Canziani deve ser indicado como ministro depois do carnaval

8 fevereiro, 2018 às 20:16  |  por Josianne Ritz
Henrique Lhamas/Divulgação

Henrique Lhamas/Divulgação

A indicação do deputado paranaense Alex Canziani (PTB) para o Ministério do Trabalho voltou a ganhar força em Brasília. Segundo informações publicadas pelo site Poder360,  o PTB deve anunciar o paranaense depois do Carnaval.

Em entrevista ao site, o presidente do PTB, Roberto Jefferson, disse que se sua filha, a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), for impedida de tomar posse pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a vaga será de Canziani.

Nos corredores do Palácio do Planalto,  no entanto, a informação, é Cristiane já é carta fora do baralho, com ou sem decisão do STF,  por causa do desgaste que a nomeação dela já causou ao governo Temer. É aguardar para ver.

1 Comentários

2 ideias sobre “Canziani deve ser indicado como ministro depois do carnaval

  1. Alex Canziani

    Oi Josianne, sobre esta especulação em torno do nosso nome para assumir o Ministério do Trabalho, comunico que nunca houve o convite e, após conversar com colegas deputados, prefeitos, vereadores, lideranças da minha base, minha família e outras pessoas, se o mesmo ocorresse eu não aceitaria. Embora seja um orgulho pessoal e uma honra ser Ministro de Estado do meu País, não seria correto, com o governo e com o povo, tomar uma posição neste sentido, uma vez que sou pré-candidato nas próximas eleições e não teria cabimento assumir para sair em pouco mais de 40 dias. Creio que temos outras pessoas em condições para isso, inclusive ficando até dezembro, quando se encarra o mandato do atual Governo.”

  2. Alex Canziani

    Oi Josianne, sobre esta especulação em torno do nosso nome para assumir o Ministério do Trabalho, comunico que nunca houve o convite e, após conversar com colegas deputados, prefeitos, vereadores, lideranças da minha base, minha família e outras pessoas, se o mesmo ocorresse eu não aceitaria. Embora seja um orgulho pessoal e uma honra ser Ministro de Estado do meu País, não seria correto, com o governo e com o povo, tomar uma posição neste sentido, uma vez que sou pré-candidato nas próximas eleições e não teria cabimento assumir para sair em pouco mais de 40 dias. Creio que temos outras pessoas em condições para isso, inclusive ficando até dezembro, quando se encerra o mandato do atual Governo.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>