• 16/07/2018

    Cattalini Terminais Marítimos oferece mais um Hahanaguá, festival de humor de Paranaguá

    A partir do dia 20 de julho, Paranaguá recebe mais uma edição do “Hahanaguá – Festival de Humor de Paranaguá”, com stand-ups de comédia e peças de teatro, em comemoração aos 370 anos da cidade. A apresentação é da Cattalini Terminais Marítimos, com realização do Ministério da Cultura. Essa é mais uma ação do compromisso da empresa de terminais marítimos em levar cultura, lazer e entretenimento para a população da cidade litorânea. 

    Para abrir a sequência de espetáculos, no dia 20 de julho, às 20h, a companhia parnanguara Cia Novah de Teatro, estreia, no Teatro Rachel Costa, a comédia inédita “Um Toque de Gloss”, com direção de Ari Rodrigues e produção de Maurício Charneski.

    No dia 22 de julho, Diogo Portugal, o idealizador de um dos maiores festivas de humor do Brasil, o Risorama, apresenta o “Portugal é Aqui”, que reúne os seus principais personagens, como a manicure Marlene, a ex-garota de programa Pamela Conti, o lutador Bomba, o office boy Elvisley e o porteiro Ediomar. Já no dia 26 de julho, quinta-feira, o grande humorista Tirullipa, além de comemorar seus vinte anos de carreira com esse inovador espetáculo, traz para o palco do Teatro Rachel Costa, em Paranaguá, as histórias engraçadíssimas que relembram sua trajetória.


    Para os amantes de improviso, Márcio Ballas, que já foi apresentador do “É Tudo Improviso”, da Band, e “Esse Artista Sou Eu”, no SBT, vem a Paranaguá com o seu “Solo de Improviso”, no dia 28 de julho, às 20h. A segunda edição do festival de humor também contará com Cris Pereira, conhecido pelo seu personagem Gaudêncio, que apresenta o “Ponto Show”, que já foi assistido por mais de 500 mil pessoas. No espetáculo, Pereira representa os mais variados tipos de personagens da vida real em mais de uma hora e meia de duração.

    “O Hahanaguá é um festival que traz muita comédia e cultura para Paranaguá. No último ano, a recepção do público foi ótima. Para esta edição, além de humor, também serão oferecidos peças teatrais aos espectadores, proporcionando novas experiências culturais. Outro ponto de destaque nesta edição do festival é a apresentação de artistas locais. Esse ano os convidados foram os profissionais da Cia Novah de Teatro, que preparou especialmente a comédia “Um Toque de Gloss” , comenta José Paulo Fernando, diretor-presidente da Cattalini Terminais Marítimos.

    Os ingressos para o “Hahanaguá – Festival de Humor de Paranaguá” estão à disposição com preços que vão de R$10 (meia-entrada) a R$20 e podem ser adquirilos pelo Sympla ou nos pontos físicos: Confeitaria Vovó Virgínia (Rua Faria Sobrinho, 309 – Centro Histórico ) e nas bilheterias do Teatro Rachel Costa (Rua Quinze de Novembro, 87 – Centro Histórico).


    Compromisso social – Ao completar seus 370 anos de história, Paranaguá recebe esse presente oferecido pela Cattalini Terminais: a segunda edição do Festival Hahanaguá de Humor. O Festival integra seu Programa de Responsabilidade Socioambiental e reflete o compromisso da Cattalini com o progresso econômico e a qualidade de vida de seus colaboradores, de suas famílias, da comunidade no seu entorno e da sociedade onde está inserida.

    Além do Festival Hahanaguá de Humor outros 20 projetos integram o Programa de Responsabilidade Socioambiental. São iniciativas voltadas ao esporte, cultura, educação e meio ambiente direcionadas, principalmente aos jovens e crianças.

  • 13/07/2018

    The One Harley-Davidson promove "garage sale" na USINA 5

    sábado (14), das 9h até 18h, o Circuito - Lama, Chope e Brasa, localizado na Usina 5, em Curitiba, promove o Garage Sale n`Racing, em parceria com a The One Harley-Davidson, com vários descontos especiais em acessórios, peças e boutique da marca. A ação, que faz parte do 3º Darty Day, contará com o famoso café da manhã da The One; baterias da prova Flat Track, com equipes oficiais do Circuito; shows a Banda de Um Homem Só, com Ivan Halfon e Davi Henn; food trucks; bar com promoções exclusivas; entre outras atrações.

    Durante todo o dia, a The One estará com a promoção exclusiva em comemoração do Dia Mundial do Rock. A cada R$150,00 em compras durante o Garage Sale, ganha na hora um ingresso exclusivo para o Dia Mundial do Rock Festival Crossroads, que também acontece na Usina 5.

    Na oportunidade a marca Ducati, pela primeira vez no Brasil, colocará seu modelo Scrambler para os primeiros testes na pista de Dirty Track com intenção de criar uma nova categoria para o BMS Motorcycle, que acontecerá em agosto.

    A entrada e o estacionamento para motos e carros são gratuitos e para quem adquirir um ingresso para o BMS Motorcycle, maior e mais democrático evento duas rodas do Sul do País, que ocorre entre os dias 17 e 19 de agosto, ganha na hora um chopp da Heineken.

  • 21/06/2018

    ESTANTE S/A - Terapeuta, pós-doutor pela USP, Roberto Rosas Fernandes, analisa como o narcisismo impacta as relações no ambiente de trabalho e na vida pessoal

    Na última semana o Café e Livraria Solar do Rosário recebeu Roberto Rosas Fernandes,pós-doutor pela USP, para o lançamento de sua obra " Abismos Narcísicos: A Psicodinâmica do Amadurecimento e da Individuação"

    Na obra, (Ed. Apppirs). Roberto Rosas chama à atenção para a influência do narcisismo na subjetividade e na formação da autoimagem, enfatizando a importância dos vínculos afetivos no desenvolvimento do narcisismo criativo ou defensivo no sujeito.

    Abismos narcísicos: a psicodinâmica do amadurecimento e da individuação reúne artigos produzidos pelo autor como resultado de suas pesquisas na clínica da psicologia profunda. Seus textos pretendem chamar a atenção para a constituição narcísica do Eu e a influência do narcisismo na subjetividade e na formação da autoimagem.

    O autor enfatiza, ainda, a importância dos vínculos afetivos no desenvolvimento do narcisismo criativo ou defensivo. Rico em casos clínicos, este livro destina-se àqueles que se dedicam ao autoconhecimento, quer sejam analistas ou analisandos. Destina-se, também, aos que se interessam pelo mundo simbólico, tanto na busca por ampliação da consciência como da espiritualidade.

     

  • 20/06/2018

    Conheça os 5 erros mais cometidos pelos novos empresários

    De acordo com o IBGE, mais da metade dos trabalhadores brasileiros são empregados através de pequenos negócios. O crescimento do desemprego e atual crise econômica instalada no país forçaram o investimento desses profissionais em novos negócios, algumas vezes muito arriscados por não haver experiência ou afinidade alguma com o setor. O especialista em turnaround, Flávio Ítavo, destaca abaixo cinco erros mais comuns gerados pelos “novos empresários”. Decisões erradas, excesso de confiança e ações precipitadas podem arruinar um negócio que está apenas começando. Confira as dicas abaixo:

    ERRO 1 – O mais comum dos erros é acreditar que a empresa começará a operar e imediatamente gerará recursos para se manter e manter o investidor.

    • Faça um planejamento financeiro básico, onde as vendas crescem de acordo com o possível e não de acordo com o desejado;

    • Entenda que todo negócio tem um tempo de maturação antes de passar a gerar resultados para manter a si mesmo e mais algum tempo antes de gerar o suficiente para manter o investidor.

    ERRO 2 – Como um complemento ao primeiro erro acima, há uma tendência a achar que o “investimento” a ser feito será apenas nas máquinas ou equipamentos e na preparação do ponto. Muitos empresários se preocupam com os valores, mas se esquecem de itens fundamentais como os primeiros salários, o primeiro aluguel, o primeiro estoque. Dificilmente a empresa terá recebido o suficiente de suas vendas para pagar essas primeiras dívidas.

    • A dica é calcular o quanto será necessário de capital de giro. Esta conta é fácil mas alguns se confundem. Chame um amigo financeiro e peça ajuda. Sem entender o capital de giro, o negócio no Brasil terá muitas dificuldades.

    • Tenha reserva para seu sustento pelo dobro do tempo em que você calculou que a empresa levará para te sustentar adequadamente.

    ERRO 3 – Comece preparado para capacidade plena ou máxima de vendas. Se abrir um bar, projete que num momento em que tudo estiver indo bem, terá espaço para 30 mesas de 4 cadeiras cada.

    • O segredo é começar pequeno e ir crescendo. Não compre as 30 mesas e 120 cadeiras de uma vez. Pense no número mínimo para que o negócio faça sentido, ou seja, 6 mesas com 24 cadeiras. Comece por aí. Quando estiver com fila na porta, vá ampliando aos poucos.

    Erro 4 - Não planejar. Parece haver uma “alergia nacional” ao processo de planejamento. Ninguém gosta de planejar, primeiro porque é mesmo um exercício longo, nem sempre fácil e demanda muito trabalho. Por outro lado, há estatísticas que são muito motivadoras no sentido de incentivar quem faz algum tipo de planejamento.

    • As chances de uma empresa com bom nível de planejamento sobreviver ao primeiro ano, chega a ser dez vezes maior que uma empresa de porte similar sem o procedimento de planejar.

    ERRO 5 – Boa parte dos brasileiros que abrem novos negócios já foram ou ainda são funcionários de alguma empresa. A transição entre a postura de um funcionário e um empreendedor não é simples. As posturas em muitos aspectos podem ser similares, mas na maior parte das vezes é antagônica. O processo de transição pode ser um fator estressante que terá repercussões em sua maneira de gerir seu negócio.

    • Há vários cursos que ajudam ex-funcionários a se tornarem em empreendedores. São pequenos investimentos que oferecem capacitação e ajuda, sempre fundamentais para o negócio. Empreendedor e empresa só têm a evoluir.

    Sobre Flávio Ítavo – Executivo com experiência em empresas multinacionais e nacionais de grande porte de diferentes segmentos como Danone, Warner Lambert, Bunge Alimentos, Coty Inc, KPMG, Belsonno, Grupo Canopus e Grupo Niponsul, em posições de Gerência Geral e Diretoria Financeira, de Produção e Vendas, e em Turnaround de empresas como Avis Renta a Car e Cofibam, Flávio Ítavo especializou-se na recuperação de companhias e no redirecionamento para alavancar vendas e resultados. Ao longo de 30 anos, Flávio construiu uma carreira sólida como negociador, na criação de alianças, joint ventures, compra e venda de empresas, desenvolvedor de estratégias e táticas de sucesso, criador e iniciador de novos segmentos, produtos e mercados. Hoje, é um dos maiores especialistas em Turnaround, focando seus esforços na recuperação de grandes empresas e readequação aos novos tempos do mercado.

     

  • 18/06/2018

    Novo diretor financeiro da Itaipu toma posse em Curitiba

    O novo diretor financeiro executivo da Itaipu Binacional, Mário Antônio Cecato, tomou posse na tarde desta segunda-feira, 18, numa solenidade simbólica, no escritório da usina, em Curitiba. Servidor de carreira do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE), ele se comprometeu a apoiar os demais diretores e a dar continuidade aos projetos da empresa.



    Participaram da solenidade o diretor-geral brasileiro, Marcos Stamm, o diretor jurídico, Cézar Ziliotto, o diretor técnico executivo, Mauro Corbelini, o diretor administrativo, João Pereira, e o diretor de Coordenação, Newton Kaminski.

    Entre os principais desafios no horizonte do novo diretor, está a renegociação do Anexo C, a parte financeira do Tratado de Itaipu, que expira em 2023, o que para ele, é um prazo curto devido à complexidade do tema. “Por isso, acho que os trabalhos para essa renegociação têm que ser feitos com antecedência”.

    Outro tema em pauta que diz respeito à Diretoria Financeira é a possibilidade de fiscalização pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Para Cecato, é um assunto que precisa ser visto com cautela. “Onde há recursos públicos tem que ter fiscalização. Mas não sei se submeter ao TCU seria o formato adequado. Uma eventual fiscalização do TCU tem que ser muito bem pensada em função da relação com o Paraguai”, disse ele.

    A cerimônia de posse nesta segunda-feira foi um ato protocolar, uma vez que Cecato já iniciou o trabalho como diretor na semana passada, após a assinatura oficial do Livro de Posse da Itaipu, no dia 8 de junho (a nomeação pelo presidente Michel Temer foi publicada no Diário Oficial da União no dia 1º).

    Servidor do TCE desde abril de 1993, Cecato chegou a ocupar o cargo de Diretor de Contas Municipais e, mais recentemente, vinha atuando como analista de controle do tribunal.

    Para Marcos Stamm, a posse de Cecato tem uma dupla importância. “Primeiro, por ele estar vindo para a Diretoria Financeira, onde tive o prazer de me integrar à equipe da Itaipu. Em segundo, porque agora a diretoria está completa novamente, não apenas numericamente, mas pela qualidade”, afirmou Stamm, que ocupava o cargo de diretor financeiro há pouco mais de um ano até sua nomeação para a diretoria geral, no último dia 13 de abril.

  • 15/06/2018

    Shopping Jardim das Américas terá horário de funcionamento diferenciado nos dias de jogos do Brasil

    O Shopping Jardim das Américas anuncia horário diferenciado nos dias de jogos do Brasil na primeira fase da Copa do Mundo 2018. A estreia da seleção brasileira no mundial é contra a Suíça, e será no domingo, dia 17 de junho, às 15h. Neste dia o shopping terá abertura facultativa (lojas, alimentação e lazer) e o cinema estará fechado. Para as operações que optarem pela abertura, o empreendimento abrirá às 11h30 para o funcionamento da Praça de Alimentação e Lazer. As lojas optantes abrirão às 14h e fecharão às 14h30, reabrindo 15 minutos após o término do jogo.

     

    No segundo jogo entre Brasil e Costa Rica, que acontece na sexta-feira, dia 22 de junho, às 9h, o shopping abrirá logo após a partida, às 11h30.

     

    E no último jogo da primeira fase, que será no dia 27 de junho, às 15h de uma quarta-feira, o shopping abrirá normalmente e será fechado ao público às 14h30, reabrindo 15 minutos após o término do jogo.

     

    A direção do shopping irá exibir os jogos na Praça de Alimentação, exclusivamente para lojistas e funcionários.

     

    Serviço:

    Horário diferenciado do Shopping Jardim das Américas

    nos jogos do Brasil na Copa do Mundo 2018

     

    Data: 17/06 (domingo)

    Horário de funcionamento: Abertura facultativa. Abertura às 11h30 (Praça de Alimentação e Lazer) / Abertura das lojas às 14h fechando às 14h30 e reabrindo 15 minutos após o término do jogo.

     

    Data: 22/06 (sexta-feira)

    Horário de funcionamento: Abertura às 11h30

     

    Data: 27/06 (quarta-feira)

    Horário de funcionamento: Abre normalmente às 10h e fecha às 14h30, reabrindo 15 minutos após o término do jogo.

     

     

  • 15/06/2018

    Empresária curitibana é destaque como profissional do ano

    Empresária curitibana é destaque como profissional do ano

    A Câmara Municipal de Curitiba realizou na noite desta quinta-feira (14) a solenidade de entrega do prêmio “Profissionais do Ano”, homenageando 22 personalidades que se destacaram em suas respectivas áreas como exemplos de empenho, empreendedorismo, coragem e profissionalismo. A cerimônia foi conduzida pelo presidente da Casa, Serginho do Posto (PSDB), e acompanhada por outras lideranças, familiares dos homenageados e pela comunidade em geral.

    Entre os destaques da premiação está a empresária Vilma Bello, diretora da Bellos Imóveis (www.bellosimoveis.com.br), que desenvolve um trabalho de venda e locação voltado ao mercado imobiliário de alto padrão na região da capital paranaense. Por ter um perfil de mulher empreendedora, conhecida há anos por seu trabalho sério, responsável e dedicado, por gerar empregos e oportunidade a muitas  pessoas, assim como resultados eficientes a seus clientes, Vilma foi indicada pela vereadora Maria Letícia Fagundes (PV) para receber a honraria. “A Vilma é a mulher que cuida da família, dos negócios e dos interesses de seus clientes com maestria e responsabilidade. O diferencial dela é ser bem-sucedida em tudo o que faz”, afirma Maria Leticia.

    Para a empresária, ser reconhecida com o prêmio é gratificante. “Eu procuro fazer o meu melhor em tudo o que me proponho a realizar porque acho que está é a única forma de obter êxito e manter o espírito leve. Tenho uma filha adolescente e procuro dar bons  exemplos. Quero que ela seja uma pessoa do bem, bem sucedida e de caráter inquestionável. Como mãe devo ser o melhor modelo para ela e sei que a forma que a gente conduz os negócios reflete muito na educação dos filhos”, explica Vilma.

    Profissionais do Ano

    Além de Vilma Bello, também receberam o prêmio “Profissionais do Ano”: Adalberto Mafra Moreno; André de Britto Obladen; Armando Yuji Sano; Carlos Roberto Madalosso Filho; Claudia Cristina de Lima; Dirceu Tadeu Vaz; Dorgival Lima Pereira; Francisco Mendes de Lima; Junior Durski; Luiz Fernando Casagrande Pereira; Manoel Fernandes Alves; Marcus Miguel Steglich; Paulo Carniel Júnior; Rafael Silva; Raul Mocellin; Ricardo Silva; Rita de Cassia Graff; Sergio Luiz Toaldo; Sidney Schimeiske Mendes; Valmir Jorge Gomes; e Vicente Donizete Ruiz Linares.

    História

    Vilma Conceição Bedim Bello Machado tem 53 anos e trabalha no ramo imobiliário desde 1993. Ela nasceu em São João do Triunfo, na região dos Campos Gerais do Paraná, e mudou-se para Palmeira, próximo a Ponta Grossa, aos 15 anos. Fez  faculdade de Administração de Empresas depois de ter começado a trabalhar, pagando com o próprio dinheiro os estudos. Trabalhava de dia e estudava à noite. Morava em Palmeira e fazia faculdade em Ponta Grossa (na UEPG). Depois fez mestrado em gestão de negócios na FGV e nunca mais parou de se aperfeiçoar.

    Com a experiência e know-how de seus fundadores e de uma equipe de executivos de negócios credenciados e bem treinados, a Bellos Imóveis oferece, desde 2007, o melhor e mais eficiente serviço de consultoria de resultado para o mercado imobiliário, prestando assessoria para venda e locação de imóveis e realização de grandes negócios comerciais e industriais, bem como para a aquisição de terrenos para incorporação. Tudo com muito profissionalismo, dedicação e responsabilidade de quem está há 11 anos no mercado.

    A vereadora Maria Letícia Fagundes (PV) entrega o prêmio à empresária Vilma Bello - foto crédito: Chico Camargo/CMC

  • 14/06/2018

    Quais as regras ao usar referências ao maior evento do futebol mundial para promoção de sua empresa?

    A Copa do Mundo Fifa chegou e com ela muitas empresas pensam em realizar ações de marketing voltadas para esse grande evento esportivo. No entanto, é importante saber que as empresas que não são patrocinadoras do evento têm restrições quanto ao marketing, mas ainda assim é possível usar o momento de forma estratégica.
    Rosana Rocha, sócia-diretora e responsável pelo atendimento da 2 Design e Comunicação lembra que a Copa do Mundo Fifa é um bom momento para ações de marketing.

    “Os consumidores até mesmo esperam o envolvimento das empresas em relação à Copa, já que se trata de um grande evento, que envolve milhares de pessoas, lugares e culturas. Eles querem ver as cidades e ambientes enfeitados com as cores do Brasil. Assim, a Copa é uma ótima oportunidade para se aproximar de seu público-alvo e deixar a sua marca”, aponta.

    No entanto, existem restrições impostas pela FIFA para as empresas que não são patrocinadoras do evento. Os símbolos e outras marcas relativas à Copa do Mundo da Fifa são todas registradas no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) e em outros órgãos internacionais de propriedade intelectual. Ou seja, são protegidos no país de realização da Copa, bem como em todos os outros. Dessa maneira, sem prévia autorização, não se pode usar as marcas da Fifa e da Copa do Mundo Fifa 2018 e não é permitido produzir e vender produtos com as marcas da Fifa. Além disso, se não for patrocinadora, a empresa também estará proibida de distribuir ingressos para os jogos e realizar quaisquer ações promocionais associadas à Copa.

    Porém, mesmo com tantas restrições, ainda é possível usar o evento a favor das empresas não patrocinadoras. Rosana Rocha aponta que é interessante explorar a paixão nacional por futebol e desenvolver ações criativas. “É possível usar elementos como torcida e futebol, mas sempre cuidando para não se referir à seleção, pois a CBF é a dona da marca e não permite essa associação. Sempre vale a regra do respeito ao direito intelectual - se é registrado, não pode ser usado”, alerta.

    Rosana Rocha ainda destaca que uma boa estratégia é utilizar a torcida pelo Brasil e a paixão do brasileiro por futebol. “Nesse momento de crise econômica e moral, uma ótima ideia é explorar esse sentimento latente por mudança, por fazer diferente, superar o que passou e buscar a união para seguir em frente. O tom é de festa, de buscar mais um mundial, mas também de emoção, de superação. O nosso país está indo para uma copa com um time forte, mas com um povo fragilizado. Então, esse povo realmente merece essa taça!”, afirma.
     
    Redes sociais
     
    As redes sociais são canais de comunicação que podem ser muito bem explorados estrategicamente durante a Copa. Quando a pessoa vai para a rede social ela vai com a intenção de se distrair ou criar polêmica. E temos esses dois elementos muito fortes em um evento de Copa do Mundo.
    Sobre qual rede social deve ser usada, Rosana explica que isso depende muito do tipo de negócio. “Cada rede tem a sua particularidade e deve ser indicada de acordo com o perfil de cada empresa, sem, é claro, ignorar a grande penetração do Facebook e do Instagram no Brasil”, ressalta.
     
    Offline
     
    Não se pode esquecer, também, que existem inúmeras estratégias offline para as empresas. Vai desde uma decoração de fachada até um envio de kit personalizado para o seu cliente curtir a Copa do Mundo a caráter, com camiseta, vuvuzela, apito e rosto pintado!

  • 14/06/2018

    Grupo de Mídia apresenta a palestra “Quem são os brasileiros que movimentam R$8,5 bilhões por mês no país?"

    Nesta quinta-feira (14), o Grupo de Mídia do Paraná vai realizar mais uma edição do Café com Mídia, evento que tem o objetivo reunir o mercado publicitário a fim de debater tendências, novidades, trazer novos conteúdos e informações, além de promover a integração dos profissionais de marketing e mídia do Estado.

    O evento contará com a participação de Emília Rabello, fundadora do Outdoor Social, negócio de propósito social, exclusivo para periferias e comunidades, que gera renda através da publicidade. Especialista em negócios de impacto social e comunicação para a classe C, a empreendedora dará palestra sobre o tema “Quem são os brasileiros que movimentam R$8,5 bilhões por mês no país?”. A palestra vai destacar as famílias das comunidades da região Sul, que possuem a maior renda mensal do país. 

  • 14/06/2018

    Copa do Mundo: acordo entre empresas e colaboradores é a bola da vez

    O dia 14 de junho marca a abertura oficial da Copa do Mundo da Rússia, e determina uma nova rotina no dia a dia de empresas e colaboradores que pretendem não perder nenhum lance durante os jogos da seleção brasileira. Estabelecidas conforme o segmento em que atua e em alinhamento com a cultura da organização, as alterações vão desde dispensa integral ou parcial, e remanejamento de horários que poderão ser compensados ou não, de acordo com as condições previamente determinadas.

    Segundo os especialistas Dr. Reinaldo Garcia, advogado trabalhista, e Sergio Lopes, Coach e consultor de empresas, para evitar o surgimento de uma insatisfação coletiva, que resultará na redução dos resultados da equipe, o ideal é que o bom senso entre em campo, fazendo com que as organizações definam a melhor estratégia a ser seguida apoiadas no aspecto legal, motivacional e comportamental.

    “Não existe uma Lei que obrigue as empresas a dispensarem os seus colaboradores em dias de jogos da Copa do Mundo. Portanto, neste caso, o firmamento de um acordo transparente e bem definido é fundamental para que haja o entendimento legal da situação entre ambas as partes, evitando, assim, problemas futuros”, destaca o Dr. Reinaldo Garcia. O advogado explica, ainda, que este tratado deverá informar se o colaborador terá ou não que compensar o dia ou horário, em caso de dispensa.

    Para o Coach Sergio Lopes, antes de tudo, “a liberação dos colaboradores, alterações nos horários da equipe ou adaptações na operação da empresa devem ser realizadas em conformidade com a cultura da organização. Por isso, é importante que o gestor fique atento à política interna para não desviar o foco organizacional”. O consultor ressalta, também, a importância do bom comportamento para o caso de as partidas serem assistidas na companhia. “Não é recomendado o consumo de bebida alcoólica. E mesmo sendo uma ocasião que mexe com a nossa emoção, não exagere na comemoração. O clima pode ser de festa, mas o ambiente ainda é o profissional”.

    Ainda no aspecto legal, a equipe deve compreender que as datas dos jogos são consideradas dias úteis de trabalho. “Não há nenhum respaldo da Lei em caso de ausências não combinadas. Da mesma forma, o funcionário que for pego assistindo partidas que não sejam do Brasil, ou que comparecer ao local de trabalho sob o efeito de álcool, poderá ser punido. Em todas estas situações, a punição poderá ser demissão por justa causa”, enfatiza o Dr. Reinaldo Garcia.

    “Pela enorme representatividade que o futebol tem na cultura do brasileiro, não proporcionar que o trabalhador possa acompanhar aos jogos, poderá afetar os resultados almejados pela organização durante o período do torneio. Mais do que nunca, o atual cenário exige motivação, e a Copa do Mundo surge como um fator extremamente positivo para alavancar o clima interno. A oportunidade é ótima para aproximar gestores de suas equipes e o legado pós Copa poderá ser o de um ambiente mais colaborativo, com aumento nos resultados e progresso da organização”, avalia Lopes. Por fim, o Coach sugere que ao final dos jogos seja realizada uma pequena mesa redonda para provocar reflexões e aprendizados sobre trabalho em equipe, times de alta performance, superação, metas e resultados, explorando a alta gama de metáforas que o esporte permite para o ambiente organizacional.

DESTAQUES DOS EDITORES