Publicidade
Brasileirão

Técnico do Athletico elogia jogadores, cutuca o São Paulo e cita 'deuses do futebol'

Tiago Nunes
Tiago Nunes (Foto: Valquir Aureliano)

O técnico do Athletico Paranaense, Tiago Nunes, elogiou o desempenho da sua equipe na partida dessa quarta-feira (dia 21), derrota para o São Paulo, por 1 a 0, na Arena da Baixada. Durante a entrevista coletiva pós-jogo, ele também cutucou o comportamento da equipe paulista na partida.

“A gente fez uma partida muito competitiva. Buscamos o gol desde o início. Elogiei nossa equipe dentro de vestiário agora. Tem coisas que só os deuses do futebol explicam. Fizemos tudo que era possível para vencer, dentro da regra do jogo. O São Paulo só teve duas situações de gol em todo jogo. Fiquei muito feliz pela postura do nosso time. Conseguiu se transformar em clube grande, respeitado. O São Paulo terminou com quatro laterais, mais volantes, todo dentro da área e pedindo pelo amor de Deus para acabar o jogo”, disse. “O adversário defendeu bem. Tivemos entrega e busca constante pelo gol”, completou.

Em outro momento da entrevista, Tiago lamentou o 'cai-cai' promovido pelo São Paulo na partida na Arena. “Um time dessa grandeza tendo que fazer os jogadores se atirar em campo para parar o jogo o tempo todo”, criticou.

O técnico também explicou a formação diferente no início do jogo, com Marco Ruben no banco e Marcelo Cirino como centroavante. “A ideia era criar um cenário diferente, com o Cirino por dentro. O São Paulo marca por encaixe individual. A ideia era gerar mais espaço na linha. O Marco Ruben foi por causa dessa sequência de dois jogos, que acabou desgastando bastante. Ele tem um problema crônico no tornozelo, que incomoda bastante”, declarou. “Mudamos com as caracaterísticas dos jogadores, sem mudar o sistema que a gente já tem”, afirmou.

O desempenho foi positivo, segundo Tiago Nunes. “Fique mais satisfeito hoje do que contra o Atlético-MG. O time foi mais consistente. Ganhamos mais duelos. O São Paulo dificilmente saiu jogando hoje”, disse.

Em relação ao jejum de gols de Marco Ruben, que não marca há 11 partidas, Tiago Nunes defendeu o argentino. “Ele é o mesmo Marco Ruben de quando iniciou a temporada. Ele é um finalizador, jogador do último toque. Quase fez um gol histórico hoje. Foi uma questão dos deuses do futebol que a bola não entrou”, comentou.

Perguntado se o Athletico precisa se reinventar para reagir na temporada, Tiago Nunes respondeu. “Vencemos as maiores da América aqui dentro. Numa temporada tão longa, vai empatar, perder e ter rendimento não tão bom”, destacou.

ESTATÍSTICAS
Nos 90 minutos do jogo dessa quarta-feira, o Athletico somou 14 finalizações (3 certas) e somou seis escanteios. O São Paulo teve 5 arremates (2 certos) e um escanteio. Os dados são do clube paranaense.

CALENDÁRIO
O Athletico volta a jogar no sábado às 17h, contra o Grêmio, em Porto Alegre, pela 16ª rodada do Brasileirão.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES