Publicidade
Copa do Brasil

Athletico e Santos se unem e vão ao STJD tentar liberar Lodi e Rodrygo

Renan Lodi
Renan Lodi (Foto: Geraldo Bubniak)

Athletico Paranaense e Santos conversaram e estão buscando uma solução conjunta para a situação do lateral-esquerdo Renan Lodi e do atacante Rodrygo. Os dois foram convocados para a seleção pré-olímpica para o Torneio de Toulon, na França. Os clubes pediram a retirada dos jogadores dessa lista. A CBF não respondeu. Os dois atletas não embarcaram para a França e, por enquanto, estão impedidos de atuar no Brasileirão e na Copa do Brasil.

Segundo o site Gazeta Esportiva, os dirigentes dos dois clubes vão entrar com um pedido no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para que os dois jogadores sejam autorizados a atuar nas competições organizadas pela CBF.

Nessa terça-feira (dia 4), o presidente da CBF, Rogério Caboclo, falou sobre a situação dos jogadores. “Eu compreendo que, uma vez que o jogador é convocado para uma seleção brasileira, ele não pode e não deve ser desconvocado. Foi isso que aconteceu com os dois atletas. O Athletico ofereceu o atleta fora do prazo para que ele se apresentasse à seleção, o que já não podia ser feito, uma vez que todos os atletas que deviam estar presentes já tinham se apresentado dentro do prazo. O fato é que nenhum dos dois foi desconvocado”, disse Caboclo, para a Fox Sports.

Antes da convocação, o coordenador das categorias de base da seleção, o ex-lateral Branco, e o técnico da seleção pré-olímpica, André Jardine, fizeram um acordo com clubes e combinaram que um atleta por equipe seria chamado para Toulon, com exceção do Corinthians, que liberou dois nomes.

Por conta dessa confusão, Renan Lodi desfalcou o Athletico contra o Fluminense, no último domingo, e segue como dúvida para a partida desta quarta-feira, contra o Fortaleza. No domingo, o técnico do Athletico, Tiago Nunes, falou sobre o caso e criticou a CBF.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES