Publicidade
Defesa do isolamento

'Quem determina o que abre e fecha é o Poder Público', diz nota do governo do PR, sobre abertura de comércio

(Foto: Franklin de Freitas)

O Governo do Paraná, em conjunto com a Associação dos Municípios do Paraná, publicou uma nota na manhã desta sexta (10) agradecendo as associações comerciais que têm colaborado no enfrentamento da pandemia, mas registrou que "quem determina o que abre e fecha é o Poder Público, numa ação conjunta entre Estado e municípios, respeitando as leis federais". Um claro recado à Associação Comercial do Paraná (ACP) que "convidou' o comércio a reabrir as portas em horário reduzido já na próxima segunda (13), ignorando o aumento de casos de covid-19 no Estado. "A prioridade no Paraná é a manutenção do isolamento social, como forma de evitar a propagação do novo coronavírus e proteger o maior número possível de pessoas da Covid-19", diz a nota.

"O governo estadual está permanentemente aberto ao diálogo com as entidades representativas da sociedade civil organizada. Contudo, reforça que seguirá respeitando as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e demais autoridades sanitárias federais, estaduais e municipais", afirma a nota.

O 'convite' da ACP ao comerciantes já foi criticado pela Prefeitura de Curitiba e e pelo Ministério Público do Paraná, que expediu recomendação para que associação suspenda o convite para reabertura do comércio. O governador Carlos Massa, Ratinho Jr, inclusive, fez declarações duras na última quinta (9): "A aglomeração tem que ser evitada. Transporte público, nós não podemos ter ônibus lotados. Isso é uma maneira que acaba propagando essa infestação do vírus de forma muito rápida. Então se tiver ônibus muito cheio, não entre, espere outro ou mude seu cronograma de sair de casa.Essas são as recomendações básicas que nós temos que tomar, se não o Estado, em algum momento vai ter que fazer daí sim uma quarentena pesada que é o que nós queremos evitar se a população colaborar".

Isolamento em queda

O último boletim do coronavírus divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) nesta quinta-feira (9) registra 71 novos casos e sete óbitos. O Paraná soma atualmente 24 óbitos. Mesmo com a doença em alta e os apelos das autoridades, os paranaenses tem ‘relaxado’ cada vez mais no isolamento social. Dados do Índice de Isolamento Social, criado pela empresa In Loco para medir por meio de dados de localização do celular, revelam que apenas 45,5% dos moradores do Paraná estão cumprindo a `quarentena', segundo dados da última quarta-feira (8). A adesão ao isolamento vem caindo a cada levantamento e o Paraná já é o estado do Sul, Sudeste e Nordeste com menor índice de isolamento. O Estado, na verdade, é o sétimo com menor índice de isolamento, perdendo para Acre (45,04%), Mato Grosso (45,03%), Roraima (42,68%), Rondônia (42,58%), Tocantins (41,29%) e Mato Grosso do Sul (40,36%).

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES