e morango direto do pé
Localizado em São José dos Pinhais, o Caminho do Vinho reúne vários estabelecimentos, sendo uma das atrações turísticas da RMC mais consolidadas. E as opções de lazer vão muito além das vinícolas, como se verá.

Ao custo de R$ 12, por exemplo, é possível embarcar no Trenzinho do Caminho do Vinho, que passa por 40 estabelecimentos localizados na região. O ponto inicial fica no Recanto Inspiração, mas em 20 dos lugares por onde o trenzinho passa há pontos de embarque e desembarque, sendo possível comprar também passagem nesses locais. Durante a pandemia, a atração está funcionando com limitação de pessoas, sendo higienizada a cada vez que chega no ponto de partida. O uso de máscara também é obrigatório.

No Caminho do Vinho também está localizada a única pista oficial de minigolfe do Paraná, no espaço Aria Verde. Conforme o proprietário do espaço, Marcos Hamm, a ideia de investir no local surgiu por se tratar de um ambiente familiar, o que tornava o empreendimento ainda mais atrativo. O valor da atração varia de R$ 15 a R$ 20 por pessoa, dependendo da quantidade de jogadores.

Outra opção, que coloca o cliente em contato direto com a natureza, é o Só Morangos Colha e Pague, que conta com uma estufa cheia da fruta, que pode ser colhida direto do pé. E o melhor: não se trata de qualquer morando, mas sim de um cultivo especial, conforme explica Giovana Berger, filha do dono da estufa e uma das funcionárias do empreendimento familiar.

“A maioria das pessoas aqui de São José dos Pinhais plantam uma cultivar mais ácida, mais azedinha. A nossa cultivar é menos produtiva, mas tem um sabor melhor do morango”.

Para participar da experiência, é cobrado R$ 20 pelo quilo de morango, sendo cada adulto precisa colher, no mínimo, 600 gramas – por volta de R$ 12. Por conta do novo coronavírus, é obrigatório o uso de máscara – até para tirar foto –, estando proibida a degustação dentro da estufa.

Colônia e culinária alemã, mais belezas naturais
Em Palmeira, município localizado na região dos Campos Gerais, a cerca de 80 quilômetros de Curitiba (menos de uma hora de viagem), fica a Colônia Witmarsum. Com aproximadamente 1,5 mil habitantes, o local, colonizado por alemães, traz uma paisagem pitoresca, rural e tranquila, sendo a colônia conhecida pela gastronomia tipicamente alemã, com destaque para os queijos produzidos localmente. Por conta da pandemia de coronavírus, contudo, alguns estabelecimentos que funcionam por ali estão com horários diferentes do habitual, snedo importante entrar em contato para confirmar o funcionamento.

Perto dali ainda fica a Cachoeira do Panelão, uma propriedade rural quase em frente ao treveo da Colônia Witmarsum que se destaca pela beleza de recanto natural. Trata-se de uma ótima opção par adias mais quentes, mas as visitas são limitadas aos finais de semana e ainda é necessário verificar se o local está aberto, uma vez que o funcionamento pode variar conforme as condições climáticas e o volume do rio que passa pelo local, que conta ainda com queda de água e um poço natural. Durante a pandemia, as vistias estão sendo realizadas apenas com reservas antecipadas e o valor da entrada é de R$ 69,90 por pessoa, já inclusas as atrações e o almoço, servido em local aberto.

A verdadeira cozinha japonesa e polonesa
Outra parada interessante é Campo Magro, onde está localizado o Nova Polska Restaurante e Lazer. Como o nome indica, trata-se de um restaurante polonês, com pratos típicos como pierogue, kluski, sopa de beterraba e repolho azedo com costelinha de porco. Outras atrações são passeio de carroça, trenzinho, chalana, pesca esportiva, trilhas e pedalinho.

O estabelecimento também está adotando medidas de prevenção à Covid-19, sendo obrigatório o uso de máscaras. A entrada custa R$ 35 por pessoa (a partir dos 4 anos de idade), sendo que o valor inclui todas as atrações do espaço, mas não as porções, bebidas e sobremesas.

Já em Balsa Nova, o destaque é a Chácara Maruka, fundado em 1960 por Masato Oda e que há duas décadas oferece uma das melhores comidas japonesas da RMC. O local, contudo, está longe de ser um restaurante comum. Na chácara, por exemplo, fica uma fábrica de conservas. Em julho e agosto, o destaque fica para os pés de cerejeira, que após florescerem dão um toque ainda mais especial para o lugar. Por conta da pandemia, entretanto, o local só está atendendo por indicação ou antigos clientes.

As opções perto de Curitiba

Caminho do Vinho

Município: São José dos Pinhais
Atrações: São mais de 40 estabelecimentos no local, com vinícolas, restaurantes, campo de minigolfe, estufa para colher morangos, trenzinho e muito mais.
Site: http://www.caminhodovinho.tur.br/

Chácara Maruka
Município: Balsa Nova
Atrações: Trata-se de um dos melhores restaurantes de comida japonesa, com destaque para o gengiskan (carne). Também se destaca por sua beleza natural e oferece karaokê, além de ser possível colher uva direto da parreira, dependendo da época do ano.
Site: https://www.facebook.com/41.92774197.whatsApp/

Colônia Witmarsum
Município: Palmeira
Atrações: Com 1,5 mil habitantes, a colônia tem como ponto forte a gastronomia tipicamente alemã, com confeitaria, café colonial, cervejaria, choperia, artesanato, restaurantes e pousadas.
Site: https://www.facebook.com/turismocoloniawitmarsum/

Cachoeira do Panelão
Município: Palmeira
Atrações: Destaca-se pela beleza natural, com queda de água e poço natural. Uma ótima opção para dias de calor e para um passeio com a família.
Site: https://www.facebook.com/fazenda.vojoanin/

Nova Polska Restaurante e Lazer
Município: Campo Magro
Atrações: Restaurante polônes, com pratos tradicionais como pierogue, sopa de beterraba e repolho azedo com costelinha de porco. Também conta com passeio de carroça, trenzinho chalana, pesca esportiva, trilhas, pedalinho, etc..
Site: http://novapolska.com.br/

Cave Colinas de Pedra
Município: Piraquara
Atrações: Fica em um túnel ferroviário desativado que hoje serve como local para maturação de espumantes. A propriedade ainda conta com estação ferroviária, transformada em restaurante, um vagão de trem restaurado e várias opções de trilha.
Site: http://www.cavecolinasdepedra.com.br/

Parque Ecológico Ouro Fino
Município: Campo Largo
Atrações: Possui várias trilhas e, ao longo de seus 600 mil m², também é habitado por espécies raras de animais e plantas. O principal atrativo é a Estância Hidromineral, aberta ao público e que conta com piscina mineral gelada e cristalina.
Site: www.aguasourofino.com.br/estancia-ouro-fino

Araucária Acqua Park
Município: Araucária
Atrações: Construído em uma área de 240 mil m², o complexo aquático possui piscina de andas, toboágua radical com pista circular, kamikase com queda de 20 metros de altura, piscina temática da baleia com playground aquático e muito mais.
Site: https://araucariapark.com.br/