Mercado da bola

Ricardo Gomes volta ao futebol após 2 anos como diretor executivo do Athletico

Após dois anos sabáticos, Ricardo Gomes está de volta ao futebol. Ex-manager do Bordeaux, em 2019, o carioca de 57 anos aceitou o convite do Athletico-PR para assumir a função de diretor executivo de futebol do clube.

O ex-zagueiro e treinador já teve experiência com trabalho diretivo no Vasco, em 2012, e no Santos, em 2018, e assume o campeão da Copa Sul-Americana para auxiliar Paulo Autuori, diretor-técnico dos paranaenses.

O carioca passou os últimos dois dias em Curitiba conhecendo o CT do Caju, a Arena da Baixada e ouvindo os planos dos dirigentes antes de fechar o acordo. Satisfeito com o que ouviu e viu, ele festejou o acordo.

"Chego com muito entusiasmo para realizar este trabalho aqui no Athletico Paranaense", afirmou Ricardo Gomes. "O futebol hoje em dia tem outra dimensão. Mudou-se a estrutura, a forma como você dirige um clube de futebol. Chegamos a um outro nível de exigência. E vejo o Athletico muito bem colocado nesse processo. A ideia é continuar o bom trabalho que vem sendo realizado aqui no clube. Colaborar para que consigamos marcas ainda maiores."

No novo cargo, Ricardo Gomes terá atividades que envolvem relacionamento direto com o elenco, o corpo diretivo e com a presidência do clube. Tudo em conjunto com Paulo Autuori, em sua visão um profissional completo.

"Será um prazer cooperar com um grande clube, trabalhar ao lado de profissionais como o Paulo Autuori também é gratificante. Ele é completo", enfatizou. "O futuro está aberto para que os sonhos sejam realizados. O presidente Mario Celso Petraglia me contou sobre os planos do clube. E eles são muito interessantes. Nesses dois dias que fiquei aqui em Curitiba, pude conhecer melhor o CAT e a Arena. Conhecer melhor como funcionam os processos no clube. E você nota que é uma estrutura ímpar no futebol brasileiro."

Ricardo Gomes mandou uma mensagem otimista aos torcedores, prometendo bastante dedicação e luta por mais conquistas do Athletico-PR. "O torcedor pode esperar de mim muito trabalho, dedicação e entusiasmo em cada dia de trabalho aqui no clube", prometeu. "E de forma coletiva, quero cooperar para o clube conseguir os resultados. Temos metas bem importantes aqui, das quais o clube não abre mão. É um clube que pensa sempre à frente e que tem metas ambiciosas. Os quatro ventos explicam isso. Mostram que, se você não tiver ambição, você não serve para fazer parte aqui da casa", finalizou.