Publicidade
Gastronomia

Abrabar cobra regulamentação de espaços gastronômicos compartilhados de Curitiba

Segundo Abrabar, a\u00e7\u00f5es de fiscaliza\u00e7\u00e3o t\u00eam aumentado com falta de regulamenta\u00e7\u00e3o
Segundo Abrabar, a\u00e7\u00f5es de fiscaliza\u00e7\u00e3o t\u00eam aumentado com falta de regulamenta\u00e7\u00e3o (Foto: SMCS/divulgação)

O Sindicato das Empresas de Gastronomia, Entretenimento e Similares de Curitiba (SindiAbrabar) divulgou nota cobrando da prefeitura de Curitiba a regulamentação dos Centros/Espaços Gastronômicos Compartilhados. Na nota, o presidente da entidade, Fábio Aguayo, alega que com a falta de regulamentação, tem aumentado "em operações conjuntas ou isoladas ao setor por parte dos órgãos públicos municipais e com apoio da PM, criando uma insegurança jurídica e prejuízos aos empreendedores".

De acordo com a entidade, no caso das "Vilas Gastronômicas a demanda judicial está grande como foi o caso do MERCADOTECA, DISTRITO 1340, entre outros e agora o CADORE Comida Descomplicada que acabou de obter uma liminar para poder trabalhar em paz até o julgamento final do processo".

"Vale ressaltar que o SindiAbrabar protocolou um documento de proposta para regulamentar o assunto de Vilas Gastronômicas e outras sugestões, até hoje não obtivemos um pronunciamento oficial ou posicionamento em que ponto está da tramitação na Prefeitura de Curitiba", diz Aguayo.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES