Companheiro gay de padre católico ganhará pensão, decide Justiça

"Pedro" e o padre mantiveram relacionamento em segredo por quase 30 anos

08/05/12 às 19:11   |  Redação Bem Paraná com G1

O companheiro gay de um padre falecido em 2009 receberá pensão do Instituto de Seguro Social, determinou a Justiça colombiana. Segundo o jornal “El Universal”, esta é a primeira vez no país que se concede uma pensão ao companheiro gay de um sacerdote.

O casal manteve relacionamento escondido por 28 anos, como comprovou “Pedro”, cuja identidade não foi revelada por ordem judicial. 

O ISS usava o voto de castidade como argumento para não pagar o valor exigido por Pedro. O padre permaneceu ligado à igreja católica até sua morte.

A Justiça, porém, decidiu que, como a Colômbia é um Estado laico, nenhuma instituição do sistema de seguro social pode presumir fatos de natureza religiosa ou de índole similar para negar esses direitos.

Publicidade
0 Comentário