• É sábado

    Dia do Rock para crianças: Festival Crossroads contará com shows exclusivos para o público infantil

    Dia do Rock para crianças: Festival Crossroads contará com shows exclusivos para o público infantil
    (Foto: Divulgação)

     Um dos maiores festivais de rock do Sul do Brasil, o “Festival Crossroads – Dia Mundial do Rock”, ocorre neste sábado (13), na Usina 5, em Curitiba. Serão 44 atrações musicais, divididas em cinco palcos, que resultarão em 18 horas com o bom e velho rock n’roll e suas possíveis variações, envolvendo nomes como Dead Fish Matanza INC, Motorocker, Macumbazilla, entre outros.

    Como o rock influencia diferentes gerações, a edição de 2019 contará com atrações exclusivas para o público infantil, com direito a performances lúdicas e momentos marcantes da história do gênero musical. “Todos nós sabemos como o rock n’roll tem a força de unir as mais variadas gerações, influenciando pais, filhos, avós, netos e assim por diante. Para este ano, preparamos algumas atrações que irão despertar ainda mais a paixão pelo estilo musical, que ocorrerão no Palco Dia Mundial do Rock, posicionado em um amplo gramado, ideal para a diversão dos pequenos”, comenta Alessandro Reis, idealizador do Festival Crossroads.

    Uma das atrações é a da banda Rockids, que se apresenta no Palco Dia Mundial do Rock, às 11h40. O grupo, formado por Bárbara Carneiro Bianeck (vocal), Livia Calil (guitarra), Priscila Graciano (bateria) e Ana Paula Purkott (baixo), aposta em um repertório com canções clássicas, que foram estruturadas e adaptadas para o universo lúdico da criança.

    Já às 13h20, é a vez do Rockinho, projeto que tem o objetivo de promover uma experiência musical que conta um pouco sobre a história do rock n’roll, desde a década de 50 até as mais atuais, passando por inúmeras canções e ícones que marcaram cada período, como Elvis Presley, The Beatles, PinkFloyd, Nirvana, entre outros. A performance ainda contará com informações e curiosidades sobre alguns instrumentos musicais e figurinos especiais.

    Além dos shows especiais, o Festival Crossroads também terá um Espaço Kids, desenvolvido em parceria com o Kinder Park, referência no entretenimento infantil na capital paranaense. Dessa forma, os pais poderão conferir seus shows prediletos, enquanto os filhos se divertem com segurança e a supervisão de recreadores.

    O espaço contará com camas elásticas, brinquedos infláveis, piscinas de bolinhas, entre outros. O valor será de R$20 por 30 minutos (conferir valores promocionais diretamente no evento).

    Os ingressos para o “Festival Crossroads - Dia Mundial do Rock” estão disponíveis com valores a partir de R$80 (meia-entrada no segundo lote) e podem ser adquiridos de forma online pelo site Eventim, bem como presencialmente no Bar Crossroads (Av. Iguaçu, 2304 - Curitiba), no We Are Bastards Pub (Av. Iguaçu, 2300 – Curitiba), na loja Let’s Rock (Praça Tiradentes, 106 - Loja 3 e 4 - Centro) e na loja Dr. Rock (Shopping Metropolitan - Loja 04, Praça Rui Barbosa, 765 - Centro). Acompanhe as redes sociais oficiais do evento, pelo Facebook @festivalcrossroadsdiamundialdorock e Instagram @festivalcrossroads

    O “Festival Crossroads – Dia Mundial do Rock” conta com o patrocínio da Budweiser, Jack Daniel’s, Tanqueray e Ketel One Vodka, com o apoio da Coca-Cola, e com a realização do Bar Crossroads, que também comemora 22 anos como uma das principais referências do rock n’roll no Paraná, assim como da Planeta Brasil Entretenimento, empresa paranaense referência nacional, que atua no segmento cultural e de entretenimento desde 1986.

    Confira a programação completa do line-up nas redes sociais oficiais: Instagram @festivalcrossroads / Facebook @festivalcrossroadsDiaMundialdoRock

    **Os ingressos já estão disponíveis a partir do preço promocional de R$80. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio, válidos até o termino do lote. Informamos em cumprimento ao Art. 6º da lei 8.078/90, que conforme a venda de ingressos for ocorrendo, novos lotes poderão ser colocados à venda, com outros valores, sem necessidade de aviso prévio. Verifique a disponibilidade de ingresso solidário nas redes oficiais. É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei para acesso ao evento. Entrada de menores de 16 anos acompanhados dos pais ou responsáveis legais. Classificação 18 anos. Os ingressos estão disponíveis pela Eventim (www.eventim.com.br), na Amplitur (Rua Padre Leonardo, 440, Portão), na Usina 5 (R. Orestes Camilli, 186, Prado Velho), no Bar Crossroads (Av, Iguaçu, 2304 – Água Verde), no We Are Bastards Pub (Av. Iguaçu, 2300 – Curitiba), na loja Let’s Rock (Praça Tiradentes, 106 - Loja 3 e 4 - Centro) e na loja Dr. Rock (Shopping Metropolitan - Loja 04, Praça Rui Barbosa, 765 - Centro). Venda de ingressos também em pontos nas cidades de Londrina, Florianópolis, Porto Alegre, São Paulo, entre outras. Mais informações pelo email atendimento@eventim.com.br

    Serviço:
    Festival Crossroads – Dia Mundial do Rock
    Data: 13 de julho de 2019 (sábado)
    Horário: a partir das 11h
    Local: Usina 5 (Rua Constantino Bordignon, 5 – Prado Velho)
    Ingressos: A partir de R$80, disponíveis pelo Eventim (http://bit.ly/2TQ5FNU )
    **Os valores podem ser alterados sem aviso prévio, de acordo com a mudança de lote
    Forma de Pagamento: Cartão de crédito, débito e dinheiro
    Classificação Etária: 18 anos (Menores somente acompanhados dos pais/responsável)
    Patrocínio: Budweiser, Jack Daniels, Tanqueray, Ketel One Vodka;
    Apoio: Coca-Cola
    Realização: Bar Crossroads, Planeta Brasil Entretenimento
    Evento oficial: https://www.facebook.com/events/406813006551474/
    Instagram: @festivalcrossroads
    Facebook: @festivalcrossroadsdiamundialdorock

  • Mágico

    Jantar com princesas e heróis é boa pedida para as férias em Curitiba também

    Jantar com princesas e heróis é boa pedida para as férias em Curitiba também
    (Foto: Gus Wanderley)

    As segundas-feiras não serão mais as mesmas para quem tem criança em Curitiba. Isso porque um evento que tem envolvido bastante as famílias, são os jantares temáticos que reúnem boa gastronomia, ambiente propício para crianças e aquele encontro com personagens incríveis. A aposta é do Mundo Kids Buffet Infantil, pioneiro no assunto na capital paranaense. “Promovemos esses encontros há mais de cinco anos, sempre com boa adesão das famílias que vivem aqui momentos especiais que ficam na memória afetiva de todos”, conta Paulo Pinheiro, proprietário do buffet.

    A Noite Encantada vai acontecer dias 15, 22 e 29 de julho e também nos dias 12 e 26 de agosto. Em cada uma, um diferente grupo de personagens de princesas e heróis recebe as crianças para brincar, tirar foto e distribuir autógrafos. Para completar, todos os brinquedos como air game, basket NBA, cama elástica, campinho de futebol, kids play, gira-gira, mini roda gigante, simulador de corrida, torre foguete espacial e área baby montessoriana ficam à disposição das crianças que são atendidas por monitores brincantes. O detalhe aqui é que os pais podem se divertir com os filhos em quase todos eles, além de desfrutarem do Mezanino Sports Bar. Camarim de pintura e caça ao tesouro com piratas completam a diversão da noite.

    O jantar é mais do que especial. O chefe de cozinha Marcos Oliveira prepara massas ao vivo na Estação de Massas e o menu se completa com entradas, antepastos e buffet especial de saladas, carnes, peixes e acompanhamentos como risotos e ratatouille de legumes, entre outros.

    Os ingressos são vendidos antecipadamente a preços especiais e variam de R$ 40 a R$ 100. Somente ingresso para a Noite Encantada com brinquedos e apresentação dos personagens o ingresso é de R$ 40 para adultos e crianças acima de quatro anos. O combo ingresso + jantar custa R$ 55 para crianças de quatro a 10 anos e R$ 100 para adultos e crianças acima de 10 anos. Crianças de 0 a três anos não pagam. A Noite Encantada acontece das 18h às 22h. Informações pelo 41 99211 3656 e @mundo_kids_buffet. A próxima temporada será setembro e outubro.

    Serviço

    O que: Noite Encantada

    Onde: Mundo Kids Buffet Infantil – Avenida Desembargador Hugo Simas, 1495

    Quando: 15, 22 e 29 de julho e 12 e 26 de agosto das 18h às 22h.

    Quanto: entre R$ 40 e R$ 100, crianças de 0 a três anos não pagam

    Informações: 41 99211 3656 e @mundo_kids_buffet

  • Pequeno guia

    Sete programas supimpas e gratuitos para crianças nas férias de julho em Curitiba

    Sete programas supimpas e gratuitos para crianças nas férias de julho em Curitiba
    (Foto: Divulgação)


    Cineminha de clássicos para crianças no MIS-PR
    Ao longo de todo o mês de julho, o Museu da Imagem e do Som Paraná (MIS-PR) dedica a sua programação para clássicos do cinema e animações: o MIS de Férias, com sessões às terças e quintas-feiras, às 16 horas, traz filmes para agradar pais e filhos nas férias escolares. Já o Cineclubinho do MIS realiza exibições matinais, às 10 horas, de filmes de animação e curtas-metragens regionais, sempre seguidas de bate-papo. A entrada é franca e a classificação livre. São títulos imperdíveis como "Matilda" (1996), a história de uma menina brilhante ignorada pelos pais, "Esqueceram de Mim" (1990), do menino que é esquecido em casa e precisa se defender de ladrões, entre outros clássicos, como "Conta Comigo" (1986) e "Caça Fantasmas" (1984). O mês encerra com "O Garoto" (1921), filme dirigido e estrelado por Charles Chaplin. A escolha pelos clássicos, diz a diretora do MIS-PR, Cristiane Senn, foi pensada para envolver toda a família e aproximar crianças e adolescentes do universo do cinema. "São obras que têm um lugar cativo na história do cinema e no imaginário das crianças de ontem e de hoje."
    Cineclubinho - O premiado "Meu Amigo Totoro" (1988) abre a programação do Cineclubinho na quarta-feira, 10 de julho: as sessões de curtas-metragens ocorrem nas quartas-feiras, às 10 horas, e são mediadas pelo setor educativo do MIS-PR que, ao final da sessão, realiza uma conversa com os participantes. Os outros filmes programados são o irlandês "A canção do Oceano" (2014), o franco-belga "Kirikou e a Feiticeira" (1998) e ainda a sessão "Curta Criança", com curtas-metragens locais; estas sessões contarão com a presença dos cineastas para uma conversa com o público.
    Museu da Imagem e do Som do Paraná (R. Barão do Rio Branco, 395 - Centro, Curitiba), (41) 3232-9113. Ingresso: gratuito.

    Biblioteca tem contaçao de histórias, oficinas, filmes e piquenique
    A Biblioteca Pública do Paraná preparou uma programação especial para as crianças durante as férias de julho. As atividades incluem contação de histórias, oficinas e novas edições dos projetos Uma Noite na Biblioteca, Piquenique Literário, Cine Pipoca e Sábado Lúdico, além de uma festa julina. Todos os eventos são gratuitos. Diariamente, a equipe da Seção Infantil da BPP apresenta duas sessões do projeto Hora do Conto, às 11h e às 15h, seguidas de oficinas de trabalhos manuais. Nos dias 10 e 24, a contação de histórias fica por conta das atrizes Kaliupe Sachet e Karina Souza, do projeto Lendas Brasileiras — que busca aproximar os participantes do folclore nacional por meio de técnicas do teatro de sombras e de fantoches. As apresentações acontecem às 11h e às 15h e são acompanhadas de atividades paralelas, que estimulam a participação do público e reforçam o conteúdo trabalhado. No dia 11, a partir das 10h, a Praça 29 de Março recebe mais um Piquenique Literário da Biblioteca, com contação de histórias, oficinas, trocas de livros e rodas de leituras. Em caso de chuva, a atividade é transferida para a Seção Infantil da BPP.O projeto Cine Pipoca de julho apresenta três longas de animação do estúdio japonês Ghibli: Ponyo — Uma Amizade que Veio do Mar (dia 12), Meu Amigo Totoro (dia 19) e O Castelo Animado (dia 26). As sessões acontecem sempre às 14h30, no auditório, com distribuição de pipoca para o público. No dia 20, crianças de 7 a 10 anos participam da 15ª edição do evento Uma Noite na Biblioteca. A programação começa no fim da tarde de sábado e termina na manhã de domingo, com um café de confraternização para as famílias dos participantes e funcionários da BPP. Durante o encontro, são realizadas atividades de dança, música, teatro e contação de histórias, além de oficinas e gincanas. As inscriçõdx evem ser feitas diretamente na Seção Infantil. As vagas são limitadasA agenda de julho voltada para as crianças ainda conta uma Roda de Histórias mediada pela escritora Cristiane Souza (dia 25, às 14h30) e a Festa Julina da Seção Infantil (dia 27, às 10h), com comidas típicas, histórias temáticas e diversas brincadeiras.

    Crianças podem ser biólogas por um dia em atividade de férias
    Começam nesta semana as atividades de férias do Museu de História Natural Capão da Imbuia. A participação é gratuita e a inscrição deve ser feita pelo telefone 3313-5481. Este ano, a equipe preparou duas atividades especiais ligadas à Educação Ambiental. Nos dias 9 e 16 de julho, a partir das 14h, acontece a atividade Biólogo por um Dia. Os participantes poderão acompanhar a rotina dos pesquisadores do museu. Serão duas turmas formadas por cerca de dez crianças, de 9 a 12 anos. “Faremos simulações de pesquisas de campo e atividades com as coleções científicas biológicas de animais taxidermizados”, conta a chefe do Museu, Patrícia Werckelin. Para os pequenos, de 5 a 9 anos, a programação é de contação de histórias infantis que trazem animais entre os personagens. “A ideia é mostrar a importância dos bichos nessas histórias que ensinam tantas coisas às crianças”, resumiu Patrícia. A contação acontece nas quartas, quintas e sextas-feiras, a partir das 14h, com limite de 20 crianças.
    O Museu de História Natural Capão da Imbuia fica na Rua Professor Nivaldo Braga, 1.369 - Capão da Imbuia)
    Atividades gratuitas

    Museu da Vida tem muitas atividades e bosque
    Ligado a Pastoral da Criança, o Museu da Vida merece ser visitado. Ele tem como objetivo levar informações sobre a importância do cuidado com as crianças e a preservação do meio ambiente. O espaço está ligado ao desenvolvimento infantil, da gestação até os seis anos de idade. No local, no bairro Merces, há também o Memorial da Dr. Zilda Arns (1934-2010), que conta a trajetória da vida pessoal e profissional da médica fundadora da Pastoral da Criança. A Galeria da Vida tem exposições temporárias. No último domingo do mês, o museu desenvolve atividades especiais, como o Dia de Brincar, incentivando as crianças a brincarem como antigamente.Visitas para grupos com mais de dez pessoas precisam de agendamento. O museu fecha, exclusivamente nos feriados religiosos de Páscoa, Natal, Ano Novo e Sexta-feira da Paixão. A entrada é gratuita. Além das exposições, o local tem um bosque imenso e lindo, perfeito para um piquenique gostoso.


    Criaturas Fantásticas no Muma
    Uma exposição de arte inédita em seu formato está em cartaz no Muma – Museu Municipal de Arte (Portão Cultural). ‘Criaturas Fantásticas’ é um projeto voltado à infância: um espaço livre, que permite que a criança seja protagonista de sua experiência cultural, por meio de dispositivos interativos (recursos lúdicos, sensoriais e participativos) e de um ateliê que abre os espaços do museu para que ela faça parte da exibição.m Os ambientes da exposição foram projetados de forma que as crianças explorem os sentidos e as sensações, brincando e compartilhando dessa experiência com outras crianças. Não existem obras de arte para serem contempladas e compreendidas de maneira formal. O que existe são dispositivos que convidam à experimentação, ao convívio com o outro, à colaboração, ao toque e à reflexão. As peças que fazem parte dessa exposição têm como principal premissa a necessidade da ação do indivíduo e da participação do outro para gerar sentido: isto é, a obra só existe no encontro com as pessoas. De 1º de junho a 1º de setembro de 201 no Muma – Museu Municipal de Arte (Portão Cultural) - Av. Rep. Argentina, 3.432 – Portão - (em frente ao Terminal de Ônibus do Portão)
    Horário de visitação: de terça a domingo, das 10h às 19h


    Bosque Alemão tem trilha e a Casa da Bruxa
    O bosque tem mirante, café, oratório, pórtico. Outro destaque é o Caminho dos Contos — que apresenta a história de João e Maria, clássico dos irmãos Grimm. A trilha conta com a Casa da Bruxa, uma biblioteca onde há contação de histórias nos fins de semana (às 11h, 14h e 16h). Rua Nicolo Paganini (esquina com Rua Franz Schubert), Vista Alegre. 41) 3568-1087 (Casa da Bruxa). De 2ª a 6ª feira, das 8h às 17h, e sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h (Casa da Bruxa).


    Bosque Reinhard Maack para crianças se soltarem
    O bosque fica em uma área de preservação ambiental e tem a Trilha da Aventura, com brinquedos construídos em troncos de eucalipto. Rua Waldemar Kost (esquina com Rua Conde de São João das Duas Barras), Hauer. Sábados, domingos e feriados, das

  • Agenda

    Confira a programação especial da Biblioteca Pública durante as férias

    Confira a programação especial da Biblioteca Pública durante as férias
    (Foto: Kraw Penas)

    A Biblioteca Pública do Paraná preparou uma programação especial para as crianças durante as férias de julho. As atividades incluem contação de histórias, oficinas e novas edições dos projetos Uma Noite na Biblioteca, Piquenique Literário, Cine Pipoca e Sábado Lúdico, além de uma festa julina. Todos os eventos são gratuitos.

    Diariamente, a equipe da Seção Infantil da BPP apresenta duas sessões do projeto Hora do Conto, às 11h e às 15h, seguidas de oficinas de trabalhos manuais. Nos dias 10 e 24, a contação de histórias fica por conta das atrizes Kaliupe Sachet e Karina Souza, do projeto Lendas Brasileiras, que busca aproximar os participantes do folclore nacional por meio de técnicas do teatro de sombras e de fantoches. As apresentações acontecem às 11h e às 15h e são acompanhadas de atividades paralelas, que estimulam a participação do público e reforçam o conteúdo trabalhado.

    Dois eventos marcam a agenda do dia 6. Às 9 horas, começa mais uma edição do Sábado Lúdico, encontro com programação de RPG, card games e jogos de tabuleiro para crianças de 6 a 12 anos. Às 10 horas, a ONG Passos da Criança lança 'Passos, Passos, Passos, Pensamentos de Criança', livro que reúne textos e ilustrações produzidos por crianças e jovens da Vila Torres.

    No dia 11, a partir das 10 horas, a Praça 29 de Março recebe mais um Piquenique Literário da Biblioteca, com contação de histórias, oficinas, trocas de livros e rodas de leituras. Em caso de chuva, a atividade é transferida para a Seção Infantil da BPP.

    CINEMA, ACANTONAMENTO, FESTA JULINA - O projeto Cine Pipoca de julho apresenta três longas de animação do estúdio japonês Ghibli: Ponyo - Uma Amizade que Veio do Mar (dia 12), Meu Amigo Totoro (dia 19) e O Castelo Animado (dia 26). As sessões acontecem sempre às 14h30, no auditório, com distribuição de pipoca para o público.

    No dia 20, crianças de 7 a 10 anos participam da 15ª edição do evento Uma Noite na Biblioteca. A programação começa no fim da tarde de sábado e termina na manhã de domingo, com um café de confraternização para as famílias dos participantes e funcionários da BPP. Durante o encontro são realizadas atividades de dança, música, teatro e contação de histórias, além de oficinas e gincanas. As inscrições começam nesta segunda-feira (01/07) e devem ser feitas diretamente na Seção Infantil. As vagas são limitadas.

    A agenda de julho voltada para as crianças ainda conta uma Roda de Histórias mediada pela escritora Cristiane Souza (dia 25, às 14h30) e a Festa Julina da Seção Infantil (dia 27, às 10h), com comidas típicas, histórias temáticas e diversas brincadeiras.

    MÚSICA E POESIA - Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-americana e Caribenha, celebrado em 25 de julho, o projeto Música na Biblioteca apresenta o show EnCanto das Yabás, com as cantoras e atrizes Kátia Drumond e Geisa Costa. O espetáculo – que acontece no dia 26, às 17h30, no hall térreo – conecta a poesia e a musicalidade da comunidade afrobrasileira por meio de textos e canções de nomes como Carolina de Jesus, Conceição Evaristo, Elisa Lucinda, Elza Soares e Dona Ivone Lara.

    Programação infantil especial na Biblioteca Pública – julho 2019

    Hora do conto
    De segunda a sexta, às 11h e 15h (aos sábados, somente às 11h)
    Dias 3 a 9 - A Bruxa Salomé, de Audrey Wood
    Dias 10 a 16 - Euzinha, de Kátia Rocha
    Dias 17 a 23 - A Raposa e os Caçadores, de Irene Dekelper
    Dias 24 a 31 - Amélia Lacombe, de Lygia Bojunga

    Oficina de trabalhos manuais
    De segunda a sexta, às 11h15 e 15h15 (aos sábados, somente às 11h15)
    Dias 3 a 9 - Dedoche
    Dias 10 a 16 - Dobradura
    Dias 17 a 23 - Fantoche de papel
    Dias 24 a 31 - Caderno de poesia

    Lendas Brasileiras (contação de histórias e atividades paralelas)
    Dias 10 e 24, às 11h e 15h

    Sábado Lúdico (encontro de RPG, card games e jogos de tabuleiro)
    Dia 6, das 9h às 12h

    Lançamento do livro Passos, Passos, Passos, Pensamentos de Criança
    Dia 6, das 10h às 12h
    Piquenique Literário
    Dia 11, das 10h às 11h30, na Praça 29 de Março

    Cine Pipoca
    Dia 12 - Ponyo - Uma Amizade que Veio do Mar
    Dia 19 - Meu Amigo Totoro
    Dia 26 - O Castelo Animado
    As sessões acontecem sempre às 14h30, no auditório

    Uma Noite na Biblioteca - 15ª edição
    Dia 20, a partir das 17h30
    Inscrições diretamente na Seção Infantil

    Roda de Histórias com a escritora Cristiane Souza
    Dia 25, às 14h30

    Festa Julina
    Dia 27, das 10h às 12h
    Todas as atividades são gratuitas
    Informações: Seção Infantil (41) 3221-4980

    OUTROS EVENTOS

    Curso A Biblioteca Pública e a Mediação da Leitura
    De 1 a 3, das 8h30 às 17h30
    * Exclusivo para atendentes de bibliotecas públicas
    Informações: Divisão de Extensão - 3221-4986

    Música na Biblioteca
    Homenagem ao Dia da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha
    Show EnCantos das Yabás, com Kátia Drumond e Geisa Costa
    Dia 26, às 17h30
    Informações: Difusão Cultural (41) 3221-4911

  • Para criançada

    Saiba o que os shoppings de Curitiba prepararam para as férias de julho

    Saiba o que os shoppings de Curitiba prepararam para as férias de julho
    (Foto: Divulgação)

    As férias de julho se aproximam e os shoppings já estão com atrações incríveis para alegria das crianças e dos pais. 

    1) SuperAR Turma da Mônica no Shopping Estação

    O Shopping Estação recebe em sua Praça de Eventos (piso 1) o SuperAR Turma da Mônica, um evento temático inflável que conta com um circuito de obstáculos divertidos. A atração é composta por três brincadeiras diferentes: ARvorismo, No AR e Fundo do MAR. No Arvorismo, a floresta do Jotalhão é um labirinto de árvores verdinhas, no qual se perder e se achar faz parte de uma brincadeira saudável. No AR, um pula-pula em formato de nuvens, para se sentir no céu, em companhia das estrelas, assim como o Anjinho mais famoso do gibi. Fundo do MAR, a melhor aventura aquática que o Cascão poderia ter! Um circuito com escaladas e escorregadores, tematizado com algas, estrelas-do-mar, peixes que se movem e um polvo gigante.
    O espaço temático é inédito na cidade e vai ficar instalado no Shopping Estação até o dia 31 de julho. Crianças de até 4 anos ou menores de 1m de altura precisam estar acompanhadas por um adulto responsável durante todo o período de permanência na atividade. A atração funciona de segunda-feira a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos e feriados, das 14h às 20h. Os ingressos para brincar até 15 minutos custam R$ 20 ou 30 minutos por R$ 25. A cada minuto adicional é cobrado R$ 1.

    Av. Sete de Setembro, 2.775, Rebouças/ www.shoppingestacao.com.br

    2) Pets 2 no Shopping Jardim das Américas

    Estreou nos cinemas Pets – A Vida Secreta dos Bichos 2 e o Shopping Jardim das Américas tem uma área temática exclusiva do filme para animar o mês de férias das crianças. O evento, gratuito, será de 28 de junho a 28 de julho, na Praça de Eventos, no 2º Piso. Os pequenos poderão participar de um circuito de atividades lúdicas e muito divertidas, incluindo: Minigolfe, Pula-pula, Painel tira foto, Cineminha dos Pets, Cantinho da arte e Parquinho. As atividades serão realizadas todos os dias no mall. De 28/06 a 04/07 – das 14h às 20h e de 05 a 28/07 – das 13h às 21h, com inscrições no local. A capacidade por turma é de 20 crianças (a cada 30 minutos). Além disso, serão vendidas almofadinhas dos Pets em um Posto de Trocas ao lado do evento. O valor unitário é R$ 30,00, mas os clientes que apresentarem notas fiscais de gastos no Shopping no valor de R$ 200,00 terão 50% de desconto na compra. Junto com a atração Pets 2, o Shopping Jardim das Américas também lança o Passaporte Clubinho Kids. Cada aventura promovida pelo Shopping irá render um novo selo para as crianças registrarem as brincadeiras que participaram. E o melhor: os participantes que completarem 15 selos no passaporte receberão um kit contendo 4 ingressos e 4 combos de pipoca e refrigerante pequenos para qualquer sessão no cinema Cineplus do Shopping Jardim das Américas. De segunda a domingo De 28/06 a 04/07 – das 14h às 20h e de 05/07 a 28/07 – das 13h às 21h.

    Av. Nossa Senhora de Lourdes, 63/ Jardim das Américas

    https://jardimdasamericas.com.br/

    3) Pista de patinação no gelo com formato inédito no ParkShoppingBarigui

    O ParkShoppingBarigüi traz novamente a Curitiba uma das atrações de inverno preferidas da Capital, a pista de patinação no gelo. A pista com inspiração marítima traz o ambiente lúdico de Piratas do Gelo, transformando a praça de eventos em um oceano de diversões com um barco temático atracado no centro da pista. Para acompanhar a história, o espaço é invadido pelos navegantes Big Pezão, um monstrinho fofo, peludo azul bem dançante e o Pingorata, o fiel marujo-pinguim da embarcação. Os dois simpáticos mascotes prometem divertir e animar os patinadores em alguns momentos do dia com piruetas e danças. O rinque indoor tem um formato inédito na cidade, está instalado na praça de eventos em uma área de cerca de 450 m² e possui capacidade para receber até 70 patinadores de uma única vez.  O barco temático e seus marinheiros seguem viagem no dia 04 de agosto, quando a pista de patinação será encerrada. A brincadeira funciona diariamente, de segunda a sexta, das 11h às 23h, sábados, das 10h às 22h, e domingos, das 12h às 20h. Vale lembrar que a entrada da última turma de patinadores se dá sempre com a devida antecedência para o encerramento no horário estabelecido. A sessão de 30 minutos custa R$ 45 e de uma hora R$ 70. Os pequenos que quiserem entrar nessa fria podem aproveitar o trenó exclusivo para crianças de dois a cinco anos, com no máximo 1.10m de altura. Com duração de cinco minutos, o carrinho custa R$ 23. E tem mais: quem quiser se aperfeiçoar e aprender a patinar com maestria, poderá participar das aulas de patinação que vão acontecer durante todo o mês de julho, as terças e quintas-feiras, das 9h30 às 11h.

    Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 600 – Mossunguê

    https://www.parkshoppingbarigui.com.br/

    4) Colônia de Férias no Novo Batel


    De 15 a 19 de julho, o Shopping Novo Batel, em parceria com o Muralzinho de Ideias, promove a Colônia de Férias, de segunda a sexta-feira, das 13h30 às 18h. As crianças vão se divertir e aprender com oficinas artísticas de circo, de música, de dança e de artes visuais, exibição de peças de teatro e de filmes e exposição com trabalhos confeccionados pelos participantes e brincadeiras. As inscrições estão abertas e podem participar crianças de 4 a 12 anos de idade. São 30 vagas por dia, ao custo de R$ 90,00 ou o pacote semanal a R$ 450,00. No valor estão incluídos os materiais utilizados nas oficinas artísticas e brincadeiras, ingressos para peças de teatro e cinema, além de um lanche elaborado especialmente para os pequenos. As inscrições deverão ser preenchidas e pagas via plataforma online em https://bit.ly/2ZJr3CZ ou na loja Toys & Papers, de segunda a sábado, das 10h às 20h, até esgotarem as vagas. É possível, também, adquirir apenas os ingressos para as apresentações teatrais: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia-entrada).

    5) Masterchef Junior e Lego no Mueller

    Para os pequenos que gostam, literalmente, de botar a mão na massa, o Shopping Mueller traz o Espaço Masterchef Junior, entre os dias 9 e 28 de julho. A atividade para crianças de 5 a 12 anos, traz a cozinha do maior reality show de gastronomia da televisão brasileira, para que os participantes conheçam, de forma lúdica, o trabalho de um chef e os sabores dos alimentos e temperos, além de prepararem a sua própria receita. Crianças de 1 a 4 anos e 11 meses estão isentas do pagamento, mas é necessário retirar o ingresso na bilheteria para controle da capacidade do event Para participar do Espaço Masterchef Junior é preciso adquirir o ingresso na bilheteria do Piso L4, próximo ao evento, com custo de participação a R$10, sujeito à disponibilidade em cada turma.

    Entre os dias 2 e 21 de julho, o Espaço de LEGO® recebe crianças com idade entre 1 e 16 anos para montar os seus próprios bonecos e cenários com os blocos de montar da LEGO®. Serão 11 mil peças para que os participantes desenvolvam a imaginação, acompanhados dos instrutores da escola ROBOT Education. A ideia é a de incentivar o aprendizado ativo e construir competências para os desafios do futuro, estabelecendo uma mentalidade positiva em relação à aprendizagem.  Para participar é preciso adquirir o ingresso na bilheteria do evento, no piso L3, ao valor de R$ 20, para participantes de 4 a 16 anos e sujeito à disponibilidade em cada turma. Crianças de 1 a 4 anos e 11 meses estão isentas do pagamento, mas é necessário retirar o ingresso na bilheteria para controle da capacidade do evento.

    As ações acontecerão, diariamente, nos mesmos horários de funcionamento das lojas do shopping (de segunda-feira a sábado, das 10h às 22h, e domingos, das 14h às 20h).

    Rua  Avenida Cândido de Abreu, 127, Centro Cívico - Curitiba (PR)
    Telefone: 41 3074-1000

    6) Oficina de Slime e túnel dos desafios no Ventura

    O slime - nova massinha de modelar - está dominando a internet com receitas caseiras que divertem as crianças. A brincadeira estimula a criatividade e a habilidade sensorial, por meio do reconhecimento de diferentes texturas, tamanhos e cores. Durante o período de férias escolares, o Ventura Shopping oferecerá oficinas dessa massinha brilhante, febre entre as crianças. A atração, que acontecerá diariamente no setor verde, pelo valor de R$ 20 por 30 minutos, não vai utilizar materiais tóxicos.
    Também no setor verde do Ventura Shopping, os aventureiros podem encarar o “Túnel dos Desafios”, com corredores repletos de surpresas, emoções e arrepios. Até cinco pessoas por vez podem percorrer o circuito e escolher uma entre quatro modalidades: “desafio do medo”, “escuridão”, “perdidos” e “passeio pelo túnel”. A primeira opção é indicada para os apaixonados por emoção e adrenalina; já a segunda contempla um trajeto iluminado apenas por uma lanterna de led, onde os participantes deverão completar o circuito; obstáculos e emboscadas fazem parte do desafio “perdidos”, e a opção “passeio” é indicada para crianças de até seis anos com uma versão mais lúdica. A atração fica no shopping das 12h às 22h durante o período de férias escolares e custa R$ 13 por participante.
    Até o final de julho, crianças a partir de dois anos podem aproveitar a piscina de bolinhas gigante, que está na Praça Central do shopping. Com quase 200 mil bolinhas, escorregadores, tobogãs e camas elásticas, a atração garante a diversão dos pequenos. O valor é de R$ 15 por criança para até 20 minutos.
    Cinema com desconto - Uma das opções preferidas de lazer, o cinema do Ventura Shopping está com desconto por tempo ilimitado. Durante a semana todos os ingressos da sala 2D saem por R$ 11 e R$ 13 nos finais de semana - sem restrição de meia entrada. Algumas opções de filme para assistir com toda a família são: Toy Story 4, Aladdin, MIB Internacional e X-Men: Fênix Negra. Em breve, acontecem as estreias dos filmes Turma da Mônica: Laços; Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2; e Homem Aranha.

    Rua Itacolomi, 292 - Portão

    7) Exposição "O Fantástico Mundo Marinho" no Palladium
    Entre 30 de junho e 28 de julho, o Palladium Shopping Center traz para Curitiba a exposição "O Fantástico Mundo Marinho", que é inédita no Paraná. Com acervo composto por mais de dez animais, a representação do ecossistema do mundo marinho é feita com espécies gigantes e minúsculas, coloridas e camufladas, que impressionam a todas as idades, despertam a imaginação e conscientizam, com ações de alerta sobre a importância da conservação da natureza. Recentemente, a revista americana PNAS realizou uma avaliação internacional que demonstrou que cerca de 17% dos animais marinhos (peixes, invertebrados, mamíferos) poderão desaparecer até 2100 se as emissões de CO2 seguirem no ritmo atual.
    A exposição é composta por robôs que reproduzem de forma fiel uma gama de animais marinhos, com sons e movimentos diversos. O projeto foi desenvolvido por biólogos, para que as características de cada espécie fossem respeitadas, e por engenheiros e artistas plásticos, que executaram as representações de cada espécie. Os modelos impressionam por sua beleza, como a orca, a baleia jubarte e o polvo gigante.
    Além da mostra, o Palladium Shopping Center promove duas oficinas com o tema do fundo o mar. De forma lúdica, crianças de todas as idades poderão criar, pintar e customizar, com ajuda de promotores e materiais específicos, peixinhos, tubarões e polvos para decorar um aquário de plástico. Além disso, os pequenos podem criar o “Shark Hat”, um chapéu em forma de tubarão, feito em EVA, que deixará a brincadeira ainda mais divertida. O valor de oficina é de R$ 10 por criança.
    Para a gerente de marketing do Palladium Shopping Center, Cida Oliveira, “um dos objetivos dessas atividades é sensibilizar as crianças sobre a diversidade dos ambientes marinhos e estabelecer relações entre o meio e as diferentes formas de vida. Além disso, as crianças poderão saber mais sobre como preservar a natureza e os animais”, destaca.
    Realidade Virtual
    Por fim, os visitantes são convidados a viajarem ao fundo mar com um mini submarino, onde podem entender por meio de óculos de realidade virtual como vivem as várias espécies. O valor desta atração é de R$ 20 por pessoa.

     Av. Presidente Kennedy, nº 4121, Portão – Curitiba/PR

    8)  Arena Games em São José dos Pinhais

    O  Shopping São José trará o evento Arena Games. Uma mega estrutura que contará com quatro estações de jogos: arena FIFA 19, arena Just Dance, arena de jogos diversos para os pequenos (Minecraft, Lego), e arena de jogos diversos para adolescentes e adultos (Fortinite, Call of Duty, Mortal Kombat, Street Fighter). O espaço de 100m² terá entrada gratuita e estará aberto ao público entre os dias 5 e 28 de julho, de segunda a sábado das 12h às 21h, e domingos das 14h às 20h. Haverá sessão de fotos  com Irmãos Piologo, produtores de conteúdo para a internet e que já tiveram programa na TV, MuuhPro, youtuber especialista no jogo FIFA e Muca Muriçoca, canal que fala sobre animes e games. Juntos, os influenciadores digitais conversam com mais de 15 milhões de fãs. No dia 13 de julho é a vez dos animes tomarem conta do Shopping. “Os personagens Pantera Negra, D.VA Over Watch e Storm Trooper já tem presença confirmada para fotos com os interessados, e a expectativa é que jovens de todas as idades se caracterizem e entrem no clima do evento”, comenta Talita. Os dias 20 e 27 de julho estão destinados a campeonatos de Just Dance e FIFA 19, respectivamente. As inscrições poderão ser feitas no local do evento a partir do dia 7 de julho e os dois campeonatos terão premiação para os primeiros colocados.

    SERVIÇO

    Arena Games
    Data: 5 a 28 de julho
    Horário: Segunda a sábado das 12h às 21he domingos das 14h às 20h.
    Atrações:
    05/07 - 18h às 20h, apresentação dos Irmãos Piologo (Partoba)
    11/07 – 18h às 20h, presença do influenciador MuuhPro
    13/07 – 16h às 18h, cosplayers para tirar fotos com os clientes
    18/07 – 18h às 20h, presença do influenciador Muca Muriçoca
    20/07 - 13h30 às 19h, campeonato de FIFA 19
    27/07 – 13h30 às 21h30, campeonato de Just Dance

    Rua Izabel A Redentora, 1434 - Centro de São José dos Pinhais.

    9) Oficinas criativas, apresentações artísticas no Shopping Curitiba


    No Shopping Curitiba, a  programação é dividida em duas partes: Oficinas Faça Você Mesmo, de 4 a 14 de julho, e Apresentações Artísticas, de 18 a 21 de julho. Ambas serão realizadas na Praça de Eventos do Shopping (Piso L2). Abaixo, confira todos os detalhes:
    Oficinas
    Entre os dias 4 e 14 de julho, de quinta-feira a domingo, sempre das 15h às 19h. Cada oficina tem duração de 30 minutos. Os materiais utilizados são reciclados e fornecidos gratuitamente aos participantes que ao final podem levar os brinquedos para casa.
    Quinta-feira (4/7)
    Faça do zero a sua massinha de modelar (artesanal e atóxica).
    Sexta-feira (5/7)
    Costure seu próprio boneco de pano.
    Sábado (6/7)
    Engenhocas malucas: faça um carro divertido com material reciclado.
    Domingo (7/7)
    Criação de carimbos para estamparia de ecobags.
    Quinta-feira (11/7)
    Unicórnios ou Óculos maluco? Faça o seu favorito.
    Sexta-feira (12/7)
    Construa seu próprio foguete para viajar até a lua.
    Sábado (13/7)
    Cubo mágico personalizado.
    Domingo (14/7)
    Conte sua história criando seus dedoches.
    Apresentações:
    Entre os dias 18 e 21 de julho, de quinta-feira a domingo, às 15h, 17h e 19h.
    Quinta-feira (18/7)
    Teatro - Chapeuzinho Amarelo com Contarte.
    Sexta-feira (19/7)
    Performance circense com Os Barbacas.
    Sábado (20/7)
    Contação de Histórias com Fafá Conta.
    Domingo (21/7)
    Mágica - Fantasy com o Mágico Botura.

    Rua Brigadeiro Franco, 2.300.
    Curitiba (PR)

  • Grávidas

    Conheça os cinco tipos de partos e suas particularidades

    Conheça os cinco tipos de partos e suas particularidades
    (Foto: Nicolle Schumacher/Sucom-UFPR)

    Parto cesárea, fórceps, humanizado, de Lótus, normal. Para tentar ajudar as mães nesta difícil escolha, consultamos Alberto Guimarães, ginecologista, obstetra, defensor dos conceitos de Parto Humanizado para lhe ajudar a decidir como será o nascimento do bebê. 


    Parto Cesárea
    É indicado para uma gestante que está em trabalho de parto e precisa se submeter ao método por causa de alguma complicação. De maneira suave e tranquila por incisão no útero, acontece a exteriorização da cabeça e, depois, a retirada do restante do corpo do bebê. “O que precisamos ressaltar é que esse útero, fora de trabalho de parto, não está se contraindo naturalmente e, portanto, a saída do bebê não é algo automático. Então, não é algo tão fisiológico assim como no parto normal”, aponta.
    Parto Fórceps Ferramenta cirúrgica semelhante a uma colher, é utilizada para ajudar no trabalho de parto normal, mas que a criança não consegue nascer espontaneamente.

    Parto humanizado
    Não está relacionado a uma técnica, mas sim a uma circunstância quando a mulher tem o controle da situação e as suas decisões são respeitadas e levadas em consideração. Neste caso, entende-se que a ação é um ato fisiológico e natural da humanidade, independentemente do local. Além disso, para auxiliar a gestante com o máximo de conforto, é possível utilizar banheiras, bolas de pilates e exercícios para facilitar o nascimento do bebê.

    Parto de Lótus
    Após o nascimento, o bebê se mantém ligado à placenta pelo cordão umbilical até que haja descolamento ou queda natural. Algumas gestantes adotam este método por acreditarem nos benefícios espirituais. “Sem dúvidas, esta espera de ligadura tardia do cordão é muito importante e traz inúmeras vantagens ao bebê: o sangue continuará levando oxigênio, ferro, nutrientes e hormônios e, por isso, não há motivos para se fazer o seu corte tão rapidamente. A equipe médica pode esperar a parada da pulsação para realizar o corte do cordão”, diz Guimarães.

    Parto Normal
    Refere-se ao nascimento por via vaginal. Neste procedimento, o bebê tem uma chance maior de nascer maduro, e com um pulmão funcionando melhor. Também está mais propenso a ser amamentado logo ao nascer. Além disso, cortar o cordão umbilical na hora adequada possibilita que uma quantidade de sangue da placenta passe para o bebê permitindo que ele tenha menos chance de ter uma anemia na fase inicial. “Para a mãe, há uma grande possibilidade de ter menos sangramento, menos infecção e, ainda, não compromete o útero em uma futura gravidez. A recuperação costuma ser mais rápida e eficaz”, finaliza.

    Alberto Guimarães
    Formado pela Faculdade de Medicina de Teresópolis (RJ) e mestre pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), o médico atualmente encabeça a difusão do “Parto Sem Medo”, novo modelo de assistência à parturiente que realça o parto natural como um evento de máxima feminilidade, onde a mulher e o bebê devem ser os protagonistas. Atuou no cargo de gerente médico para humanização do parto e nascimento do Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim, CEJAM, em maternidades municipais de São Paulo e na Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo. Site: https://www.partosemmedo.com.br/

  • Boa para o feriado

     Universo infantil em três exposições no Portão Cultural

     Coloridas, divertidas, interativas e sensoriais são os principais elementos de três exposições que estão lotando de crianças as salas do Museu Municipal de Arte – Portão Cultural: Do nascimento dos Robôs, Criaturas Fantásticas e Laços.
    A primeira mostra fica aberta até 20 de julho e as duas últimas até o mês de setembro. As exposições têm entrada franca, contam com monitoria e podem ser visitadas de terça-feira à domingo, das 10h às 19 horas.

    A viagem a esse universo cheio de curiosidades começa na entrada do Muma, onde está instalada a exposição Do Nascimento dos Rôbos em que pequenos robôs com movimentos acionados através da lanterna do celular, desenvolvem um jogo de luz e sombra.

    O artista Jack Holmer criou a exposição após pesquisas em arte, inteligência artificial, expressas em robôs interativos impressos em 3D com componentes eletrônicos diversos.

    Criaturas Fantásticas
    No piso superior, há um espaço de interação pelo qual a criança vira protagonista de sua experiência cultural, interagindo com as obras: almofadas gigantes, sala de luzes coloridas, uma cortina de fio colorido, bicicletas que projetam cor na parede e o som de um instrumento.

    “Muito bacana essa exposição e meus filhos estão se divertindo muito com todos esses atrativos”, disse Luciana de Cristo, mãe de Bia e Pedro e moradora do bairro Água Verde.

    Criaturas Fantásticas é um projeto de Ana Hupfer e Flavia Milbratz, elaborado por meio do Fundo Municipal de Cultura, da Prefeitura de Curitiba e fica no Muma até dia primeiro de setembro.

    Laços do Pequeno Príncipe
    A exposição Laços é resultado do trabalho desenvolvido pelo artista visual André Mendes e pela educadora Elisa Cordeiro Brito dentro do Hospital Pequeno Príncipe, com crianças, adolescentes e familiares em situação de internamento.

    A cenografia compõe a exibição de forma a conduzir o público para a experiência realizada no interior do hospital, estabelecendo laços entre todos os participantes. O processo permite aguçar a percepção da liberdade e a casualidade das diversas criações que compõem a mostra.

    Serviço

    Do Nascimento dos Robôs
    Data: até 20 de julho

    Laços e Criaturas Fantásticas

    Data: até 1º de setembro

    Horário: de terça-feira a domingo, das 10h às 19h

    Endereço: Museu Municipal de Arte (MuMA) – Avenida República Argentina, 3430 – Portão
    Entrada franca

     

     

    Autor: Assessoria de Imprensa

  • Nutrição

    Seis orientações para educar o paladar infantil

    Seis orientações para educar o paladar infantil
    (Foto: Divulgação)

    Segundo o relatório pelo Fim da Obesidade Infantil (Ending Childhood Obesity), publicado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 2016, cerca de 41 milhões de crianças com menos de 5 anos apresentam sobrepeso ou obesidade. A mudança do padrão de consumo alimentar e a prática de atividades físicas são alguns dos caminhos para evitar o avanço da obesidade infantil e garantir uma dieta mais equilibrada.

    Ana Paula Del'Arco, nutricionista e consultora da Viva Lácteos, explica que, conforme o conceito dos primeiros 1000 dias criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), educar o paladar da criança até os 2 anos de idade pode ser um dos caminhos mais eficientes para a prevenção da obesidade infantil. "A alimentação adequada da mãe durante a gestação, o aleitamento materno e a introdução de uma alimentação complementar balanceada serão determinantes para o crescimento sadio da criança", reforça a especialista. Os lácteos como fonte de nutrientes devem ser introduzidos a partir de 1 ano de idade e alimentos com alta densidade energética (muitas calorias e poucos nutrientes) devem ser evitados até os 2 anos de idade.

    Os fatores comportamentais familiares influenciam os hábitos alimentares da criança. Então é importante não estimular a criança com aqueles alimentos que não são apropriados para a idade dela. Caso haja curiosidade da criança em relação à algum alimento inadequado para o consumo, o mais indicado seria distrai-la com outra situação, sem ser necessário proibir o consumo daquele determinado alimento.

    A nutricionista relaciona abaixo as principais orientações para educar o paladar das crianças:

    1 - Aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de idade.

    2 - Introdução alimentar a partir dos 6 meses de idade, quando a musculatura do pescoço já estiver firme o suficiente para dar sustentação e auxiliar na deglutição correta dos alimentos.

    3 - Introduzir diferentes tipos de alimentos saudáveis e nutritivos às crianças, com sabores, cores e texturas variadas. A idade e a capacidade de deglutição devem ser consideradas na hora de escolher os alimentos, suas texturas e tamanho.

    4 - Crianças costumam ser curiosas. Então é fundamental respeitar e incentivar a curiosidade delas, permitindo que elas explorem o alimento para sentir o cheiro, textura e sabor, mesmo que, para isso, elas façam sujeira.

    5 - Não adicionar sal à alimentação das crianças de até 1 ano de idade.

    6 - Não oferecer alimentos com açúcar para crianças com menos de 2 anos.

    Ana Paula Del'Arco ressalta que as preferências do paladar de um indivíduo são formadas até os 2 anos de idade, ou seja, tudo o que for oferecido para as crianças como hábito alimentar até essa idade será impresso como memória durante toda a vida do indivíduo. Então a recomendação é oferecer uma dieta variada já para os pequenos, com verduras, legumes, frutas, lácteos, carboidratos e proteínas, para que o organismo tenha diferentes fontes alimentares de todos os nutrientes, suprindo assim todas as necessidades nutricionais. Uma dieta balanceada ajuda na prevenção de diversos problemas de saúde!

  • Mães sofrem

    Pesquisa revela que mulheres são duas vezes mais afetadas pela dupla jornada

    Pesquisa revela que mulheres são duas vezes mais afetadas pela dupla jornada
    (Foto: Divulgação)

    A barreira para que mulheres assumam posições de liderança nas empresas vai muito além do escritório. Pesquisa inédita do Boston Consulting Group (BCG) mostra que a dupla jornada – trabalho e tarefas domésticas – afeta quase duas vezes mais o gênero feminino. No Brasil, o impacto dos compromissos familiares para as mulheres que trabalham é ainda maior: elas são 2,4 vezes mais propensas a realizar as tarefas da casa que os homens na mesma condição.

    O dado é do estudo Lightening the Mental Load that Holds Women Back, que entrevistou mais de 6.500 funcionários em 14 países. Todos os participantes precisavam estar empregados, comprometidos e em um relacionamento heterossexual, uma vez que o objetivo era olhar especificamente para a dinâmica entre homens e mulheres em famílias que trabalham.

    "A pesquisa elucida um dos grandes obstáculos para as mulheres no mercado de trabalho: a sobrecarga mental que vem da dupla jornada no trabalho e em casa. Esta dupla jornada tem um impacto ainda difícil de mensurar, porque ela não pode ser medida apenas pelo tempo gasto com gerenciamento e execução de tarefas domésticas essenciais e cuidados com a família, mas deve-se considerar também o estresse acumulado pela soma de responsabilidades. Há mulheres que abandonam posições de liderança não pelo que acontece no trabalho, mas pelo efeito combinado com essa carga dupla incessante e desproporcional – e na maioria das vezes, não reconhecida", explica Juliana Abreu, sócia do BCG.

    Em tarefas de grande estresse, a desigualdade é maior

    Quando analisadas apenas as atividades domésticas primordiais e inadiáveis – justamente aquelas causam maior estresse cotidiano –, a discrepância se acentua. No Brasil, as mulheres que possuem família e trabalham são 3,7 vezes mais propensas a lavar as roupas (contra 2,5 vezes na média global), 2,9 vezes a cozinhar (2,1 vezes nos demais países), 3,4 vezes a limpar a casa (2 vezes na média global) e 2,9 vezes a lavar a louça (1,8 vez no restante do mundo). Os homens só ganham em atividades de menor frequência, mais facilmente terceirizadas e postergáveis, como pagar contas, cuidar do jardim e fazer pequenas manutenções.

    A dinâmica se mantém mesmo em situações em que uma mulher tem jornada integral, mas seu cônjuge trabalha meio período ou não trabalha. Nesses casos, a mulher tem apenas 4% menos probabilidade de ser a principal responsável pelas tarefas cotidianas do que quando o casal trabalha em período integral.

    Avanço entre os millennials

    Entre os millennials – nascidos após o início da década de 1980 e até ao final da década de 1990 –, os casais são mais equilibrados na divisão das tarefas. As cargas físicas e mentais diárias dessas atividades recaem muito mais sobre quem pertence à geração anterior. Mulheres com 45 anos ou mais são 2,6 vezes mais propensas do que os homens da mesma faixa etária a ficar com os encargos domésticos. Já aquelas com idades entre 18 e 34 anos, no entanto, são 1,5 vez mais propensas a fazê-lo do que homens da mesma geração.

    “Além de limitar o foco na carreira, essa carga mental da dupla jornada sobre as mulheres traz consequências reais para a maioria das empresas. Se elas pretendem levar a sério a inclusão de mais talentos femininos na liderança, precisam lidar com o ônus da responsabilidade doméstica e familiar, e sua contribuição para essa carga mental que as mulheres carregam”, acrescenta Juliana.

    Para mudar essa realidade, o estudo indica algumas medidas a serem tomadas pelas empresas. O relatório ainda destaca que essas ações deverão envolver todos os funcionários, independentemente do gênero.

    Oferecer arranjos de trabalho flexíveis. As empresas devem permitir que os funcionários trabalhem sob condições flexíveis, desde que o trabalho seja feito, recompensando os resultados em vez do tempo de contato no escritório. Isso inclui o estabelecimento de programas formais, como home office ou mudanças de horário de trabalho, bem como práticas informais, incluindo a capacidade de acompanhar as situações ocasionais que inevitavelmente surgem, como sair mais cedo para uma consulta médica ou apresentação escolar de um filho.

    Enaltecer modelos e casais com dupla carreira. Líderes – homens, em particular – precisam servir de modelo, aproveitando ativamente os programas flexíveis de trabalho e compartilhando histórias sobre como eles equilibram a carga mental em casa.

    Aumentar o apoio para todos os pais que trabalham. Uma maneira de oferecer mais apoio aos funcionários é criar uma rede para pais e mães. As empresas também podem oferecer suporte com creches no local, serviços de referência para babás, apoio a idosos, planejadores financeiros e provedores de bem-estar.

    Mudar o pensamento dos consumidores. A publicidade ainda perpetua papéis de gênero ultrapassados, mas algumas empresas estão trabalhando para mudar isso; algumas iniciativas globais já visam remover completamente os estereótipos dos comerciais.

    Metodologia
    Para quantificar a carga que as mulheres trabalhadoras carregam em casa, o BCG realizou recentemente pesquisa com mais de 6.500 funcionários em 14 países (Alemanha, Austrália, Brasil, China, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Índia, Itália, Japão, Noruega e Reino Unido), buscando informações sobre quem é responsável pelas tarefas domésticas comuns, incluindo realizar compras de supermercado, cozinhar, limpar, pagar contas e jardinagem. Como o BCG queria olhar especificamente para a dinâmica entre homens e mulheres em famílias que trabalham (embora estruturas familiares não tradicionais sejam cada vez mais comuns e a amostra representasse apenas uma parcela da população trabalhadora), os participantes precisavam estar comprometidos e em um relacionamento heterossexual.

  • Boca

    Cinco dúvidas frequentes sobre cuidado bucal infantil

    Cinco dúvidas frequentes sobre cuidado bucal infantil
    (Foto: Divulgação)

    Não são apenas jovens e adultos que devem ter uma atenção especial com a higiene bucal. Desde cedo, além de todos os cuidados com a criança, os pais precisam cuidar também da saúde bucal dos pequenos. Com o objetivo de esclarecer as principais dúvidas dos pais e responsáveis, o Dr. Fábio Bibancos, odontopediatra e consultor, responde abaixo algumas perguntas sobre cuidado bucal infantil:


    Bebês precisam de higiene bucal?
    Existe muita dúvida sobre como deve ser feita a higiene bucal em bebês, esta deve ser iniciada por volta dos 6 meses de idade com o aparecimento dos primeiros dentes. Após o nascimento deles, a higienização já pode ser feita com escova pequena, adequada a idade da criança, e gel dental, em quantidade equivalente a um grão de arroz.

    Os pequenos precisam usar um creme dental específico?
    Sim, as crianças devem fazer uso de cremes dentais desenvolvidos para elas. O especialista indica que o flúor presente em géis dentais infantis é importante para prevenir cáries e o desgaste do esmalte do dente. A Sociedade Brasileira de Pediatria inclusive recomenda que a substância seja usada após o nascimento dos dentes molares. “Mas, é necessário dosar bem a quantidade de gel dental utilizado na escovação. Em crianças de 0 a 3 anos a quantidade deve ser equivalente a um grão de arroz. Já em pequenos de 3 a 6 anos a quantidade indicada é referente a um grão de ervilha”, recomenda.

    A partir de qual idade as crianças devem usar o fio dental?
    O fio dental deve ser usado em crianças a partir do contato entre dois dentes vizinhos, o que normalmente ocorre por volta dos dois anos de idade, o uso é primordial para manter a saúde bucal e prevenir a cárie. Hoje em dia já existem produtos como os flossers, fios dentais com haste, que auxiliam as mães a fazerem a limpeza interdental dos filhos.

    As crianças devem ter seus próprios itens de higiene bucal?
    Sim. O ortodontista informa que os pequenos devem usar itens desenvolvidos para o tamanho e necessidade deles. Há, por exemplo, géis dentais e flossers infantis saborizados, sem ardência, que tornam o hábito de escovar os dentes mais divertido para as crianças. Além disso, a escova de dente deve ter a cabeça pequena e as cerdas macias para não machucar. “Produtos lúdicos ajudam os pais a introduzirem a higiene bucal de forma leve e divertida, ajudando a criar o hábito de escovar os dentes desde pequenos”, completa.

    Quando é o momento certo para começar a levar as crianças ao dentista?
    É essencial incluir uma consulta ao odontopediatra na rotina de cuidados médicos dos pequenos a partir do nascimento dos primeiros dentes, para que tanto a mãe quanto a criança recebam primeiras orientações sobre cuidados bucais com o bebê, introdução de açúcar na alimentação, amamentação, e sinais e sintomas do nascimento dos primeiros dentes. “Inserindo esses hábitos desde a primeira infância é possível atuar na prevenção de problemas bucais e contribuir por um desenvolvimento mais saudável das crianças”, conclui.

  • Guardian

    App criado por mãe brasileira permite que pais bloqueiem o celular dos filhos

    App criado por mãe brasileira permite que pais bloqueiem o celular dos filhos
    (Foto: Divulgação)


    Preocupada com o tempo que a filha Bia, de 13 anos, passava em frente ao celular, a educadora parental Luiza Mendonça decidiu buscar na internet alguma tecnologia que pudesse ajudá-la na organização da rotina digital da criança. E, entre as opções disponíveis no mercado, não encontrou aplicativos em português que reunisse todas as funcionalidades em um só lugar para resolver o problema de maneira personalizada, como bloqueio de acesso, organização da rotina, localização em tempo real entre outros. Foi então que Luiza enxergou uma oportunidade de negócio e criou o AppGuardian - app de controle parental que conecta pais e filhos.

    Com o objetivo de não só "controlar e bloquear", mas também conectar famílias e possibilitar uma rotina mais equilibrada na era digital, o app permite que os pais organizem da melhor forma o tempo que os filhos permanecem conectados - seja em celulares ou tablets. De acordo com a pesquisa Opinion Box/ Mobile Time, 23% das crianças de 4 a 6 anos tem o próprio aparelho e 61% utilizam o dos pais. De 7 a 9 anos, apenas 7% das crianças não possuem smartphone ( ou não usam o dos pais), e de 10 a 12 anos esse número reduz para 5%.

    Administrando a rotina digital da família
    Indicado para crianças de 5 a 14 anos, a tecnologia ajuda a administrar o tempo nas redes sociais, verificar a localização dos filhos em tempo real, configurar bloqueio de acesso aos aplicativos instalados, checar quanto tempo as crianças ficaram conectadas e quais os aplicativos mais usados, organizar a rotina de uso dos aparelhos por dia e hora e até travar todas as funcionalidades dos dispositivos móveis. Além disso, os pais também podem acionar o “tempo em família” - funcionalidade criada para deixar todos os familiares offline permitindo mais tempo de interação entre eles.

    Outra função disponibilizada pela startup é o navegador “Navegação Segura”, que filtra e bloqueia automaticamente qualquer tipo de conteúdo impróprio, como sites pornográficos. “Nossos filhos já nasceram em uma era 100% digital e sabemos que a tecnologia faz parte da identidade deles, no entanto, acreditamos que com regras bem definidas a rotina no celular fica mais saudável e segura, e foi por isso que desenvolvemos o AppGuardian”, explica Luiza Mendonça, mãe da Bia e CEO da startup.

    Para a CEO, além de monitorar e administrar a rotina da filha no celular e tablets de uso comum da casa, a tecnologia ainda permite que ela se conecte melhor com a Bia. “Como mãe eu me sinto mais tranquila utilizando o app, pois posso verificar quanto tempo a Bia fica no YouTube, por exemplo e, isso gera até mais interação entre nós: conversamos sobre os seus vídeos e youtubers preferidos”, completa Luiza Mendonça.

  • Campanha

    Junho Púrpura alerta para distúrbios de aprendizagem, que atingem até 15% das crianças

    Junho Púrpura alerta para distúrbios de aprendizagem, que atingem até 15% das crianças
    (Foto: Marcello Casal/ABR)

    Os distúrbios de aprendizagem acometem de 5 a 15% de crianças em idade escolar, em diferentes idiomas e culturas, sendo os específicos em leitura e escrita altamente prevalentes. O dado é do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-V, 2015), publicação da American Psichiatric Association.

    Distúrbios de aprendizagem são problemas que afetam a capacidade da criança de receber, processar, analisar ou armazenar informações. Os distúrbios podem dificultar a aquisição, pela criança, de habilidades de leitura, escrita, soletração e resolução de problemas matemáticos.

    Para alertar e colocar este assunto em debate também entre a população, a Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP) promove neste mês a campanha Junho Púrpura - Distúrbios de Aprendizagem: conhecer, perceber, enfrentar. O objetivo é levar dados e atualização aos pediatras sobre o aprendizado, suas dificuldades e distúrbios.

    “Precisamos trazer o problema para o consultório e não deixá-lo apenas na escola e, dessa forma, contribuir para uma orientação aos pais, esclarecendo dúvidas e ajudando as famílias na difícil escolha dos especialistas ou profissionais que devem procurar”, afirmou a presidente do Departamento de Otorrinolaringologia da SPSP e coordenadora da campanha, Renata Di Francesco.

    Segundo o coordenador de campanhas da SPSP, Claudio Barsanti, a conscientização dos profissionais de saúde para a questão é fundamental. “O quanto antes a causa dos distúrbios for detectada, melhor. Dessa maneira, serão realizadas as intervenções necessárias para que essas crianças possam ter um diagnóstico e encaminhamento adequados”.

    Barsanti explicou que sinais como alterações na percepção, escuta, visão, entre outros, devem ser observados e tratados o mais rapidamente possível. “Os profissionais devem estar atentos nesse sentido, pois o tratamento adequado precoce fará toda a diferença no futuro dessas crianças”, ressaltou.

    Entre as ações da campanha, fazem parte o treinamento com os pediatras e materiais orientadores aos pais. “A campanha vai apresentar textos de orientação à população inseridas no blog do site da SPSP, vamos elaborar um curso de orientação aos pediatras e outros textos de orientação aos médicos. É uma campanha que visa as duas frentes, que é a orientação dos pacientes e dos médicos para que isso seja bem englobado”, informou Renata.

    Para a coordenadora da campanha, é importante trazer essas queixas escolares para os médicos durante a consulta.

    “Às vezes os pais estão muito preocupados com doenças, com peso, altura, com infecções e deixa de falar que a criança não está indo bem na escola. Muitas vezes o aproveitamento ruim da criança na escola está relacionado com déficits auditivos, com problemas visuais e às vezes com coisas mais complexas, por exemplo, uma dislexia ou outros distúrbios importantes que possam estar relacionados com esses problemas.”

    Após observar algumas alterações no modo de fazer a lição de casa de seu filho Rafael, de 7 anos, a pesquisadora A.B., que prefere ter seu nome preservado, disse que vem percorrendo uma longa jornada para fechar o diagnóstico de seu filho.

    Inicialmente ele foi diagnosticado, por meio de uma avaliação neuropsicológica, como portador do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), mas ele pode ter o Transtorno do Processamento Auditivo Central. A criança vem sendo acompanhada pelo pediatra, e também por fonoaudiólogo e psicóloga.

    “Comecei a perceber em casa que ele estava com dificuldade para fazer certas lições e coisas que ele já tinha aprendido, foi uma dificuldade que me chamou atenção. Marquei uma reunião com a escola que confirmou, achando que ele estava com um pouco de dificuldade para avançar e sugeriu que ele fizesse a avaliação neuropsicológica”.

    Após esta avaliação, a pesquisadora conta que começou uma ‘via crucis’ atrás de especialistas. “A gente começou a procurar psicólogas, fui em cinco diferentes até eu achar uma que condissesse com o que eu penso, fui em neurologista, e os dois disseram que o TDAH precisa de medicação”.

    Mas a pesquisadora não estava confiante em medicar seu filho e foi em busca de outras avaliações. “Comecei a entrar em outras vias, ele faz tratamento psicológico, fui atrás [para saber] do Transtorno do Processamento Auditivo Central e quando percebi que ele tinha essa alteração, eu apostei todas essas fichas nisso. Até a gente solucionar essa alteração, eu não quero pensar em medicação, ele vai fazer tudo o que tem que fazer com fonoaudióloga e um psicomotricista para ajuda-lo”.

    Desde então, ela disse que ele vem evoluindo bem. “A escola mesmo disse que ele está bem mais concentrado, conseguindo acompanhar bem a turma, ele jamais teve que fazer uma prova diferenciada, ele tem ajuda na hora do enunciado, mas está indo bem e a parte social também está supercontrolada”.

    Ela aconselha às famílias a se informar muito quando se deparar com algum transtorno de aprendizagem. “Leia tudo, mas não dê apenas um ‘google’, mais do que isso, é importante procurar um profissional que você confie e se informar muito. A informação é a única coisa que vai te ajudar a ajudar seu filho, entender do que se trata é fundamental para as ações que terá em seguida e eles precisam muito da gente”, finalizou.

  • Boa pedida

    Biblioteca Pública: um programa diferente neste sábado para a criançada

    Biblioteca Pública: um programa diferente neste sábado para a criançada
    (Foto: Divulgação)


    Contação de histórias, oficina para crianças e dois lançamentos literários marcam a programação da Biblioteca Pública do Paraná neste sábado (08). Todas as atividades são gratuitas e não é necessária inscrição prévia.
    Às 10h, a escritora Cassia H. G. Cavarsan conversa com o público sobre Jeitinho de Manu, livro que propõe uma brincadeira de perguntas e respostas a partir da curiosidade de uma menina intrigada com uma porta misteriosa. O encontro acontece na Seção Infantil. No mesmo espaço, às 11h, o projeto Hora do Conto apresenta História em Três Atos, de Bartolomeu Campos de Queirós. A sessão é seguida de uma oficina de trabalhos manuais.
    A partir das 10h30, Raffaella Fernandez lança A Poética de Resíduos de Carolina Maria de Jesus, sobre a escritora mineira que morou boa parte da vida em favelas e produziu sua obra enquanto trabalhava como catadora de papel. O evento, que acontece no auditório, ainda inclui uma palestra ministrada pela autora do livro.

    Serviço
    08 de junho, sábado – Biblioteca Pública do Paraná
    Lançamento do livro Jeitinho de Manu, de Cassia H. G. Cavarsan
    Horário: às 10h, na Seção Infantil
    Palestra e lançamento do livro A Poética de Resíduos de Carolina Maria de Jesus, de Raffaella Fernandez
    A partir das 10h30, no auditório da BPP

    Hora do Conto
    De 3 a 11 de junho, às 11h e 15h (no sábado, somente às 11h)
    Biblioteca Pública do Paraná
    Rua Cândido Lopes, 133, Centro - Curitiba
    Entrada franca
    Mais informações: (41) 3221-4980

  • Redes sociais

    5 dicas para manter seu filho seguro no Instagram

    5 dicas para manter seu filho seguro no Instagram
    (Foto: Divulgação)

    Os jovens de hoje adoram usar as redes sociais para compartilhar fotos, postar atualizações e manter contato com seus amigos. Mas para os pais, isso geralmente levanta preocupações sobre segurança. Muitas vezes, é difícil perceber quando estão compartilhando em excesso ou quando estão permitindo que a internet saiba demais sobre suas vidas pessoais.

    Juntamente com o Facebook e o Twitter, o Instagram é uma das plataformas de mídia social mais populares e é construída baseada no compartilhamento de fotos. A armadilha é que, usuários compartilham suas imagens e conteúdo para adquirir mais e mais seguidores e assim obter mais e mais curtidas. Essas curtidas indicam a popularidade de um post e, finalmente, do usuário. Portanto, na busca de mais “curtidas”, fica difícil diferenciar entre o que é ou não apropriado e seguro compartilhar. A menos que seu filho tenha atualizado as configurações de privacidade, ele pode ter seguidores desconhecidos, o que pode ser perigoso.

    Mantenha seu filho seguro seguindo essas cinco dicas:

    Remova seguidores desconhecidos


    O primeiro passo a tomar é remover todos os seguidores desconhecidos. Muito parecido com o Twitter, o Instagram pode permitir que usuários sigam um ao outro sem ter que perguntar. Se o seu filho não tiver alterado as configurações de privacidade, tecnicamente, qualquer pessoa poderá ver seu perfil e suas fotos.
    Para remover um seguidor, basta acessar a lista de seguidores do seu filho e tocar em "Remover", ao lado do usuário. Você pode então bloquear seguidores tocando no nome de usuário e acessando o perfil. No canto superior direito, você encontrará três pontos. Depois de clicar, selecione "Bloquear".

    Ativar "Conta Privada"


    Depois de remover seus seguidores desconhecidos, pense em ativar as configurações de segurança da conta privada do Instagram. Isto restringe a visibilidade da conta para aqueles que não seguem teu filho. E permite que ele aceite ou rejeite qualquer solicitação que vier em seguida. Ter isso ativado reduz o número de seguidores desconhecidos.

    Certifique-se de que a função Mapa do Instagram está desativada


    Como o Twitter e o Facebook, o Instagram permite que os usuários localizem seus posts. Isso significa que os seguidores podem ver onde uma foto foi tirada e postada. Para manter seu filho seguro, peça que ele remova todos os locais marcados geograficamente.

    Evite compartilhamentos de localização futuros

    Uma vez que se filho removeu as geo-tags, você pode bloquear essa opção de uma vez por todas. Para fazer isso, você precisará desativar os serviços de localização no telefone do seu filho. Para dispositivos iOS, acesse: Configurações> Privacidade> Serviços de localização> Instagram e toque "Nunca" em "Permitir acesso ao local". Para telefones Android, verifique o site de ajuda do Instagram para obter informações sobre a desativação de geotags.

    Finalmente ... Certifique-se de que eles não estejam divulgando informações pessoais na plataforma!


    O Instagram permite que os usuários listem informações pessoais, como seu nome real e número de telefone. Certifique-se de que seu filho não tenha nada em seu perfil que permita que alguém o contate diretamente ou saiba do seu paradeiro.

    As informações são da Gemalto, que é empresa líder em segurança digital.

  • Imparcialidade

    E quando os irmãos brigam muito? Especialista dá cinco dicas preciosas

    E quando os irmãos brigam muito? Especialista dá cinco dicas preciosas
    (Foto: Divulgação)


    Temos que aceitar o fato: brigas entre irmãos faz parte da vida de qualquer família. Não só é inevitável, como também é um meio de aprendizado sobre relacionamentos e negociações. No entanto, as disputas constantes podem transformar a rotina diária em um verdadeiro caos. Daí, cabe aos pais intervir e disciplinar seus filhos. Mas como ajudar sem parecer que está tomando partido de algum lado?  Alexandre Pedro, Psicanalista pela Sociedade Internacional de Psicanálise de São Paulo; Master Practitioner de PNL filiado ao NLP Academy; Hipnoterapeuta filiado ao International Board of Hipnosys e ao National Guild of Hipnotists, dá cinco dicas preciosas, entre elas evitar o confronto e ser imparcial. 


    1 – Não rotule e nem compare: Até pequenos rótulos colocam mais lenha na fogueira. Se a mãe chama um de "o estudioso", automaticamente entende-se que o outro não gosta de estudar. Fazer comparações no meio de uma briga, então, só piora a situação. É muito comum ouvir “seu irmão está quieto, para de implicar com ele”. Qualquer coisa que você diga a favor de um, vai soar como proteção. E isso só vai alimentar sentimentos ruins, como ciúme, inveja e baixa autoestima.

    2 – Reserve um tempo do seu dia para cada um dos filhos: Leia um livro para um, ajude na lição do outro. Sua atenção deve ser exclusiva, e a qualidade desse tempo precisa ser igual para todos. Dar atenção separadamente fará com que cada um se sinta seguro e amado de forma única, evitando brigas pela disputa do seu afeto.

    3 – Seja mediador, não um juiz: Durante uma briga entre os filhos, jamais tome partido de alguém. A rivalidade só vai aumentar. Seu papel é mediar, e não julgar. Traga os dois lados para conversar e ajude-os a chegar a uma solução que seja boa para ambos. Desse modo, não haverá ganhadores ou perdedores, e eles ainda aprendem uma habilidade importante para futuros conflitos.

    4 – Não obrigue as crianças a dividir: Aprender a dividir é muito importante, assim como aprender a ter limites. Porém, quando a criança é forçada a dividir algo com o irmão, irá assimilar isso como uma coisa negativa, e não vai querer fazer de novo. Ao invés de obrigar a criança a emprestar o brinquedo, tente outra abordagem como "é o brinquedo novo do seu irmão, você terá sua vez quando ele acabar de brincar". O dono do brinquedo se sentirá seguro e, com o tempo, menos possessivo. Assim, o ato de emprestar se tornará natural e espontâneo.

    5 – Tolere as crises de raiva: Crianças repetem um determinado comportamento que funcionou para elas. Quando os pais cedem às crises de raiva e dizem "dá a vez para o seu irmão agora", estão incentivando a rivalidade entre os irmãos e mostrando que a birra é uma boa tática para conseguir o que quer. Mostre que a crise de raiva não funciona e espere passar sozinha. Ignorar os rompantes pode ser difícil, especialmente em locais públicos. Mas lembre-se que a crise é o meio que a criança usa, temporariamente, para demonstrar sua insatisfação, e não há problema nisso. Aprender a relevar esses pequenos desapontamentos servirá para a vida futura de seus filhos, além de resultar em uma maior tranquilidade em casa.

  • Cinebaby

    Pai faz´test-drive' em sessão de cinema para crianças pequenas. Veja como foi

    Pai faz´test-drive' em sessão de cinema para crianças pequenas. Veja como foi
    O trio feliz na sessão do CineBaby (Foto: Arquivo Pessoal)

    O Blog Mães do Bem abre espaço para um pai hoje. Um pai especial e corajoso.  A convite do Bem Paraná, do Ventura Shopping e do Cinesystem Cinemas, Alexandre Ioppi Júnior levou os seus filhos Clarice, 6 anos, e Bejamin, 1 ano e 9 meses, à sessão especial CineBaby, onde pais e familiares podem levar as crianças ao cinema. O detalhe é que o trio foi ver o filme 'Vingadores, Ultimato'. Isso mesmo! Três horas de filme com duas crianças pequenas.  A ideia da experiência foi fazer um test drive da iniciativa, ver os prós e contras e ver se realmente funciona.

    Abaixo, o relato detalhado de Alexandre sobre a experiência. 


    "Ir sozinho com duas crianças - um bebê de 1 ano e 9 meses e uma menina de 6 anos - assistir a um filme de três horas pode parecer uma missão impossível. Trocadilhos à parte, fui fazer essa experiência com o Benjamin e a Clarice numa tarde dessas para assistir "Vingadores-Ultimato". Se quando fui sozinho, precisei sair pra ir ao banheiro, fiquei imaginando quantas saídas seriam necessárias com a duplinha.


    Fomos recepcionados pelo Capitão América e o Homem Aranha, apesar de as crianças gostarem dos personagens, a Clarice ficou tímida e o Benjamin assustado. Ele também chorou quando entramos no cinema, mas, por ser uma sessão baby, o ambiente estava mais claro e ele logo se acalmou. O som também fica mais baixo do que nas sessões comuns, o que evita sustos para o bebê.


    Fiquei surpreso que o Benjamin ficou um bom tempo envolvido, prestando atenção e comendo pipoca. Enquanto isso, a Clarice não parava de fazer perguntas. Não precisei usar, mas é uma boa ideia ter trocador na sala de exibição, assim não precisaria sair em caso de emergência com a fralda. Claro que a Clarice pediu pra ir ao banheiro, ela sempre pede, mesmo em filmes mais curtos. Mas havia monitoras que podiam acompanhá-la até lá e, como ela já sabe ir sozinha, foi tranquilo.
    Com o passar do filme, eles foram ficando entediados. Aí fui salvo pelos brinquedos que estavam disponíveis na parte de baixo da sala. O bebê foi lá brincar e felizmente a mana quis fazer companhia, então os dois se distraíram e conseguimos chegar até o fim do filme.


    Essas facilidades todas tornaram mais factível assistir a um filme longo com duas pessoinhas cheias de energia. Mas cada criança reage de um jeito. Havia um piazinho que não parava quieto e o pai dele acabou colocado Galinha Pintadinha no celular. Benjamin viu ou ouviu e também quis, confesso que precisei colocar alguns minutinhos até ele se acalmar. Mas como todo mundo ali estava no mesmo barco, recorri à “popó” sem constrangimento. Sobrevivemos! Com menos estresse para nós e para os demais do que se fosse uma sessão comum. Vamos aguardar a sequência da Marvel"

    Sobre o CineBaby -  Lançado em 22 de maio, o projeto acontecerá uma vez por mês e atende as necessidades dos pais, bebês e crianças. As sessões de cinema são durante o período da tarde e recebem cuidados especiais, com sala em meia luz, som e ar condicionado suaves. Além disso, há à disposição um trocador de fraldas e itens de higiene oferecidos pelas Fraldas Mili. A Bumerang Brinquedos, loja do Ventura Shopping, oferece brinquedos para distrair e entreter as crianças, que poderão ser utilizados gratuitamente.

    A escolha do filme para o CineBaby acontece por votação pelas redes sociais do Ventura Shopping, sempre com três opções de escolha. O regulamento pode ser consultado no site http://venturashopping.com.br.

  • Casa Rudá

    Escritora argentina Laura Gutman vem a Curitiba falar sobre maternidade. Saiba quando

    Escritora argentina Laura Gutman vem a Curitiba falar sobre maternidade. Saiba quando
    (Foto: Divulgação)

    Casa Rudá promove evento inédito em Curitiba com a escritora argentina Laura Gutman: Porque todo mundo teve mãe
    Palestra com a autora do best-seller “A Maternidade e o encontro com a própria sombra” será no dia 25/05, no Auditório da FAE
    Você já parou para pensar que todas as pessoas já passaram por uma gestação e parto? Seja como mãe ou como filho(a), isto é um fato. A maternidade é o ponto de partida para a vivência de inúmeros sentimentos e emoções para as quais as mulheres nunca foram apresentadas anteriormente.


    Neste mês das mães, a Casa Rudá traz a Curitiba a psicoterapeuta argentina Laura Gutman, autora do best-seller “A Maternidade e o encontro com a própria sombra”, entre outros livros.

    Em sua palestra no dia 25 de maio, Laura vai falar sobre maternidade, puerpério e a relação entre pais e filhos. O evento será das 10h às 17h, no Auditório da FAE Business School, com debate e muitas reflexões sobre as questões a cerca da maternidade na vida contemporânea. Os ingressos estão à venda pelo Sympla e custam a partir de R$ 270.

    EVENTO
    Laura Gutman e Casa Rudá: porque todo mundo teve mãe*
    Data: 25 de maio de 2019
    Horário: 10h às 17h
    Local: Auditório da FAE Business School. Av. Visconde de Guarapuava, 3263, Centro – Curitiba/PR
    Ingressos: https://www.sympla.com.br/laura-gutman-e-casa-ruda-porque-todo-mundo-teve-mae__483548
    *Haverá tradução simultânea com fones de ouvido.

    Cronograma:
    10h - abertura e exposição sensorial
    10h30 - palestra com Laura Gutman
    12h30 - intervalo para almoço
    14h - mesa redonda com Laura Gutman e convidados da Casa Rudá
    15h30 - espaço aberto para perguntas
    16h - sessão de autógrafos com Laura Gutman
    17h - encerramento


    Sobre a Casa Rudá: Primeira casa do Brasil voltada ao acolhimento de mulheres puérperas, suas famílias e filhos. As atividades da Casa Rudá vão funcionar em uma chácara na Região Metropolitana de Curitiba e serão desenvolvidas, oficialmente, a partir do segundo semestre de 2019. O evento com a psicopedagoga Laura Gutman em Curitiba vai marcar o pré-lançamento da Casa Rudá. www.casaruda.net

  • Fim de semana

    Feira Cute Cute tem programação e produtos para mães, crianças e bebês

    Feira Cute Cute tem programação e produtos para mães, crianças e bebês
    (Foto: Divulgação)

    Imagine um evento onde você encontra produtos diferenciados para bebês, crianças e gestantes. Em Curitiba, a Feira Cute Cute vem se firmando nessa segmentação e dá a largada para sua quarta edição de 16 a 19 de maio, no Buffet Du Batel. Serão mais de 40 expositores apresentando tendências e novidades em vestuário, decoração, acessórios, produtos de beleza e cuidados para mães e bebês, itens indispensáveis na primeira infância como enxoval e também muitas inovações, entre elas, fraldas de pano; colares de âmbar e roupas multiuso. Nesta edição, a entrada será beneficente, então a doação de itens para crianças vale um ingresso.

    O diferencial aqui está na reunião de marcas que se dedicam a produzir itens criativos e fora do comum. Isso tudo aliado a preços e condições especiais praticadas com exclusividade na feira. De acordo com as criadoras Flávia Polidoro e Tassia Fráguas, da We Do Prime, produtora do evento, esta edição está ainda mais especial. “Nosso cuidado está em reunir o que há de destaque para mães, gestantes e crianças e também em proporcionar experiência única de compra”, explicam as empresárias.

    Como já é característica, a Feira Cute Cute conversa com mamães que buscam o tradicional, mamães que optam por roupas sem gênero, aquelas que buscam pelo enxoval tradicional e também as mais modernas que querem encontrar alternativas em decoração, entre outras demandas que foram sendo observadas ao longo das três edições anteriores.

    Os visitantes serão novamente recebidos com espaços especiais: espaço kids monitorado; sala de amamentação; fraldário; área gourmet; e também vão usufruir de ampla programação cultural pensada para ser aproveitada em família. O destaque fica com dois jogos escape criados exclusivamente para o evento: Desafio Cute Cute – Mães e o Desafio Cute Cute – Heróis. O primeiro é voltado para as mamães que vão ter de desvendar segredos para encontrar um sábio conselho deixado por uma mãe há muitos anos. “Nossa ideia é fazer as mães brincarem, vendo que toda a correria do dia-a-dia, os desafios da maternidade, conciliar a rotina materna com a profissional, é realmente puxada, mas que vale muito a pena”, explica Tássia. Já o jogo Heróis, é um escape voltado às crianças que terão de superar desafios para salvar o planeta de um terrível vilão.

    Também faz parte da programação, uma roda de conversa sobre A rotina e o sono nos primeiros meses do bebê, com Renata Bermudez; Haline Galbier vai conversar sobre “Como Potencializar o Desenvolvimento das Crianças Através do Brincar; enfermeira Daniele Aggio Oyama irá realizar uma "Oficina de Acolhimento a gestante na orientação de aleitamento materno e cuidados com o bebê no pós parto". Para os pequenos, além do escape game, também vai rolar um Chá de Princesas e oficina de gastronomia kids com a chef de cozinha Malu Bonilauri.

    Leite em pó, leite longa vida, fralda descartável, lenço umedecido ou itens de higiene pessoal para crianças dão direito a um ingresso. A arrecadação será destinada a instituições carentes que atendem gestantes e crianças. Para acompanhar todos os detalhes, tem a rede sociais no Facebook e Instagram @feiracutecute e também no site www.feiracutecute.com.br

    PROGRAMAÇÃO

    Quinta-feira

    16h Musicalização para Bebês, Gymboree (Gratuito)

    18h30 Oficina: Do It Yourself com Sucatas, Fun Rex (Gratuita)

    Sexta-feira

    15h Oficina Amamenta Baby - Acolhimento à gestante na orientação de Aleitamento Materno e Cuidados com o Bebê no Pós Parto (Gratuito, inscrições antecipadas)

    18h30 Oficina: Super Hero Maker, Fun Rex Qual Seu Herói Favorito? Vamos entender quais são as verdadeiras qualidades por trás de um herói e aplicá-las em nossas super capas! (Gratuito)

    19h Escape Maternidade, Cubilka (Gratuito)

    19h Desfile Infantil, Agência Gel Casting (Gratuito)

    Sábado

    11h30 Teatro Infantil, Doce Azedo (Gratuito)

    14h00 Oficina de Slime (R$ 15 por criança)

    15h00 Oficina Amamenta Baby - Acolhimento à gestante na orientação de Aleitamento Materno e Cuidados com o Bebê no Pós Parto (Gratuito, inscrições antecipadas)

    17h Roda de Conversa, "Como Potencializar o Desenvolvimento do seu pequeno Brincando", Haline Galbier (Gratuito, inscrições antecipadas)

    18h Palestra “A rotina e o sono nos 3 primeiros meses do bebê”, Renata Bermudez da Sosseguinho (Gratuito, inscrições antecipadas)

    Domingo

    14h Chá das Princesas – encontro com as princesas Elsa, Branca de Neve, Bela e Moana + oficina para aprender valores importantes e descobrir histórias incríveis. (R$ 30 por criança).

    16h Escape Heróis – Brincadeira para as crianças solucionarem mistérios e salvarem o mundo de um vilão (R$ 15 por criança)

    SERVIÇO

    O que: 4ª Edição Feira Cute Cute

    Quando: de 16 a 19 de maio.

    Horários: Quinta e sexta-feira das 14h às 21h e sábado e domingo das 10h às 20h.

    Onde: Buffet Du Batel – Alameda Dom Pedro, II, 238

    Ingressos: Leite em pó, leite longa vida, fralda descartável, lenço umedecido ou itens de higiene pessoal para crianças dão direito a um ingresso. Crianças de 0 a 12 anos não pagam.

    Informações: www.feiracutecute.com.br e redes sociais Facebook e Instagram @feiracutecute


    Expositores

    Água com Sal; Amababy; Amor de Baunilha; Amor Perfeito Baby; Art’sãs; BB Decora; Bel Fiori; Biobaby; Boneca Russa by Pri Lopes; Brahma Express Curitiba; Brataro; Bruna Sorbelo Café Caramello; Casiraghi Jóias; Casulo de Anjo; Claudia Biazotto Ateliê; Coletiva Mama; Colo de Mãe; Comfy; Cordeirinhos; Doce Brigadeiro; Doll Up; Dos Anjos Fotografia Du André Culinária; Empório da Papinha; Estilo Básico; Estimularte; Fábrica de Sonhos; Fazendo Arte; Gala Cosméticos; Galeria Kids; Gama Espaço de Criar; Garimpê; Karamela Laçarotes e Headbands; Kika Sossela; La Magie Kids; Laçarotes Miss Joliê; Lalalume; Lavi Calçados; Little Folks; Mamãe Joaninha; Mayaru; Meu Capricho Bolsas; Mi For You Importados; Mundo Kids Mania; Ninadora; Pedrinha Miudinha; Pequeno João; Petit Bobo; Petit & Co; Petit Poa Buffet; Pezinhos de Pérolas, Pijama Express; Pipe e Guca; Pizza Boros; Seguindo Seus Passos; SelfieBox Foto Entretenimento; Sonhos de Ninar; Splish Splash; Taice Cream Sorvete Tailandês; Trem Bão; Trichet4u Handmade; Up Criativa

  • Polêmica

    Shopping lança sessão exclusiva para famílias com crianças

    Shopping lança sessão exclusiva para famílias com crianças
    (Foto: Divulgação)

    Quem não tem filhos pequenos se incomoda com a presença de crianças nas sessões de cinema. Há muitas reclamações nas redes sociais de adultos que desviaram a atenção do filme pelo barulho ou movimentação de pequenos entediados. Por outro lado, introduzir a cultura e o entretenimento aos filhos, desde pequenos, auxilia na formação cultural, estimula o aprendizado e, principalmente, proporciona momentos importantes e de qualidade entre a famílias - momentos esses cada vez mais escassos na sociedade atual.

    A última discussão sobre a prática aconteceu no anúncio do lançamento de “Vingadores: Ultimato”, quando fãs iniciaram uma campanha para que pais não levassem seus filhos ao cinema. Pensando nisso, o Ventura Shopping, de Curitiba, lançou, em parceria com o Cinesystem, um projeto chamado CineBaby, com sessões especiais para que pais e familiares possam levar as crianças ao cinema.

    Com início no dia 22 de maio, o projeto acontecerá uma vez por mês e atende as necessidades dos pais, bebês e crianças. As sessões de cinema serão durante o período da tarde e receberão cuidados especiais, com sala em meia luz, som e ar condicionado suaves. Além disso, há à disposição um trocador de fraldas e itens de higiene oferecidos pelas Fraldas Mili. A Bumerang Brinquedos, loja do Ventura Shopping, oferecerá brinquedos para distrair e entreter as crianças, que poderão ser utilizados gratuitamente.

    Para a gerente de marketing do Ventura Shopping, Daniela Leal, “além de proporcionar integração e convivência com outras crianças, queremos que o CineBaby seja um momento de troca de experiência entre pais e filhos de todas as idades. Diferente das sessões comuns, aqui os pais não precisam se preocupar quando a criança chorar ou caso precise levantar durante o filme”, conta.

    A escolha do filme para o CineBaby acontece por votação pelas redes sociais do Ventura Shopping, sempre com três opções de escolha. Para a primeira sessão no dia 22 de maio, os filmes disponíveis na enquete são: “Vingadores: Ultimato”, “Detetive Pikachu” e “UglyDolls”. As votações serão aceitas até domingo (19). O regulamento pode ser consultado no site http://venturashopping.com.br.

     

    SERVIÇO

    CineBaby

    Data: 22 de maio

    Horário: 14h

    Local: Cinesystem Ventura Shopping

    Endereço: R. Itacolomi, 292 - Portão – Curitiba/PR

  • Alerta

    Acidentes de trânsito: aprenda sobre os principais riscos para as crianças

    O trânsito é a principal causa de morte por acidente de crianças e adolescentes de zero a 14 anos no Brasil, segundo o Ministério da Saúde. Só no ano de 2016, morreram 1.292 meninas e meninos brasileiros em decorrência de acidentes no trânsito (Datasus/2016). O dado reflete a importância de governo e sociedade pensarem em formas de garantir mais segurança nesse ambiente e também que é urgente focarmos na prevenção. Neste texto, vamos falar sobre o porquê a criança é um dos atores mais frágeis no trânsito e também expor os principais fatores de risco que resultam em tantos acidentes nas vias.

     

    Acidentes de trânsito em números

    Das 1.292 crianças e adolescentes que morreram em 2016 por acidente de trânsito, 469 (36,3%) ocupavam veículos, seguido por 386 (29,9%) na condição de pedestre e 137 vítimas de motocicletas (10,6%).

    As maiores vítimas, em qualquer situação, são meninos e meninas de 10 a 14 anos, que representaram 545 mortes só em 2016. Como nesta faixa etária a criança já adquiriu mais independência, há menor vigilância dos pais ou responsáveis quanto aos procedimentos seguros no trânsito. Não usar o cinto de segurança e atravessar a rua distraídos são alguns descuidos comuns. O mesmo fator atinge outra faixa etária, de cinco a nove anos de idade, representando 352 vítimas no ano.

    Os números de crianças e adolescentes internados por acidente de trânsito também é bastante expressivo. Só em 2018, o Brasil registrou 11.037 internações, de acordo com o Datasus. Dessas, 3.596 representam meninas e meninos que se encontravam em condição de pedestre, 2.634 representam acidentes em que a criança ou o adolescente em motocicleta e 2.483 crianças em bicicletas.

    A legislação brasileira recomenda que, até os 10 anos de idade, as crianças sejam transportadas no banco traseiro do veículo automotivo, usando cinto de segurança. E, até os sete anos e meio elas precisam usar um dispositivo de retenção veicular (bebê conforto, cadeirinha e assento de elevação). Quando usados e instalados corretamente, esses dispositivos reduzem em até 71% a chance de morte de uma criança em caso de acidente de trânsito.

    Leia mais sobre como prevenir acidentes de trânsito

     

    Dados sobre acidentes de trânsito com crianças e adolescentes

    Número de mortes de crianças e adolescentes em acidentes de trãnsito (2016)

    Tipos de acidentes

    Menor 1 ano

    1 a 4 anos

    5 a 9 anos

    10 a 14 anos

    Total

    Ocupante de veículo

    60

    104

    141

    164

    469

    Pedestre

    9

    131

    119

    127

    386

    Ciclista

    0

    3

    13

    48

    64

    Motocicleta

    3

    16

    16

    102

    137

    Outros

    18

    51

    63

    104

    236

    Total

    90

    305

    352

    545

    1.292

    Fonte: Datasus - 2016

    Número de internações de crianças e adolescentes em acidentes de trãnsito (2016)

    Tipos de acidentes

    Menor 1 ano

    1 a 4 anos

    5 a 9 anos

    10 a 14 anos

    Total

    Pedestre

    87

    801

    1352

    1356

    3596

    Ciclista

    19

    198

    813

    1453

    2483

    Motocicleta

    115

    461

    595

    1463

    2634

    Ocupante de veiculo

    74

    235

    441

    658

    1408

    Outros

    28

    193

    321

    374

    916

    Total

    323

    1.888

    3.522

    5.304

    11.037

    Fonte: Datasus - 2018

     

    Fatores de risco para acidentes de trânsito

    A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) estabeleceu seis principais fatores de risco para acidentes de trânsito, expostos em sua publicação Salvar VIDAS. Entre eles, destacamos:

    1. Velocidade;
    2. Não usar sistema de retenção para crianças; e
    3. Distrações.

    Velocidade

    O excesso de velocidade é uma das principais causas de acidentes de trânsito. Quanto maior é a velocidade de um veículo, mais tempo ele precisa para parar totalmente após o motorista acionar o freio. Além disso, quanto maior a velocidade, maior é o impacto em caso de colisão.

    Devido a isso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que o limite máximo de velocidade em vias urbanas seja de 50 km/h. De acordo com estudos, um pedestre atropelado por um veículo que circula até essa velocidade tem menos de 20% de chance de morrer em caso de atropelamento. Quando os automóveis circulam à 80 km/h, a probabilidade de óbito é de quase 60%.

    Não usar sistema de retenção para crianças

    Usar a cadeirinha, o bebê conforto ou o assento de elevação é a única maneira segura para transportar crianças em veículos. De acordo com a legislação brasileira, é obrigatório o uso do equipamento de retenção para crianças de até sete anos e meio. Se a lei não for cumprida, o infrator deverá pagar uma multa de R$ 293,47, perde sete pontos na carteira de habilitação e tem o veículo retido para regularização.

    Para cada idade, peso e altura de meninas e meninos, existe um equipamento correto a ser utilizado, que sempre deve possuir certificação o Inmetro e ser instalado corretamente. Saiba qual é o equipamento mais indicado para cada caso:

    Qual cadeirinha usar de acordo com a idade, peso e altura da criança?

    Distrações

    Para dirigir carro ou moto, pedalar uma bike ou andar pela rua com segurança é preciso muita atenção o tempo todo. Qualquer distração pode provocar um acidente. Por isso, sempre que estiver no trânsito - seja como motorista ou pedestre - evite usar fones de ouvido ou o celular. Caso precise atender uma ligação ou responder uma mensagem, pare em um local seguro. Converse com as crianças e adolescentes sobre a importância de manter sempre atento olhos e ouvidos ao trânsito para evitar acidentes,

    Os outros fatores de risco citados pela publicação são:

    1. Não usar capacete;
    2. Dirigir sob efeito do álcool; e
    3. Não usar cinto de segurança.

     

    A criança e o trânsito

    Quando falamos das questões relacionadas ao trânsito e infância, não podemos deixar de considerar a diferença do desenvolvimento cognitivo, físico e emocional de uma criança em comparação ao adulto.

    Por isso, quando o foco das ações de prevenção de acidentes são as crianças, é necessário, além dos dados, levar em consideração as especificidades da criança e sua correlação com a mobilidade e o trânsito.

    Abaixo, seguem os principais característica física e psicológica que tornam as crianças mais vulneráveis no trânsito.

    Visão

    A criança não enxerga como um adulto. Ela não tem a mesma amplitude de visão periférica que uma pessoa adulta tem. Devido a isso, os pequenos praticamente só enxergam o que está na frente deles.

    Além disso, uma criança leva aproximadamente quatro segundos para que consiga perceber se um automóvel está parado ou em movimento.

    Conceitos como "altura" e "distância" também são confusos para crianças. Por exemplo, um automóvel, que é menor, parece mais afastado que um caminhão, que é grande.

    A mesma confusão acontece com os conceitos de "ver" e "ser visto". Se uma criança vê um automóvel, ela imediatamente acredita que também foi vista. Entretanto, isso nem sempre acontece, até mesmo em consequência à sua baixa estatura, que pode acabar deixando o pequeno fora do campo de visão dos motoristas.

    Audição

    Uma criança não ouve como um adulto. Ela não consegue detectar bem de onde provêm os sons e os ruídos da vida cotidiana a distraem, fazendo com que elas prestem atenção apenas nos barulhos que a interessam (algum colega a chamando, por exemplo).

    Relação causa-efeito

    A criança não compreende a relação causa-efeito. Com isso, ela entende que o automóvel pode parar imediatamente assim que motorista frear. Para ela, é incompreensível o conceito de que é preciso uma distância e um tempo para um veículo parar completamente após o motorista pisar no freio.

    Imitação

    As crianças tendem a imitar os adultos. Por exemplo, ela vê um adulto atravessando a rua e, imediatamente, acredita que ela também pode atravessar, sem compreender que, no trânsito, em alguns segundos a situação pode se alterar completamente.

    Satisfação das suas necessidades

    Para a criança, brincar, mover, chegar na hora na escola ou em casa, juntar-se aos seus pais do outro lado da rua ou recuperar a sua bola é mais importante que observar a circulação. Para isso, ela é capaz de correr para a rua sem observar antes se um carro está vindo.

     

    Desenvolvimento da criança

    Os acidentes têm consequências mais sérias com crianças e adolescentes porque seus corpos são mais frágeis que um corpo adulto. Isso acontece porque eles ainda estão se desenvolvendo.

    Estudiosos do desenvolvimento infantil dizem que crianças menores de dez anos ainda não possuem habilidades motoras e cognitivas totalmente amadurecidas para perceber e para reagir de forma segura diante dos riscos e das regras que o trânsito dispõe.

    Por conta de sua baixa estatura, em caso de atropelamento, por exemplo, o impacto de um veículo contra o corpo de uma criança atinge regiões da cabeça, pélvis e abdômen, que são muito frágeis do corpo humano, o que acaba aumentando as chances de lesões gravíssimas e fatais.

    Além disso, crianças de até 12 anos ainda não possuem um desenvolvimento perceptivo-motor completo para transitarem de forma segura em vias públicas. Esse desenvolvimento se manifesta por meio da observação, da percepção e da interpretação adequada dos estímulos do ambiente. Isso tudo servirá como ferramentas que as ajudarão na tomada de decisão e ação eficientes e eficazes diante dos riscos.

    Por isso, cabe aos pais, familiares, responsáveis e cuidadores desde cedo explicar os conceitos de segurança no trânsito para os pequenos e observarem as crianças durante os trajetos para perceberem se elas já estão preparadas para andarem sozinhas na rua com segurança.

    ---

     

    A Criança Segura

     

    A Criança Segura é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, dedicada à prevenção de acidentes com crianças e adolescentes de até 14 anos. A organização atua no Brasil desde 2001 e faz parte da rede internacional Safe Kids Worldwide, fundada em 1987, nos Estados Unidos, pelo cirurgião pediatra Martin Eichelberger.

     

    Para cumprir sua missão, desenvolve ações de Políticas Públicas – incentivo ao debate e participação nas discussões sobre leis ligadas à criança, objetivando inserir a causa na agenda e orçamento público; Comunicação – geração de informação e desenvolvimento de campanhas de mídia para alertar e conscientizar a sociedade sobre a causa e Mobilização – cursos à distância, oficinas presenciais e sistematização de conteúdos para potenciais multiplicadores, como profissionais de educação, saúde, trânsito e outros ligados à infância, promovendo a adoção de comportamentos seguros.

DESTAQUES DOS EDITORES