Publicidade
Crise

Técnico do Paraná lamenta saída de Marcos e evita 'caso Maicosuel'

Dado Cavalcanti
Dado Cavalcanti (Foto: Valquir Aureliano)

O técnico do Paraná Clube, Dado Cavalcanti, falou nessa terça-feira (dia 19) sobre a polêmica que estorou na noite de segunda-feira (18), quando o diretor de futebol do clube, o ex-goleiro Marcos, comunicou sua saída do clube e fez um desabafo em redes sociais. Clique aqui para ler as declarações de Marcos sobre a crise interna no clube. 

Nessa terça-feira, Dado lamentou a saída do diretor. “Lamentável. É uma pena. Na verdade eu fui surpreendido pela saída dele, porque não tive conversa com ele até a saída. Ele foi um dos caras responsáveis pela minha vinda para cá. É um amigo, nossas famílias se conhecem, convivem. Recebo com tristeza a saída”, afirmou o técnico.

Na nota de despedida, Marcos da renovação de contrato de um jogador de 2018 para 2019. O diretor era contrário, mas não foi ouvido. A rádio Transamérica informou que o jogador em questão é o meia Maicosuel e que houve uma ríspida discussão entre o atleta e Marcos.

Dado evitou falar sobre a questão de Maicosuel. “Maicosuel hoje está no departamento médico. Então, essa ação, essa condição está presa ao departamento médico. Só após (sair do DM) que vamos visualizar”, disse.

O técnico também evitou comentar sobre as demais declarações de Marcos. “Comentar o que ele escreveu é um pouquinho difícil, porque você traz interpretações. Ele não se expôs em colocar alguns nomes, mas colocou a coisa no ar. O mais importante, já que ele se colocou à disposição de responder à imprensa, é perguntar ao próprio Marcão. Seria bacana ouvir o que ele tem a falar”, respondeu Dado.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES