Áreas paranaenses são incluídas em Lista de Zonas Úmidas

11/10/17 às 00:00 Ceres Battistelli | cerestb@gmail.com
(foto: Hudson Garcia/IAP)

A Área de Proteção Ambiental (APA) de Guaratuba, no litoral paranaense, e o Parque Nacional de Ilha Grande, entre os estados do Paraná e Mato Grosso do Sul, são as primeiras do Estado a serem incluídas na Lista de Zonas Úmidas de Importância Internacional. As áreas também receberam o nome de “Sítio Ramsar”. A classificação é usada como principal instrumento para proteger áreas úmidas e habitats aquáticos importantes para a conservação de diversas espécies, principalmente aves migratórias.


Videocamp lança 8ª edição do Tela Verde
Já estão disponíveis na plataforma Videocamp oelo site http://www.videocamp.com, do Instituto Alana, os vídeos do 8º Circuito Tela Verde do Ministério do Meio Ambiente (MMA). São 13 vídeos que abordam temáticas como resíduos sólidos, unidades de conservação, saneamento básico, entre outros.

A plataforma é uma alternativa de distribuição que facilita o acesso a produções audiovisuais. Para assistir, basta preencher um cadastro no site. Uma vez cadastrado, o usuário terá acesso ao conteúdo da plataforma e poderá organizar mostras em todo o território nacional e em alguns lugares do exterior. Além dos filmes, o site oferece um “guia prático para conduzir discussões” e outras orientações aos interessados.


1° Seminário Paranaense de Logística Reversa tem apoio do InPAR
Como está a implementação da logística reversa nas empresas paranaenses e quais os principais desafios e oportunidades? Estas serão algumas das questões aboradadas no 1° Seminário Paranaense de Logística Reversa, que acontece hoje, em Curitiba. O evento é reaalizado pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), com o apoio do Instituto Paranaense de Reciclagem (InPAR). O InPAR trará as experiências em logística reversa de embalagens pós-consumo, juntamente com o Instituto de Logística Reversa (ILOG).


Jatos híbridos-elétricos
Uma startup norte-americana baseada em Seattle, apoiada pela Boeing e JetBlue Airways, está preparada para lançar um avião a jato de passageiros com um motor híbrido nos próximos cinco anos. A Zunum Aero anunciou planos para jatos que serão alimentados por dois motores elétricos e pacotes de baterias integradas nas asas, além de um motor à combustível suplementar. A ideia é que os modelos futuros sejam 100% elétricos, voando exclusivamente com a energia da bateria.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop