Publicidade
VELHOSTEMPOS

Usa-se branco, bege e balonè no verão

Um verão coberto de volumes e cores claras 
Usa-se branco, bege  e balonè no verão
Joga um balonè – Amei esse look! Tem conforto, design e liberdade. Digno para sair e bater pernas pelas ruas da cidade, numa escaldante tarde de verão. (Foto: Ana Clara Garmendia)

Quando pequena, lembro de escutar regras claras para o vestir. No calor, era temporada de roupa branca. Quando frio, deveríamos colocar as escuras. Com o tempo, essas determinações, como não usar calça branca em dia de chuva ou vestidos muito decotados em compromissos de trabalho, foram caindo por terra. O proibido proibir foi maravilhoso para acabar com a repressão de ideias ligada diretamente aos hábitos de vestir. Foi na década de 70 que as coisas começaram a se separar. O fino começou a ser chato, careta e pretensioso e com essa condenação das regras acabamos perdendo muito para a nossa comodidade nas vestimentas, justamente porque elas representavam uma ligação repressiva às ideias. Então, quebrou-se tudo para contrariar o sistema. E era necessário.
Com o tempo, o preto passou a ser usado no inverno e no verão, o branco idem, as minissaias invadiram os escritórios e os terninhos ficaram no armário de quem queria ser liberal. Hoje, no entanto, a batida é outra. Algumas barreiras foram ultrapassadas e o tempo agora é outro. Continuamos impondo nossas vontades e necessidades, mas as roupas que usamos não podem (ou não deveriam) mais ser inapropriadas no sentido do conforto para o nosso dia a dia. Um vestido ou uma calça clara e soltinha é muito mais agradável de usar no calor do que uma legging ou saia curta. Sabemos que ter que controlar o tempo todo para não deixar “vazar” a imagem das nossas calcinhas passa longe de ser um vestir libertário no seu exercício. Na verdade, é uma prisão. Não pode ter nada menos confortável do que andar embalada à vácuo. É liberal mostrar as formas? É, mas não tem conforto. E a gente cansou! A gente quer novidade. Soltar o lindo corpitcho dentro de uma alfaiataria legal, por exemplo. E é isso que eu vejo as pessoas usando nas ruas e chamo de elegância streetwear. Uma calça balão creme para usar com chinelinho, uma bermuda cáqui larguinha para jogar com um pulôver de meia estação ou uma pantalona bem 70 com polo.  Vai nessa que é para valer. Semana que vem tem mais dissertação sobre moda e comportamento aqui. Bisous! 

DESTAQUES DOS EDITORES