Em cada oito eleitores no Paraná, um está filiado a algum partido

PMDB, PP e PSDB concentram mais de 37% dos eleitores filiados a siglas

21/01/18 às 22:00 - Atualizado às 12:01 Ivan Santos

Mesmo com a crise política motivada pelos sucessivos escândalos de corrupção, o Paraná fechou 2017 com um em cada oito eleitores filiado a algum partido. De acordo com dados oficiais do Tribunal Superior Eleitoral, dos 7,9 milhões de eleitores paranaenses, 1.041.667 estavam filiados a partidos até dezembro do ano passado. PMDB, PP e PSDB lideram o ranking de partidos com maior número de filiados no Estado. Juntas, as três legendas respondem por mais de 37% dos eleitores registrados oficialmente como filiados a partidos no Paraná.

O PMDB do senador Roberto Requião é a sigla com maior número de filiados: 118.268, ou 18% do total. O PP da vice-governadora e pré-candidata ao governo, Cida Borghetti, vem em seguida, com 112.607 filiados, ou 10,8%. O terceiro da lista é o PSDB do governador Beto Richa, com 88.233 eleitores alistados no partido, ou 8,47% do total.

Em relação a 2016, houve uma pequena queda no número de eleitores filiados a partidos no Estado em 2017. Em dezembro de 2016, eram 1.042.096 alistados em alguma sigla no Paraná, ou 429 a mais do que no último mês do ano passado.

Duramente atingido pela operação Lava Jato, o PT foi a segunda legenda que mais perdeu filiados no Estado no ano passado. Foram 554 a menos, atrás apenas do PDT do ex-senador e pré-candidato ao governo, Osmar Dias, que fechou 2017 com 576 filiados a menos. O PMDB de Requião vem em seguida, com 454 filiados a menos, seguido do Partido da República (PR), que perdeu 432 membros.

Na contramão desse “encolhimento, o PSD do deputado estadual e também pré-candidato ao governo, Ratinho Júnior, cresceu, fechando o ano com 746 filiados a mais em relação a 2016. O segundo maior crescimento foi do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), que angariou 742 filiados a mais do que no ano anterior. O PSB, que recebeu quatro deputados saídos do PMDB de Requião, vem em seguida, com 616 filiados a mais do que tinha em 2016. Já o PSDB do governador Beto Richa teve um pequeno saldo positivo de 81 filiados a mais.

Nova esquerda – No plano nacional, o PSOL foi a sigla que mais “lucrou” com a crise dos grandes partidos. Surgido de uma dissidência do PT, a legenda de esquerda foi o partido que mais ganhou filiados em 2017 em todo o País, fechando o ano com 24 mil novos filiados. Já o PMDB do presidente Michel Temer foi o que mais encolheu. A sigla teve uma fuga de 4.528 integrantes. Já o PT perdeu 82 membros em relação ao ano anterior. O PSDB do governador de São Paulo e pré-candidato à presidência da República, Geraldo Alckmin, perdeu 10 mil integrantes.

Militância
O número de filiados por partido no Paraná até dezembro de 2017

Partido

%

PMDB

188.268

18,074%

PP

112.607

10,81%

PSDB

88.233

8,47%

PT

77.588

7,448%

PDT

76.122

7,308%

DEM

71.768

6,89%

PTB

69.119

6,635%

PR

49.793

4,78%

PSC

45.624

4,38%

PPS

33.220

3,189%

PSB

32.467

3,117%

PV

28.711

2,756%

PSD

23.905

2,295%

PSL

17.188

1,65%

PRB

13.430

1,289%

PRP

13.048

1,253%

PHS

12.648

1,214%

PMN

10.720

1,029%

PODE

10.646

1,022%

PTC

9.206

0,884%

PSDC

9.074

0,871%

SD

8.439

0,81%

PRTB

7.484

0,718%

PC do B

7.184

0,69%

AVANTE

5.864

0,563%

PROS

5.302

0,509%

PEN

4.359

0,418%

PPL

2.836

0,272%

PMB

2.395

0,23%

PSOL

2.019

0,194%

NOVO

886

0,085%

PCB

570

0,055%

PSTU

207

0,02%

PCO

10

0,001%

REDE

727

0,07%

TOTAL

1.041.667

 

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral

 

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop